chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Movimento evangélico é um dos maiores perigos para a sociedade brasileira, diz reverendo anglicano

O texto foi publicado em um jornal de Campo Grande (MS) como crítica à Marcha para Jesus

Movimento evangélico é um dos maiores perigos para a sociedade brasileira, diz reverendo anglicano
    Carlos Eduardo abençoa oratório de padroeiros dos gays em MS

É comum encontrarmos na internet ofensas contra evangélicos dizendo que esses religiosos são “analfabetos funcionais”, “ignorantes” e “fanáticos”. Palavras usadas geralmente por grupos anti-religião que usam a rede mundial de computadores para espalhar seus preconceitos, muitas vezes dizendo que os preconceituosos sãos os próprios evangélicos.

Mas dessa vez essas ofensas estão sendo ditas por um reverendo da Igreja Anglicana que escreveu um artigo para o portal Campo Grande News criticando a Marcha para Jesus que aconteceu na cidade na última segunda-feira (26).

O reverendo Carlos Eduardo Calvani diz que o “movimento evangélico hoje é um dos maiores perigosos para a sociedade brasileira” por conta do que ele chama de fundamentalismo evangélico apoiado por “analfabetos funcionais, que pouco leem”.

A crítica se dá sobre a participação do pastor Silas Malafaia no evento. Por ter grande influência na política nacional, o pastor assembleiano é considerado por Calvani como “fundamentalista” e idealizador de um projeto para a tomada de poder.

“Os evangélicos têm um projeto de tomada de poder na sociedade brasileira. Os evangélicos têm um projeto político muito perigoso para o Brasil”, diz ele citando a Comissão de Direitos Humanos que, por manobras políticas do PT foi dada ao PSC.

Ao falar sobre os políticos evangélicos, o reverendo anglicano diz que a bancada religiosa “é a mais inútil do Congresso Nacional” e que tem como objetivo acabar com todas as manifestações de outras religiões.

“Viveremos um ‘talibã evangélico’, com homens com o mesmo olhar raivoso de malafaia, e gays internados em campos de concentração para que sejam ‘curados’”, exagera o reverendo querendo voltar a citar o polêmico projeto de João Campos (PSDB-GO) intitulado erroneamente de “cura gay”.

O artigo foi escrito em resposta a um trecho da mensagem de Silas Malafaia que durante a Marcha para Jesus profetizou que os evangélicos terão cada vez mais espaço nos meios de comunicação, internet e política.

Leia na íntegra:

Campo Grande não merecia, na comemoração dos seus 114 anos de emancipação, o desprazer de assistir a tal “Marcha para Jesus” organizada por pastores-políticos e políticos-pastores reunindo cerca de 40 mil fanáticos para ouvir o “mais do mesmo” – as bobagens retrógradas de Silas Malafaia, Robson Rodovalho e outros.

O movimento evangélico hoje é um dos maiores perigos para a sociedade brasileira e o Estado Laico por seu potencial fundamentalista Malafaia, Feliciano, Rodovalho, Macedo, R.R. Soares e outros nomes menores que estão despontando (e outros que ainda despontarão) são a pior espécie de fanatismo religioso possível. A única diferença entre esse grupo e o fundamentalismo islâmico está nos referenciais religiosos nos quais se apóiam.

É certo que a grande maioria dos muçulmanos não é fundamentalista; mas os poucos que alcançam o poder cometem barbaridades em nome de sua fé. O fundamentalismo evangélico caminha pelo mesmo rumo. Alguém em são consciência e com um mínimo de instrução ou sensibilidade consegue acreditar neles e em seus discursos? Somente os analfabetos funcionais, que pouco lêem (aliás, sequer a Bíblia lêem, ou lêem com olhares medievais) os apóiam.

Não nos iludamos. Os evangélicos têm um projeto de tomada de poder na sociedade brasileira. Os evangélicos têm um projeto político muito perigoso para o Brasil. Utilizam as Escrituras Sagradas do modo como lhes convém, para interferir na Comissão de Direitos Humanos, para propor ou alterar leis e infringir descaradamente as cláusulas pétreas da Constituição Federal. Eles se infiltram nos partidos e conseguem ser eleitos para cargos no executivo e no legislativo.

Mas eles não têm fidelidade partidária nem princípios sociais claros. São mesquinhos e egoístas. Seus princípios são os da promiscuidade “igreja-estado”. A bancada evangélica é, comprovadamente, a mais inútil do Congresso Nacional.


No fundo, seu projeto é acabar com as manifestações religiosas com as quais não compartilham, sejam elas católico-romanas, espíritas, do candomblé, umbanda ou de qualquer outra religião que não a deles; desejam interferir na orientação sexual privada das pessoas “em nome de Deus”; fazem acusações levianas de que o movimento LGBT deseja acabar com as famílias; querem dominar o Ensino Religioso nas Escolas Públicas e, se conseguirem tomar o poder, não hesitarão em se infiltrar nas forças armadas utilizando o potencial bélico brasileiro para seus objetivos.

Sim, matarão se for preciso, invocando textos bíblicos, o “Deus guerreiro” do Antigo Testamento e seus exércitos sanguinários; sim, destruirão o “Cristo Redentor” e qualquer outro monumento de outra religião; sim, se tiverem pleno poder proibirão o carnaval, festas juninas, romarias marianas, terreiros de candomblé e exigirão conversão forçada a seu modelo de vida e à sua religião; o fundamentalismo que os inflama não terá qualquer restrição em proibir shows populares, biquínis nas praias e utilizarão armas químicas para fazer valer seus ideais. Viveremos um “talibã evangélico”, com homens com o mesmo olhar raivoso de malafaia, e gays internados em campos de concentração para que sejam “curados”.

Alguns dirão que estou exagerando. Porém, Malafaia disse ao microfone: “Nós declaramos que vamos tomar posse dos meios de comunicação, das redes de internet, do processo político, nós vamos fazer a diferença, vamos influenciar o Brasil com o evangelho de Jesus”.

Se permitimos que seu projeto vá à frante, preparem as burcas. Nosso futuro será sombrio.

(*) Reverendo Carlos Eduardo Calvani é da Igreja Anglicana no Brasil

Fonte: Gospel Prime

Pastores culpam futebol aos domingos pela baixa frequência nos cultos

Participação nos cultos diminui por que membros preferem ficar em casa assistindo TV

Pastores culpam futebol aos domingos pela baixa frequência nos cultos
Pastores culpam futebol aos domingos pela baixa frequência nos cultos

Quem deve ser responsabilizado pela queda na frequência das igrejas em 2012? Segundo uma pesquisa da revista Christianity Today, muitos pastores culpam a “secularização dos domingos”, culpando a transmissão de jogos de futebol e outros eventos esportivos nesse dia.

O professor Steve McMullin da Faculdade de Teologia Acadia entrevistou centenas de líderes e membros de igrejas evangélicas que identificaram uma queda de frequência nos últimos anos. Seu estudo, republicado pela Christianity, foi originalmente publicado na Revista de Pesquisas Religiosas , mostrando que os jovens são os maiores responsável pelo declínio na participação dos cultos por que preferem ficar em casa assistindo TV.

Desde 2008 ele vem analisando quais “obstáculos” dificultam a participar regular nos cultos evangélicos. Entre os principais argumentos dos pastores estão a distância do templo de suas casa, necessidade de trabalhar aos domingos e o medo da violência urbana. Mas em primeiro lugar disparado ficou as atividades esportivas televisionadas (futebol, corridas automobilísticas, etc).

“O domingo perdeu seu caráter sagrado para a maioria das pessoas”, explica McMullin. ”As igrejas precisam se perguntar: “Se isso é verdade, como iremos responder? ”

“Ao invés de culpar os esportes organizados, as igrejas devem aprender a reconhecer o que eles têm de bom”, disse John Branca, diretor do ministério de esportes da Universidade Cristã Baylor. “A prática esportiva pode ensinar sobre disciplina, amizade, trabalho em equipe e ética, se os cristãos abordá-las bem”, acrescentou.

