chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Muçulmanos criam rádio evangélica falsa para caluniar cristãos

Muçulmanos criam rádio evangélica falsa para caluniar cristãos

Objetivo da falsa rádio é confundir pessoas interessadas no evangelho

Muçulmanos criam rádio evangélica falsa para caluniar cristãos

Uma organização cultural chamada Haghighat-e-sabz-e-Gilan (A verdade verde de Gilan) está organizando uma série de conferências na região de Rasht, no Irã, chamada “A Jornada do cristianismo ao islamismo”.

Segundo a agência de notícias cristãs Mohabat News, essa é uma organização recém-formada, liderada por Mohammad-Reza Mahboob. Em entrevista a um site islâmico, Mahboob descreveu o objetivo de seu grupo assim: “nossa organização cultural foi formada para identificar os principais ensinamentos religiosos sobre o Islã e o Cristianismo e ser sensível às questões religiosas”.

Na província de Gilan, em especial, há registros de um grande número de jovens interessados em questões relacionadas à vida no Ocidente, incluindo a religião. Assim surgiu a ideia de uma série de conferências que mostrariam testemunhos de cristãos que teriam se convertido ao islamismo, pessoas familiarizadas com a Bíblia.

O que primeiro chamou atenção é que as conferências receberam o apoio do Gabinete da Cultura e Orientação Islâmica da província de Gilan e do Escritório de Propagação do Seminário Islâmico de Qom. Isso seria um absurdo em outros tempos, afinal o Irã não possui liberdade religiosa. Mas o tema das palestras será a superioridade do Islã em relação ao Cristianismo.

Um dos pontos mais importantes do discurso de Mohamad Reza-Mahboob foi o anúncio da criação de uma estação de rádio pela internet batizada de “A Voz de Cristo”. O propósito da emissora seria responder a perguntas sobre o cristianismo. Eles desejam atingir todos os países de língua persa, incluindo o Irã, o Afeganistão e o Tajiquistão. Os programas também serão transmitidos com dialetos de Gilaki (do povo de Gilan) e o Taleshi (língua do povo do noroeste do Irã).

A escolha da cidade de Rasht chamou atenção de ministérios cristãos que atuam no Irã, por ser esse o local de nascimento do pastor Yousef Nadarkhani, condenado à morte este ano por ter se convertido a Cristo.
Não está claro até que ponto a pressão internacional sobre o Irã e o apoio internacional para a libertação do pastor Nadarkhani levaram autoridades iranianas a tentar criar uma atmosfera de liberdade com tais conferências.

O objetivo principal da iniciativa parece ser reforçar o prestígio do Islã na região e reduzir o efeito negativo da publicação de notícias sobre a possível morte de Nadarkhani. Há uma fraqueza percebida pela República Islâmica a este respeito naquela região.

A aversão ao Islã entre os jovens tem crescido no Irã e as autoridades da cidade de Rasht encontraram agora uma oportunidade de ensinar o que quiserem e tentar mostrar que existe liberdade e tolerância religiosa.

Chama atenção o fato de a República Islâmica estar gastando uma grande quantidade de dinheiro para combater a difusão do cristianismo entre o povo iraniano, sobretudo os jovens. Usar o nome de Cristo mesmo em meio a uma luta aberta contra o cristianismo é claramente uma tentativa de enganar aqueles que estão sedentos de ouvir e conhecer a verdade sobre Jesus.

Certamente nas transmissões surgirão ideias falsas a respeito de Cristo e de seus ensinamentos. A estação de rádio é apenas mais uma tentativa de calar as vozes que se levantam contra o regime muçulmano, mas a denúncia já foi feita pelos cristãos do Irã. Eles desejam esclarecer que nada tem a ver com tal iniciativa e pedem orações para que essa “semente ruim” não prejudique seu testemunho.


Fonte:  Gospel Prime 
com informações de Mohabat News
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"