Collin Sparks, diretor executivo de um ministério especializado em acampamentos evangélicos, é enfático: “As coisas que valorizamos em nossa cultura, mesmo dentro da igreja, são o sucesso, a realização pessoal e a busca pela felicidade”, disse ele. ”Nós podemos dedicar horas e mais horas vendo jogos e corridas, mas não gastamos 20 minutos diários para sentar e ler a Bíblia”.

David Roozen, diretor do Instituto Hartford de Pesquisa Religiosa, explica que muitas igrejas estão fazendo mudanças práticas para valorizar o gosto dos fieis pelos esportes. De acordo com Roozen, 4 em cada 10 igrejas evangélicas americanas tem pelo menos algum programa que privilegie os esportes coletivos para crianças e jovens ou atividades como aulas de ginástica para adultos na própria igreja.  Outras tantas passam os principais jogos em telões nas dependências do templo.

Algumas igrejas simplesmente optaram em mudar os horários de culto, conclui Roozen. ”Se isso é adaptação ou simplesmente conformismo eu não posso dizer com certeza. Eles, pelo menos, reconhecem que pouca gente vai aparecer naquelas horas. Esse é o mundo que nós vivemos agora”.

Fonte: Gospel Prime

“Quem me salvou foi Deus”, diz sobrevivente de acidente em SP

Um prédio em construção desabou no bairro de São Mateus, deixando oito mortos

“Quem me salvou foi Deus”, diz sobrevivente de acidente em SP
"Quem me salvou foi Deus", diz sobrevivente de acidente em SP

Dois sobreviventes do acidente no bairro de São Mateus, zona Leste de São Paulo, disseram que sobreviveram por milagre de Deus. Eles trabalhavam na construção do prédio que desabou na manhã desta terça-feira (27) deixando oito mortos e 26 feridos.

O eletricista Silvio Rogério Rodrigues, 28 anos, está entre os que foram resgatados com vida. Ele ficou cinco horas soterrado entre os escombros. “Eu só pedia a Deus para sobreviver”, disse.

Segundo o relato do funcionário, o prédio desabou por volta das 8h30 e ele só foi resgatado pelos bombeiros depois das 13h sendo levado diretamente para o hospital de Santa Marcelina, em Itaquera. Apesar de cortes na cabeça e fraturas, o quadro de saúde de Silvio é considerado bom.

Bento Lopes, 37 anos, também conseguiu sobreviver ao acidente. “O teto desabou e foi levando tudo. Corri para um quarto, duas paredes caíram, mas o teto ficou. Só bati um pouco o braço, nada grave. Quem me salvou foi Deus”, disse.


Para conseguir sair, Lopes precisou se arrastar entre os escombros, encontrando espaço entre as caixas de piso que serviram para escorar as lajes que caíram. Além de se salvar, o trabalhador conseguiu tirar outras cinco pessoas do meio dos escombros. “Achei que ia morrer. Não dá nem pra falar o que foi”.

Fonte: Gospel Prime

Deputado denuncia ação orquestrada contra igrejas evangélicas em TO

Uma igreja foi fechada e um casamento evangélico invadido por fiscais da prefeitura de Araguaína

Deputado denuncia ação orquestrada contra igrejas evangélicas em TO
Deputado denuncia ação orquestrada contra igrejas evangélicas

O deputado estadual Eli Borges (PMDB) denunciou em um discurso na Assembleia Legislativa do Estado de Tocantins uma ação da prefeitura de Araguaína contra igrejas evangélicas.

Para o parlamentar a ação é orquestrada já que uma igreja foi fechada há algumas semanas na cidade e outras duas estariam na lista dos fiscais. Outro caso que levou Borges a acreditar em um plano contra religiosos foi uma invasão policial a um casamento evangélico.

“O que está acontecendo em Araguaína? Qual era a intenção daqueles fiscais? Por que dez policiais entraram num ambiente fechado sem ordem judicial?”, questionou.

O peemedebista estava indignado com os casos que lhe foram narrados e estava tentando fazer contato com o pastor que estava realizando o casamento para pedir autorização e abrir uma ação judicial contra os funcionários públicos que participaram da ação.

“Seu prefeito, entenda isso, respeite a liberdade religiosa garantida pela Constituição Federal; que mania é essa de se sentir tão poderoso de questionar uma instituição que só faz o bem?”, disse.

No discurso de mais de sete minutos ela mostra sua indignação com essa perseguição religiosa e lembra que as igrejas prestam um serviço relevante para a sociedade e que o barulho por elas emitido não é um barulho prejudicial. “O barulho que a igreja faz promove vida, esperança, recupera o dependente químico; o barulho que a igreja faz é o barulho que a sociedade precisa ouvir”.

O barulho teria sido o motivo do fechamento da igreja evangélica Missão Vida Nova, situada no Setor Santa Helena, que foi interditada pela prefeitura de Araguaína no mês de julho. Esse será o mesmo motivo alegado para o fechamento de outros templos, como o deputado adiantou em seu discurso.

Testemunhas que participaram do casamento garantem que o som não estava alto e que a polícia foi ao local com policiais fortemente armados. Por volta das 23h30 a equipe da prefeitura invadiu o Espaço Acqua para averiguar possíveis irregularidades constrangendo os noivos, familiares e convidados que acabaram indo embora.

Para conferir o que está acontecendo na cidade, o deputado Eli Borges estará indo pessoalmente até Araguaína para conversar com o prefeito e tomar declarações das pessoas atingidas. “O Brasil é um país laico (sem religião oficial), e como representante legítimo da sociedade eu vou defender o direito legal de todos. Nos dois casos de Araguaína tudo indica que não houve o respeito do Executivo”, afirmou.

Veja o pronunciamento:


Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Assembleia de Deus investe dízimos na construção de casas para membros sem moradia.


Fábio Mendonça o pastor da Assembleia de Deus Ministério Lagoinha, em Araruama, Rio de Janeiro. Quando não está cuidando do seu rebanho, ele é sargento da Polícia Militar da 25ª CIA em Cabo Frio.
Sua igreja tem cerca de 200 membros e tem chamado atenção por fazer um investimento surpreendente: usar dízimos e ofertas para construir casas para os membros em condições de vulnerabilidade social. Além disso,a igreja possui duas vans que transportam os membros que moram em lugares como Regamé, Km 30, Rio do Limão e Fazendinha.
Andréa Silva Rocha, que recebeu uma das casas comemora: “Fui amparada na hora que mais precisei, hoje tenho a segurança de um lar”.

O pastor Fábio Mendonça diz que em seu trabalho na Polícia Militar ele adquiriu experiência na área de projetos. Percebendo a necessidade de outros irmãos carentes, decidiu ajudar a cavar a fundação das casas.

Ele conta que a igreja no princípio se assustou com a ideia, mas logo começou a participar ativamente. O critério para a entrega é “o grau de dificuldades das pessoas”, explica.
Foram construídas quatro casas onde os dízimos e ofertas custearam a obra. Além do pastor, três pedreiros ajudam nas construções trabalhando voluntariamente durante os finais de semana. No momento, estão sendo construídas quatro quitinetes, que devem ficar prontas até o dia 12 de outubro.

As primeiras beneficiadas deverão ser as duas senhoras que hoje estão alojadas na igreja, uma delas dorme no gabinete pastoral e a outra na “salinha das crianças”.  O pastor diz que não pede dinheiro, mas tem conseguido pagar as contas. “Acredito que quando o trabalho é direito, o Espírito Santo se encarrega de mover o coração das pessoas ao desejo de ofertar. E assim foi: um membro doou mil tijolos, outro duas pias…”, conta.
Mas a iniciativa não é isenta de criticas “Alguns pastores me perguntaram se eu não estava “arrumando” muito trabalho. Se Deus pensasse no trabalho que o ser humano dá a Ele em relação à desobediência a seus princípios, não teria feito o mundo. Tudo que fazemos na vida pode nos gerar problemas, você não compra um carro, por exemplo, pensando que o pneu pode furar um dia, mas no benefício que você vai ter com o veículo”, desabafa.
Por fim, ele deixa um “recado” para os líderes evangélicos: “As igrejas devem ficar mais atentas à necessidade do povo. Sejam elas materiais ou espirituais.
=
Há igrejas em que a maioria dos membros não possui necessidades financeiras, mas sempre há os que precisam de ajuda espiritual e aqueles que precisam de ajuda material”

Travesti canta durante culto em igreja evangélica

Desviado da igreja, ele pediu oportunidade e se apresentou em culto da Assembleia de Deus

Travesti canta durante culto em igreja evangélica
Vídeo de travesti cantando durante culto acende polêmica nas redes sociais

Marcio Collins foi criado numa família evangélica. Quando decidiu revelar sua homossexualidade ao pais, foi expulso de casa pelo pai e desde então vive nas ruas de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Envolvido com drogas e prostituição, ele é conhecido na Baixada Fluminense.

Em fevereiro deste ano surgiu um vídeo seu no YouTube cantando a música “Ele Não Desiste de Você”, do cantor gospel Marquinhos Gomes.


Segundo os comentários no Youtube, ele é afastado da igreja e costumava cantar no louvor. Esta semana surgiu outra apresentação dela na internet com o título “Travesti entra na igreja pede pra canta e solta a voz”. Em pouco tempo o material gerou reações reprovando e outras apoiando o fato de a igreja ter permitido que ele cantasse.

O vídeo foi gravado em um culto dia 23 de agosto na Assembleia de Deus Nadando Na Bênção, na Pavuna, Rio de Janeiro.  O pastor Giovanni Vieira, responsável pela igreja, confirmou em seu perfil do Facebook que permitiu que Marcio cantasse.

Ele não faz nenhum comentário sobre o fato de Marcio estar vestido de mulher, preferiu apenas postar a seguinte mensagem “Gente, o culto hoje da Pavuna explodiu tudo! Divulgue isso, ele pediu nossa ajuda. É muito forte”. Não há indícios que tipo de ajuda foi pedida.

Os comentários no Youtube e no Facebook mostram um debate acalorado entre quem concorda e quem discorda da decisão do pastor.

O tempo dirá que mudança poderá ocorrer na vida de Marcio por conta da divulgação desse vídeo. No início do ano, um mendigo entrou numa igreja em Minas Gerais e entoou um hino gospel.

Depois de mais de um milhão de acessos, Antenorgenes Silva Fernandes, o ex-mendigo e ex-usuário de drogas recebeu ajuda da igreja e se recuperou. Seis meses depois, conseguiu gravar um CD e até mesmo um vídeo clipe com a música “Um Milagre em Jericó”, que o tornou famoso.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

Porta dos Fundos provoca Marco Feliciano em novo vídeo

Ele mostram um deputado que quer aparecer na imprensa postando frases polêmicas nas redes sociais.


Porta dos Fundos provoca Marco Feliciano em novo vídeo
Porta dos Fundos provoca Marco Feliciano em novo vídeo

Os humoristas do canal “Porta dos Fundos” postaram nesta segunda-feira (26) um vídeo ironizando o deputado federal Marco Feliciano que recentemente criticou um dos vídeos do canal.

Nessa nova esquete, chamada de “Deputado”, os atores mostram um deputado com trejeitos homossexuais que quer “aparecer na mídia” reunindo sua equipe para postar frases polêmicas nas redes sociais.

No final do vídeo a equipe questiona se o deputado irá trabalhar e ele diz que não, que vai passar chapinha no cabelo, outra crítica clara a Feliciano que já confessou que faz alisamento nos cabelos.

No vídeo postado no canal “Portaria”, recém lançado pela equipe do Porta dos Fundos, o humorista Fabio Porchat assume que é ateu e diz que o vídeo criticado por Feliciano era uma crítica ao fanatismo religioso.

Um internauta chega a dar um conselho para a equipe para que eles não tratem de assuntos religiosos, principalmente de uma figura como Jesus que é respeitado por muitas religiões.

“Não é sério e sagrado pra mim”, disse ele se referindo Jesus Cristo.

No vídeo “Oh, meu Deus” uma mulher vai ao ginecologista e este, ao examiná-la, diz que está vendo a imagem de Cristo e chama outras pessoas para venerar o milagre. Para o deputado o vídeo em questão é crime, por violar o artigo 208 do Código Penal que pune o ato de “vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”.

Fonte: Gospel Prime

Após 12º filho, casal cristão diz que obedece ao “crescei e multiplicai-vos”

Família Schwandt dá testemunho de fé em rede nacional de TV.

Após 12º filho, casal cristão diz que obedece ao “crescei e multiplicai-vos”
Após 12º filho, casal cristão diz que obedece ao "crescei e multiplicai-vos"

Vem de Michigan, Estados Unidos, uma história curiosa que resultou em um testemunho de fé em rede nacional de TV. Enquanto a média de filhos por casal só declinou na última década, um casal cristão celebra a chegada do seu 12º filho homem.

Jay e Kateri Schwandt explicam que, por serem cristãos, não usam métodos anticoncepcionais e veem os filhos como presentes de Deus. Preferem não saber o sexo da criança antes do nascimento e só tiveram filhos homens. Contaram que os mais velhos ajudam os mais novos em casa e que nada tem faltado para sua família.

Para quem acha que é demais, já anunciaram que pretendem ter quantos filhos Deus lhes der, embora gostariam que o próximo fosse uma menina. Casados desde que ambos tinham 18 anos, hoje eles são objeto de estudo. “É incrível, um milagre”, define o doutor Bob Barbieri, que dirige o Centro de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Brigham em Boston. “Parece que eles tem uma predisposição genética extremamente rara, realmente única. Nas família com muitos filhos, há sempre uma alternância de sexo. Não entendemos bem o que aconteceu neste caso”.

Tyler (21), Zachary (17), Drew (16), Brandon (14), Tommy (11), Vinny (10), Calvin (8), Gabriel (6), Wesley (5) Charles (3), Luke (1 ano) e Tucker (15 dias) são os nomes dos “12 apóstolos”, apelido dado pela mídia americana. Para a família Schwandt, que é muito religiosa, trata-se de obediência. Os pais afirma que deixaram tudo nas mãos de Deus, “é uma bênção… Sabemos o que estamos fazendo”, afirmaram durante uma entrevista a um programa do canal Fox. Com informações The Blaze.

Fonte: Gospel Prime

“Artistas são profetas”, defende grafiteiro cristão

Dave Young Kim acredita que as igrejas deveriam incentivar mais a arte.

“Artistas são profetas”, defende grafiteiro cristão
"Artistas são profetas", defende grafiteiro cristão“

Eu acho que artistas podem ser uma influencia positiva nessa sociedade, em suas comunidades… Sua mensagem é importante… Artistas são como profetas, eles tem a habilidade de dizer às pessoas algo que precisa ser dito”. Esse é o pensamento do artista de rua Dave Young Kim.

Vivendo na Califórnia, ele conta que foi criado em um lar cristão, mas na adolescência se envolveu com gangues, armas, drogas e crimes. Nessa época começou a pichar para “marcar território” como faziam todos os demais membros do grupo.

Depois de alguns anos ele abandonou essa vida. Voltou a estudar, formou-se em Artes pela Universidade Davis da Califórnia. Porém, não abandonou as latas de spray. Ele fazia parte de um grupo de estudo bíblico na igreja Regeneration, na cidade de Oakland, famosa pela violência.

Convidado pelo pastor, iniciou um trabalho onde ensinava artes para os meninos e meninas que passam boa parte do dia andando pelas ruas. Vivendo numa casa comunitária com outros membros da igreja, ele trabalhou também em um centro de recuperação para drogados e estudou a Bíblia. Para ele foi como passar um tempo em um monastério.

Enquanto terminava a terceira leitura completa da Bíblia naquele ano, decidiu iniciar um projeto artístico. Basicamente, ele escolheu uma área abandonada, retirou o lixo e pintou um grande mural. A mensagem era clara “esperança e transformação”.

Considerado um dos melhores grafiteiros do Estado, ele acredita que não precisa escrever o nome de Jesus ou versículos bíblicos para produzir “arte cristã”. Seus murais têm mensagens variadas, mas o objetivo é sempre o mesmo: convidar as pessoas da comunidade para pensar sobre suas vidas.

“Estou sempre me perguntando se eu estou vivendo a minha vocação. Consigo me conectar com as pessoas, enquanto pinto um mural? Deixo um impacto duradouro com isso? As pessoas conseguirão sentir a presença de Jesus enquanto eu estava lá?”, são essas as suas ambições.


Recentemente fizeram um curta-metragem sobre sua vida e arte. Ele diz que nunca esperou por isso, mas deseja que seja “uma faísca que comece incêndios”. Para Kim, a arte pode refletir o aspecto divino da criação e trazer mais beleza para o mundo. E as igrejas deveriam se interessar e estimular mais os seus membros a se expressarem artisticamente. Com informações de Christianity Today.

Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Adolescentes enfatizam libertação dos “demônios sexualmente transmissíveis”

Três jovens americanas querem estrelar reality show sobre o assunto

Adolescentes enfatizam libertação dos “demônios sexualmente transmissíveis”
Adolescentes enfatizam libertação dos "demônios sexualmente transmissíveis"

Savannah, Tess e Brynne, são as “exorcistas adolescentes” mais famosas da mídia. Elas fazem parte do ministério do pastor Bob Larson, da Igreja Internacional Spiritual Freedom, conhecido pelos seus programas de TV com ênfase na libertação.

Enquanto a saga “Instrumentos Mortais” faz sucesso entre os adolescentes mostrando uma caçadora de demônios na ficção, elas dizem que isso é mais real que se imagina.

Nascidas no Arizona, elas contam que já viajaram por dezenas de países confrontando as forças do mal e orando por pessoas possuídas. A mais velha, Brynne, 18, é filha de Bob, que diz já ter ajudado cerca de 15 mil pessoas a serem livres dos demônios. Ele inclusive abriu uma escola de exorcismo, que conta com mais de 100 equipes. Ele lançou ano passado um curioso projeto onde seria possível fazer exorcismo pela internet.

Apesar de serem vistas por muitos como loucas, as jovens afirmam ter uma vida normal, como as outras garotas da mesma idade. A grande diferença está nas escolhas que fizeram. Elas não veem TV e nem vão ao cinema. Savannah explica que elas não têm tempo para essas coisas, pois estão “muito ocupadas lutando contra o diabo.”

“Eu acho que Harry Potter e Crepúsculo são instigadores do mal”, diz Savannah (21). “Eles anulam a moralidade e apenas servem para ligar pessoas com o mal”, assevera. Virgens, dizem que esperam que Deus lhes mostre com quem irão namorar e casar.

O pai explica que Brynne está no ministério desde que tinha 13 anos. Sua primeira experiência nessa área foi quando estava em uma igreja na África, durante um culto em que seu pai pregava para 3 mil pessoas. Tess (18) lembra que começou aos 15, quando orou por uma amiga que estava dormindo em sua casa e apresentou sintomas de possessão.

Mas como é possível identificar isso? Elas explicam: “As pupilas dilatam… a voz muda. Você olha nos olhos da pessoa, e depois do treinamento, consegue ver rapidamente o mal”, esclarece Tess.

Porém, elas fazem questão de ressaltar que Satanás não entra aleatoriamente no corpo das pessoas. “Ele precisa ter o direito legal”, ressalta Brynne.  Isso ocorre quando a pessoa “sai debaixo da proteção de Deus” ao cometer pecados como usar drogas, se envolver com o oculto ou fazer sexo com prostitutas. “Assim como você pega doenças sexualmente transmissíveis, pode pegar demônios sexualmente transmissíveis.” Sua afirmação mais polêmica é sobre as pessoas que são possuídas após serem abusadas ou estupradas.

A revista americana “Vice” acompanhou uma viagem recente do trio até a Ucrânia. O vídeo mostra elas usando uma Bíblia, uma cruz e uma espécie de “água benta” nos cultos de libertação. Os objetos são pressionados contra as pessoas, que gritam, vociferam e algumas caem. Os fieis glorificam a Deus e entoam hinos de louvor. Durante os 26 minutos do documentário “Teenage Exorcists” há muitos fatos que podem causar surpresa e até repulsa, para os incrédulos.

Para muitos elas são uma fraude bem ensaiada, com o discurso quase sempre igual. São acusadas ainda de ficarem ricas com as ofertas dadas por pessoas desesperadas. Além de aparecer em diferentes programas de TV graças a alguns vídeos polêmicos postados na Internet, elas dizem estar procurando uma emissora que deseje fazer um reality show sobre elas. Com informações Vice e Slate.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

Pastor comenta caso de presbítero que morreu no púlpito da igreja

O culto estava sendo transmitido ao vivo pela internet, mas o líder não deixou que filmassem o corpo.

Pastor comenta caso de presbítero que morreu no púlpito da igreja
Pastor comenta caso de presbítero que morreu no púlpito da igreja

Pela primeira vez depois de dois anos o pastor Rúben Oliveira Lima, da Igreja Assembleia de Deus em Botucatu (SP), comentou sobre a morte do presbítero Anízio que faleceu dentro da igreja depois de ministrar uma palavra.

Anízio tinha 87 anos e foi convidado a dar uma palavra para os presentes. Assim que ele encerrou o sermão, ele sentou ao lado do pastor e enquanto o grupo apresentava um louvor a Deus o presbítero levantou a cabeça e morreu.

Na carta o pastor relata tudo o que aconteceu naquele culto que estava sendo transmitido pela internet, dizendo que não deixou que filmassem o corpo do presbítero e nem permitiu que registrassem a saída do corpo da igreja.

“Enquanto se ouvia um cântico, inclinou a cabeça, e ao levantá-la, partiu para a eternidade sem esboçar sequer um gemido”, relatou o pastor.

Foi Rúben quem verificou a pulsação e percebeu que Anízio já não tinha vida. O Corpo de Bombeiros foi chamado e os socorristas acharam por bem levar o corpo para o pronto socorro da UNESP para a constatação da causa da morte.

“Segundo relatos de pessoas, e enfermeiros no hospital, disseram que, quando o corpo do irmão era retirado do veículo de resgate e era conduzido ao PS, era como que uma luz estivesse adentrando de corredor adentro do hospital… E perguntaram o que era aquilo? E foi dito, que ele era um crente em Jesus, disseram: ‘só podia ser…’”.

Leia a carta na íntegra:

“Este irmão era presbítero (um cargo eclesiástico na igreja) um senhor com 87 anos de idade, que iria completar 88 anos. Um homem crente, temente e fiel a Deus. Seu desejo (e ele falava a todos) era partir para a eternidade dentro da igreja, e Deus lhe privilegiou. Permitindo sua partida, logo após ter pregado a palavra de Deus.

Iniciamos o culto com a liturgia de sempre, e no momento das pregações, por ser um senhor idoso, e muito respeitado por todos, pedimos que nos trouxesse a pregação da noite, o que fez, como sempre, com brilhantismo… Inclusive, pregou no texto de João 11, sobre a ressurreição de Lázaro, dando ênfase nos vs. 25, 26, 43 e 44. O interessante, é que o irmão Anísio, possuía duas bíblias, a que trouxe para a Igreja no dia do seu falecimento, e diga-se, estava toda marcada com esferográfica vermelha, que ficou dentro da bíblia, e outra bíblia, que estudava em casa. Ao visitar sua esposa (não evangélica) esta mostrou-me a bíblia de estudos com as mesmas anotações, com um detalhe interessante, no versículo 44, quando termina o mesmo, o irmão Anísio faz um traço em vermelho, e escreve: Fim. (O que nos faz acreditar, que até ali, lhe fora permitido por Deus, falar, e nada mais…) Foi exatamente o que fez…

Após concluir sua prédica, (em todas as vezes que o irmão Anísio pregava, concluía suas palavras dizendo o seguinte: “Os irmãos continuem orando em meu favor para que eu tenha vida e saúde para continuar falando do grande amor de Deus”). Nesse dia, excepcionalmente, não disse o mesmo, mas disse: “Muito obrigado pela vossa atenção” e encerrou.

Assentou-se em seu lugar de sempre, e falou comigo assim: “Pastor me perdoe se tomei muito tempo”, ao que lhe respondi: “Nem me peça perdão, o irmão não pecou, somente pregou a palavra de Deus, fique em paz”. E enquanto se ouvia um cântico, inclinou a cabeça, e ao levantá-la, partiu para a eternidade sem esboçar sequer um gemido, um ai, ou qualquer outra reação, simplesmente partiu… (espiritualmente, atente para o cântico, e ouça que a cantora canta “e chegou a tua hora” nesse momento o irmão parte…).

Ao detectarmos sua partida, verifiquei pulsação, batimentos cardíacos, embora não seja médico, mas pastor; e imediatamente, meu filho que é presbítero na Igreja, ligou para pedir auxilio do Corpo de Bombeiro (resgate) que se demoraram cerca de uns 10 minutos. Enquanto não chegavam, o deitamos nas cadeiras do púlpito, e senti desejo de adorar a Deus cantando, pois, cantamos quando nasce uma criança, mas também quando o Senhor recolhe ao descanso um servo Seu. Aguardamos a chegada dos bombeiros, que ao chegar ao templo verificaram que realmente o irmão Anísio já havia falecido, porém, comunicaram-nos, que iria levá-lo ao pronto socorro da UNESP em Botucatu, para a constatação da causa morte, o que fizeram. E não permiti que fosse filmado o corpo do nosso querido irmão deitado sobre as cadeiras e nem a retirada do mesmo pelo corredor central da Igreja, pois, estávamos ao vivo para o mundo todo pela nossa WebTV “Uma Vida com Deus”. Porém, respeitosamente, em silêncio total, pedimos que toda igreja se levantasse e num gesto humanitário e cristão, e aguardássemos a retirada do corpo de nosso irmão do templo. Como não tínhamos mais condições de continuar com o culto, finalizamos o mesmo, e mantivemos o Templo aberto para o velório, pois, era desejo do irmão Anísio ser velado na Igreja. Tão logo fosse liberado seu corpo.

Segundo relatos de pessoas, e enfermeiros no hospital, disseram que, quando o corpo do irmão era retirado do veículo de resgate e era conduzido ao PS, era como que uma luz estivesse adentrando de corredor adentro do hospital… E perguntaram o que era aquilo?. E foi dito, que ele era um crente em Jesus, disseram: “só podia ser…”

Outros fatores marcaram esse episódio. No quarteirão da residência do irmão Anísio, ele era o único crente, e não se sabe até a presente data, a causa de uma queda de energia, ficando somente o quarteirão no escuro, e exatamente na hora da partida do irmão. Ou seja, Deus estava mostrando para a esposa do irmão Anísio, e para todos os seus vizinhos que uma luz se apagara naquele quarteirão…

Não nos omitimos em socorro, apenas glorificamos a Deus, por ser SUPREMO e ABSOLUTO e faz o que melhor lhe apraz… Oxalá que minha partida para a Glória assim fosse!

A Igreja, os pastores e boa parte da família do nosso querido e já saudoso irmão Anísio estiveram presente, inclusive, seu filho que é Pastor em S. Paulo no setor de Tucuruvi e neto do irmão Anísio, que também é Pastor junto com o pai em S.Paulo estiveram presentes. E ainda, um padre muito amigo do irmão Anísio se fez presente na hora do culto fúnebre.

Temos o culto gravado sem edições e cortes, para, se necessário, em juízo, ser apresentado.
Deus continue abençoando em Cristo Jesus a todos, que deste vídeo tomar conhecimento.”
Pastor Rúben Oliveira Lima – Igreja Assembléia de Deus em Botucatu – São Paulo.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

Pastor doa rim e salva vida de membro da sua igreja

É o terceiro caso conhecido do tipo nos últimos anos

Pastor doa rim e salva vida de membro da sua igreja
Pastor doa rim e salva vida de membro da sua igreja

Bruce McComb, 60, recebeu o primeiro transplante de rim de sua esposa Mimi, em 2002. Depois de alguns anos, começou a rejeição e ele passou a procurar por outro doador. Como não achava nenhum, já estava se desesperando com a gravidade da situação.

Durante uma conversa com o reverendo Jonathan Goertz, 31, da igreja que frequenta, McComb recebeu conselhos, orações e uma oferta. Goertz iria doar um de seus rins. O anúncio surpreendeu a todos os membros da igreja.

O caso se tornou famoso, mas para o religioso é algo natural. “Sempre me sinto impactado quando encontro alguém que tenha qualquer tipo de necessidade, seja ela física, espiritual ou emocional. Eu me pergunto: serei capaz de responder a essa necessidade?”

Ambos moram na pequena cidade de Tappahannock, Virgínia, e a maior surpresa foi que os exames indicaram a compatibilidade, algo que nem sempre ocorre fora da família. Atualmente existem cerca de 100 mil pessoas esperando por uma doação de rim nos Estados Unidos.

“Deus ajeitou tudo para que Jonathan não fosse apenas o meu pastor, mas alguém que tem uma afinidade sanguínea comigo, logo não desenvolverei anticorpos contrários”, comemorou McComb. ”Ele é o que se chama de combinação perfeita… continuo achando incrível que eu pudesse encontrar um doador compatível na pequena cidade de Tappahannock. Pela graça de Deus, ele está me ajudado fisicamente, além do apoio espiritual”.

A cirurgia foi realizada no Centro Médico da Universidade Johns Hopkins, em junho. O período crítico da operação já passou e os dois voltaram a suas vidas normalmente. O reverendo conta: “Eu fiquei pedindo a Deus para que, depois da cirurgia, eu não tivesse dificuldades de continuar levando adiante a minha vida e ministério tendo apenas um rim. ”

Mimi McComb conta que na noite anterior ao procedimento cirúrgico, o religioso os procurou no hospital, ungiu o paciente com óleos e junto com toda a família, oraram e impuseram as mãos pedindo a Deus pela cura de Bruce. Para Goertz sua decisão foi baseada no conceito cristão de sacrifício, exemplificado pelo bom pastor Jesus, que deu sua vida pelas ovelhas. “Todos os cristãos são espiritualmente sacerdotes, profetas e reis, o que significa que fazer sacrifícios deveria ser um aspecto normal na vida de cada cristão.”


Este não é o único caso conhecido em que um sacerdote doa um rim a um membro de sua igreja. Em 2011 David Baca, pastor da Igreja do Nazareno de Westminster, no Colorado, doou seu rim a Chuck Nelson, com quem fazia estudos bíblicos regulares por 14 anos. Em fevereiro de 2012, o pastor Derek Staples, da Igreja Batista de Jacksonville, Alabama, fez a doação para Jennifer Borders, um membro de sua igreja que estava muito doente. Com informações Huffington Post.

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

AD ministério de Madureira realiza O 1º CONGRESSO DE MISSÕES em Porto Velho

JuniorSouza


O primeiro congresso de missões da assembleia de Deus do ministério de Madureira foi com certeza muito abençoada, vai ficar marcado na historia da igreja, que, de acordo com o pastor presidente Valadares passa a fazer parte do calendário da igreja. O evento ganhou mais de 30 almas para cristo, a igreja não teve gastos no evento e com as ofertas missionárias, abençoou a igreja a manter seus missionários.

A Assembleia de Deus- Ministério de Madureira possui 12 missionários no interior do estado de Rondônia como no Baixo Madeira,  São Carlos, Calama, Triunfo, União Bandeirante, Mutum-Parana , Abuna e trabalho com Surdos e Mudos, Estados como  Bahia, Pernambuco e  Amazonas além de países como Cuba, Índia, Haiti.

Uma mega estrutura foi montada em frente a sede da igreja no bairro são Cristóvão  a rua fechada e cerca de 300 cadeiras espalhadas, nesta sexta-feira dia 16/08 estiveram ministrando o Preletor, Pastor e Conferencista Junior Souza e Cantores como Bia Santos e Donizete e Maria Mendes.

No dia 17/08 na parte da manha Pastor Jurandir Afonso e Cantores Bia, Maria e Donizete uma manha marcada com curas divinas, libertação e salvação, ja de noite e no dia 18/08 a preleção ficou por conta de um grande Pastor dentro a Assembleia de Deus Paulo Marcelo, foram duas noites de muito derramar de benção.

Uma festa linda marcada com o poder de Deus, onde almas que acabaram de aceitar a Jesus se derramavam em lagrimas e línguas estranhas, a o final o Pastor agradeceu aos Deputados Estaduais que ajudaram como Deputados Flavio Lemos, Edvaldo Soares e Maurão de Carvalho, alem de Governo de Rondônia e a Equipe do Rondocristao que esteve na Coordenação do evento e cobrindo os fatos do evento.

“Vocês tem que dar glória, e a primeira vez que eu vejo 3 deputados na igreja que não e ano de eleição, no meu estados são como elefantes branco”


thumb


O pastor que se alto convidou pra estar no ano que vem no 2º Congresso de Missões da Assembleia de Deus Ministério de Madureira um enorme prazer em fazer parte deste projeto embrião que só tende a crescer.

Parabéns a todos que ajudaram e apoiaram o Congresso, a gloria  da 2º casa e maior, este ano a resultado foi proveitoso mais de 30 almas vieram para cristo, alem de batismo com espírito santo, curas divinas e libertações.

Por Mathes Henrique
Fonte: Rondocristão

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Pastor enfrenta tubarão e salva vida de mergulhadora


Religioso diz que Deus lhe deu forças para nadar.

Pastor enfrenta tubarão e salva vida de mergulhadora
Pastor enfrenta tubarão e salva vida de mergulhadora

O pastor Rick Moore, 57, orou em voz alta enquanto entrava no mar tentando salvar uma jovem de 20 anos de idade. Ela foi mordida por um tubarão e perdeu o braço na altura do ombro. Quando ouviu sobre o ataque, Moore calçou seus pés-de-pato e se jogou na água.

“Tudo o que vi era muito sangue e apenas o osso onde estaria seu braço direito. Ela ficava dizendo: ‘Eu vou morrer, eu vou morrer’. Eu dizia: ‘Não, você não vai. Nós vamos salvá-la”, lembra.

O pastor disse que não pensou no perigo que corria enquanto nadava para tentar ajudar uma    estranha que dizia ter sido mordida por um tubarão. Ninguém mais que estava na praia na ilha de Maui, Havaí, quis se arriscar.

“Eu comecei a pensar comigo mesmo, se o tubarão estiver por aqui, o que vai acontecer agora? Eu vou ser o próximo! Então comecei a orar “Deus, Deus nos ajude”. E nadei o mais rápido que conseguia”, disse ele.

Felizmente, ele e a vítima chegaram até a praia sem nenhuma outra mordida. Os paramédicos disseram que se ele não tivesse entrado no mar, a jovem certamente teria morrido, pois estava a quase 50 metros para dentro do mar. Perdendo muito sangue e sem um braço, ela não teria forças para nadar contra a forte corrente daquele dia.

Jana Witteropp, a turista alemã atacada enquanto mergulhava foi atendida no Maui Memorial Medical Center, e chegou em estado crítico. Depois de operada, ela está se recuperando bem. Embora tenha perdido todo o braço direito, ela irá sobreviver. O pastor foi visitá-la e disse que jamais conseguirá esquecer os gritos dela, mas está feliz.

Moore vai voltar para Laguna Niguel, cidade da Califórnia onde ele é pastor e professor de educação física com uma história e tanto para contar. ”Eu já estava cansando de lutar contra a maré, quando comecei a clamar a Deus em voz alta. Senti como se fosse uma explosão de força… até conseguirmos chegar na praia”, disse Moore

Sua esposa, Diane Moore, disse que ele será recebido como um herói.  Em meio a lágrimas, Moore disse ao canal NBC4 que ela nunca imaginou que o marido pudesse fazer algo assim.


O Departamento de Terras e Recursos Naturais do Havaí disse que este foi o sexto ataque desse tipo na ilha este ano, mas sem vítimas fatais.  Naquela e em outras praias existem avisos sobre o risco de tubarões, mas nem sempre as pessoas respeitam. A última vez que alguém morreu após um ataque de tubarão no Havaí foi em 2004. Com informações NBC Los Angeles.

Fonte: Gospel Prime

Pastor perde a família em acidente no sábado, mas prega em igreja no domingo

Perda prematura não abalou a fé de pastor nigeriano

Pastor perde a família em acidente no sábado, mas prega em igreja no domingo
Pastor perde a família em acidente no sábado, mas prega no domingo

A esposa de um pastor da Nigéria (Hellen) e os três filhos do casal (Salvador, Ensigne e Pureza), estavam entre as oito vítimas de um grave acidente que comoveu a Nigéria.

A família do pastor Abraham Samuel da Igreja Átrio do Oleiro, estava com os outros passageiros de um ônibus que ia da capital Lagos para a cidade de Minna. A colisão com um carro ocorreu por volta das 20:00 de sábado, de acordo com o jornal Vanguard.

Testemunhas disseram que o ônibus pegou fogo logo após o acidente, dificultando muito o resgate. Naquele momento, 18 passageiros estavam no ônibus. Incluindo os ocupantes do carro, o total foi de oito mortos.

Em uma grande demonstração de fé, o pastor pregou normalmente durante culto de sua igreja no dia seguinte. Do púlpito, Samuel disse apenas “Minha esposa e as crianças estão descansando no Senhor”. Membros da igreja choravam e lamentavam, mas o pastor manteve a calma e afirmou que a perda prematura não abalou a sua fé.


O testemunho dele foi noticia em vários jornais da Nigéria. Com informações Christian Post.

Fonte: Gospel Prime

Marco Feliciano pede que evangélicos denunciem vídeo do “Porta dos Fundos”

Os humoristas Fábio Porchat e Gregório Duvivier criaram em meados do ano passado o canal de humor ‘Porta dos Fundos’....

Marco Feliciano pede que evangélicos denunciem vídeo do “Porta dos Fundos”
Marco Feliciano pede que evangélicos denunciem vídeo do “Porta dos Fundos”

Os humoristas Fábio Porchat e Gregório Duvivier criaram em meados do ano passado o canal de humor ‘Porta dos Fundos’. Em pouco tempo tornou-se um dos maiores sucessos do Youtube no Brasil. No final de 2012 recebeu o prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) como melhor programa de humor. Há rumores que em breve pode virar um filme de longa metragem.

Eles lançam dois vídeos curtos por semana, com esquetes de humor sem preocupações com o “politicamente correto”. Entre os assuntos abordados está a religião.

O Porta dos Fundos já provocou a ira dos cristãos em mais de um vídeo considerado “provocativo” e “blasfemo” como “Confessionário”, “Demônio” e  ”Deus”.  Todos tiveram milhões de acessos, como é comum nos vídeos do grupo.

Mas o vídeo postado hoje (19) parece ter incomodado muito mais que os outros. “Oh meu Deus”, já tem quase 300 mil acesso apenas no primeiro dia. Em menos de dois minutos o material mostra um esquete onde uma mulher (Clarice Falcão) vai ao ginecologista. O médico diz que pode ver Jesus entre as pernas dela e as enfermeiras confirmam.

Como é típico nas “aparições sobrenaturais” não explicadas, logo um grupo realiza no local orações e entoa cânticos de louvor. Embora a maioria dos evangélicos não pareceu se preocupar com as outras produções do Porta dos Fundos, essa promete gerar muita polêmica.

O pastor e deputado Marco Feliciano usou sua conta no Twitter para mais uma vez realizar uma campanha em defesa dos valores que acredita, ele postou “Assim caminha a humanidade… Vídeo podre! Ajudem a denunciar para retirá-lo do ar”. Ele acredita que se um grande número de pessoas reclamarem ao Google,
dono do Youtube, o material será apagado.


tuite porta

A campanha de Feliciano foi divulgada nas redes sociais e recebeu centenas de “retuitadas” no Twitter e posts no Facebook. Muitos comentários ofendem os produtores, outros defendem o direito de “livre expressão”. Mas como o link do vídeo está em quase todas as postagens, a tendência é aumentar o número de visitas. Para denunciar é necessário entrar na página do Youtube onde ele foi postado e clicar no ícone da “bandeira” que se encontra na parte inferior do vídeo, abaixo do número de exibições. Um menu se abrirá com as opções “Conteúdo abominável ou abusivo”. Basta marcar e confirmar.

Se desejar, assista o material:


Fonte: Gospel Prime

sábado, 17 de agosto de 2013

Primeiro-ministro do Egito condena ataques contra cristãos no país

52 igrejas foram incendiadas e destruídas por seguidores da Irmandade Muçulmana que protestam contra o regime recém implantado no país

Primeiro-ministro do Egito condena ataques contra cristãos no país
Primeiro-ministro do Egito condena ataques contra cristãos no país

Na última quinta-feira (15) o primeiro-ministro do Egito, Hazem al Beblaui, se manifestou sobre os ataques contra igrejas condenando a atitude dos muçulmanos que para ele são “ações criminosas”.

Os protestos da população contra o governo se voltaram para as igrejas e sete delas foram destruídas. O chefe do governo chegou a entrar em contato com o patriarca da igreja ortodoxa copta, Teodoro II, para expressar solidariedade e oferecer apoio.

A agência estatal de notícias, a Mena, afirmou que Beblaui prometeu combater novos casos de ataque a igrejas com firmeza. “A unidade de muçulmanos e cristãos são uma linha vermelha e as forças da escuridão e o terrorismo não conseguirão afetar ou enfraquecê-la”, disse o primeiro-ministro.

Por trás desses ataques estariam seguidores da Irmandade Muçulmana que incendiaram e danificaram templos cristãos. Outros protestos foram realizados no Egito tendo como estopim o desmonte dos acampamentos dos islamitas na capital Cairo.


Os confrontos entre manifestantes e a polícia já deixaram mais de 520 pessoas mortas e mais de 3.100 feridos de acordo com o Ministério da Saúde do Egito. A confusão teve início por motivos políticos, já que o presidente ligado à Irmandade, Mohammed Mursi, foi deposto. Com informações Terra.

Fonte: Gospel Prime

Evangelistas da ADUD são soltos após dois meses de prisão

Eles foram presos sob a acusação de coação a testemunhas
    
Evangelistas da ADUD são soltos após dois meses de prisão
Evangelistas da ADUD são soltos após dois meses de prisão

Os evangelistas Daniel Candeias e Lúcio Câmara, da Assembleia e Deus dos Últimos Dias (ADUD), foram soltos essa semana após dois meses de prisão por conta de denúncias de que eles estavam coagindo testemunhas do caso do pastor Marcos Pereira que está preso desde o começo de maio.

A prisão dos evangelistas chocou os membros da igreja e o vice-presidente da ADUD, pastor Luis Carlos, chegou a escrever uma carta dizendo que não havia provas contra os dois acusados.

“Os Evangelistas Lúcio Câmara e Daniel Candeias foram abordados por policiais momentos antes do culto. Estes dois irmãos não praticaram nenhum crime, eles estão sendo acusados, mas não há nenhuma prova contra eles”.

Os evangelistas ficaram dois meses detidos no Complexo Penitenciário de Gericinó no Rio de Janeiro e a soltura emocionou os membros da ADUD que gravaram um vídeo mostrando a chegada dos carros que trouxeram Daniel e Lúcio de volta para a sede da igreja.

O processo de coação de testemunhas também tem o pastor Marcos Pereira como réu, pois a justiça acredita que o líder religioso ou teria mandado perseguir as testemunhas ou teria conhecimento do fato.

Depoimentos foram feitos na Delegacia de Combate as Drogas (DCOD), que investiga o caso, dizendo que homens encapuzados estavam rondando a residência de um casal de testemunhas e que pessoas da igreja haviam encomendado “cuidado” para as mesmas pessoas.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

Jornalista diz que ataque a Feliciano em avião é fascismo cor-de-rosa

Na semana passada o deputado foi coagido por manifestantes enquanto saia de Brasília com destino a São Paulo.
por Leiliane Roberta Lopes
Jornalista diz que ataque a Feliciano em avião é fascismo cor-de-rosa
Jornalista diz que ataque a Feliciano em avião é fascismo cor-de-rosa

Os jornalistas do programa Jornal da Massa, da Rede Massa, retransmissora do SBT no estado do Paraná, comentaram sobre o ataque sofrido pelo deputado pastor Marco Feliciano em um voo da Azul Linhas Aéreas na semana passada.

Enquanto a jornalista Ruth Bolognese apoia a atitude dos ativistas do movimento gay, o jornalista Paulo Martins criticou dizendo que houve um plano orquestrado por “gayzistas” que tinham como objetivo fazer com que o deputado reagisse e praticasse um ato violento contra eles.

“Democracia é garantia de manifestação e não de intimidação, o que eles fizeram ali foi intimidação”, disse o jornalista. “Foi um movimento calculado, eles queriam que o Feliciano se levantasse e batesse em um deles, tanto que provocaram passando a mão no rosto do deputado”.

Os apresentadores debateram se houve ou não abuso na manifestação contra políticos. O advogado Ogier Buck achou válido a provocação, mas até o momento em que tocaram no deputado. “Os guri podem brincar, podem cantar, pode tudo, mas não podem passar a mão no deputado”, disse.

Já para Paulo Martins a intimidação foi longe de mais. “Se fosse um machão passando a mão no rosto de um conhecido militante do movimento gay estaria o caos estabelecido dentro do avião. Isso não tem nada a ver com democracia, tem a ver com o ato de intimidação. Aliás, é uma espécie de fascismo cor-de-rosa”.

O âncora do programa, Denian Couto, também é a favor da manifestação feita no avião, só não concordando com os toques que os manifestantes fizeram no rosto e cabelo do parlamentar. “Eu acho que o Feliciano foi um frouxo por não reagir”, disse.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

Evangelistas alertam que o “avivamento final” está próximo

Liderados por Billy Graham, "grande despertar espiritual" pode começar ainda em 2013.    

Evangelistas alertam que o “avivamento final” está próximo
Evangelistas alertam que o "avivamento final" está próximo

Quando vários homens reconhecidos como profetas de Deus começam a dizer a mesma coisa, é melhor levar a sério. O famoso evangelista Billy Graham está perto de completar 95 anos e ele diz que está orando para ver os Estados Unidos experimentar um “grande despertar espiritual” antes que ele morra.

O evangelista alemão Reinhard Bonnke, que ficou famoso pelas suas cruzadas que reuniram milhões na África anunciou que Deus lhe disse para fazer “uma poderosa onda de salvação varrer os EUA.”

O pasto Greg Laurie, presidente do movimento “Cruzadas da Colheita” é famoso por ter participado do um avivamento entre os hippies na década de 1960. Desde então ele se dedica a evangelizar o maior número de pessoas possível. Laurie acredita que está na hora de ver seu país experimentando um avivamento sem precedentes.

Nesse momento em que muitos acreditam que o relógio profético de Deus está se aproximando rapidamente da hora final, vários líderes influentes estão falando sobre o que seria o “último avivamento”. Ele começaria nos EUA e se espalharia rapidamente por outros países do mundo. Entre os que defendem isso estão: Billy Graham, Franklin Graham, Reinhard Bonnke, Greg Laurie, Chuck Smith, Banning Liebscher e outros menos conhecidos. Será esse a última oportunidade de mudanças antes do fim dos tempos?

É difícil saber, mas sem dúvida vários sinais profetizados por Jesus estão acontecendo. Aos 94 anos de idade, Billy Graham, disse acreditar que isso pode acontecer antes que ele morra. Por isso está lançando com seu filho Franklin mais uma cruzada “Minha Esperança”, que vai ocorrer dia 7 de novembro, data em que ele completa 95 anos.

Ele é reconhecido como o evangelista que pregou para mais pessoas na história. Suas cruzadas alcançaram um número aproximado de 2,2 bilhões de pessoas em todo o mundo. Em uma carta divulgada por seu ministério, ele disse que nunca esperou ver o mundo onde “indulgência egoísta, orgulho e falta de vergonha sobre o pecado tenham se tornado emblemas do chamado ‘estilo de vida’ “.

Graham compara os EUA à antiga cidade de Nínive, a única superpotência do seu tempo. “Quando o profeta Jonas chegou a Nínive e proclamou a advertência de Deus, o povo se arrependeu e escapou de um julgamento terrível, esta é única opção que nos resta”, escreveu.

“Eu acho que é uma descrição apropriada”, disse Laurie. ”Em muitos aspectos a situação é a mesma. A maldade de Nínive era tão grande que Deus disse que ela chegou até o céu… eu acredito que o mundo está chegando a tal estado”.

Parte desse movimento começou em fevereiro, quando Bonnke declarou a 5.000 pessoas presentes no Gospel Fest, na Flórida, que sentia que a hora do avivamento estava chegando. O pregador alemão durante décadas fez gigantescas campanhas evangelísticas no continente africano. Recentemente, afirmou que Deus lhe disse no ano passado que era hora de “lançar a rede do Evangelho no restante do mundo”.

Ele explica que embora se diga que o ateísmo está triunfando na Europa. Quando pregou recentemente na Alemanha, ficou surpreso.


“Eu preguei em um estádio e quando fiz o apelo, o poder de Deus foi manifesto de maneira tão maravilhosa que eu vi com meus próprios olhos pessoas pulando sobre os bancos para vir até a frente. Parecia que eles não podiam esperar para fazer a oração de salvação rápido o suficiente. Então eu percebi uma coisa: a Alemanha não rejeitou o Evangelho. Acho que a nova geração na verdade realmente nunca ouviu o Evangelho”. Com informações WND.

Fonte: Gospel Prime

Pastor americano pode ser julgado por perseguição a gays na Uganda

Ativistas garantem que o Scott Lively é a favor da pena de morte a homossexuais. 

Pastor americano pode ser julgado por perseguição a gays na Uganda
Pastor americano pode ser julgado por perseguição a gays na Uganda

Um grupo de direitos dos homossexuais de Uganda entrou com uma ação contra o reverendo americano Scott Lively o acusando de apoiar as políticas anti-gay que o governo do país africano está tentando aprovar.

A associação de minorias sexuais da Uganda afirma que o pastor, enquanto esteve no país, perseguiu homossexuais e promoveu uma conferência em 2009 que fez surgir um projeto rigoroso contra a homossexualidade chegando a prever a pena de morte para gays.

A ação foi acatada pela justiça de Massachusetts que pode julgar e condenar o evangélico por crimes contra os direitos humanos.

Em sua defesa, o pastor diz que não tem nenhuma ligação com a proposta do governo de Uganda e que suas declarações sempre foram a favor da família tradicional e estão garantidas pela liberdade de expressão.

Logo que começou a ser acusado pelos ativistas o reverendo, que trabalhou por muitos anos na África, se defendeu dizendo que tudo não passa de falsas acusações. “Nunca fiz isso [apoiar a prisão e a morte de gays]. Essa é uma falsa afirmação por parte dos gays e aliados da mídia. Nunca, jamais, estive a favor da pena de morte para isso”.

Lively acredita que a Uganda está “indo muito longe” ao tomar essas medidas e por isso não os apoia. Contudo ele sabe que a intenção do governo é proteger a sociedade e impedir que ela seja ‘homossexualizada’. “Eles estão preservando a liberdade religiosa e os valores da família”.

Ao tomar conhecimento da decisão da justiça americana, Judge Michael Ponsor, autor da ação contra o pastor, comemorou e disse que essa é uma vitória significativa para os direitos humanos. Com informações DW e Bosto Herald.

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Livro mostra que falta pastores no interior do Brasil

Mestre em missiologia, o autor apresenta proposta para a evangelização do Norte e Nordeste do país.

Livro mostra que falta pastores no interior do Brasil
Livro mostra que falta pastores no interior do Brasil

O pastor presbiteriano Sérgio Lyra escreveu um livro para mostrar a falta de pastores evangélicos no interior do Brasil, fazendo uma ligação com a falta de médicos, fator que está sendo repensado pelo governo brasileiro.

Em “Cidades do Interior”, que está sendo lançado pela editora Ultimato, o autor faz um apelo para o envio de pastores e missionários plantadores de igreja para as regiões Norte e Nordeste. Os dados apresentados na obra mostram que nas cidades pobres menos de 5% da população se declara evangélica.

De acordo com o Censo de 2010 apresentado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) há 33 cidades em Pernambuco com menos de 3% de evangélicos e na Paraíba são 90 cidades.

O pastor Sérgio Lyra, que é doutor em ministérios pelo Reformed Theological Seminary questiona os motivos para que as igrejas não estejam presentes nessas comunidades e tenta responder algumas perguntas como “o que as grandes igrejas urbanas fazem em prol da evangelização e da ação social nas cidades do interior?”.

Além de levantar esses questionamentos, o pastor oferece algumas propostas para a implantação de projetos missionários nessas cidades levando em consideração a realidade social e religiosa dessas localidades.

Fonte: Gospel Prime

Família abandona país por questões religiosas e fica perdida no mar

Tentativa de “fuga” foi em protesto à interferência do governo nas igrejas.

Família abandona país por questões religiosas e fica perdida no mar
Família abandona país por questões religiosas e fica perdida no mar

A família Gastonguay vivia no Estado do Arizona até decidir sair dos Estados Unidos por estar “cansada do controle do governo sobre suas vidas”. Sendo cristãos, eles não acreditam em “aborto, homossexualidade e uma igreja controlada pelo Estado”.

A esposa, Hannah, 26, explica que sua indignação surgiu por que o governo interfere na liberdade religiosa: “As igrejas americanas não são mais delas mesmas”.

Para o casal, é ridículo eles serem “obrigados a pagar os impostos que sustentam os abortistas”. Em vários Estados americanos o aborto é legalizado e embora o governo não ofereça a opção pelo sistema de saúde, muitas organizações ganham recursos federais para a prática.

Embora os Gastonguay não sejam membros de nenhuma igreja, eles afirmam que sua fé veio da simples leitura da Bíblia. Assim como no relato sobre o profeta Jonas, eles embarcaram em um barco para fugir de onde viviam.

No final do ano passado, a família se mudou para San Diego, Califórnia, onde comprou um barco e fez preparativos para a pequena ilha de Kiribati, no Oceano Pacífico. A família escolheu esse local porque desejava ajudar as pessoas de “um dos países menos desenvolvidos do mundo”.

Kiribati é formada por um grupo de ilhas próximas à linha do equador, na Polinésia, entre a Austrália e o Havaí. Sua população soma pouco mais de 100 mil habitantes.

Em maio deste ano Hannah, além do marido, Sean, 30, o pai dele, Mike, e as filhas do casal (Ardith, 3 e Rahab, 8 meses) partiram para sua nova vida. A família não viu terra firme por três meses.

Até que os Gastonguay começaram a enfrentar uma série de tempestades em alto mar. Seu pequeno barco foi danificado pelas fortes ondas e eles decidiram navegar para as Ilhas Marquesas. Mas o clima não permitia um grande avanço e eles ficaram à deriva por semanas.

Logo, perceberam que tinham poucos suprimentos, que consistia em “um pouco de suco e de mel”. Mesmo assim, conseguiram pescar alguns peixes, e sobreviveram disso.

“Nunca achamos que iríamos morrer. Nós acreditávamos que Deus nos salvaria”, lembra Hannah. Finalmente, o barco da família foi avistado por um helicóptero que havia decolado de um barco de pesca venezuelano. Eles foram resgatados, literalmente, do meio do nada. Não havia terra firme por centenas de quilômetros ao seu redor.

Depois de quase um mês na “carona” do navio venezuelano e depois um japonês, chegaram ao Chile na última sexta-feira.

“Eles estavam procurando uma aventura. Queriam viver em uma ilha da Polinésia, mas não tinham o conhecimento necessário para navegar em alto mar”, explicou o policial José Luís Lopez, que ouviu o depoimento da família. Maurício Araneda, governador na província de San Antonio, onde eles estavam, foi mais longe e afirmou que eles tinha conhecimento quase zero sobre navegação.

Os 5 americanos tiveram suas passagens de volta aos EUA pagas pela embaixada do país no Chile. Chegaram em casa neste domingo, mas o Departamento de Estado dos Estados Unidos negou-se a comentar o caso. Com informações Urban Christian.

A aventura da família, segundo Hannah Gastonguay, foi “muito empolgante”, mas “um pouco assustadora em alguns momentos”. Disse ainda que ela e o marido irão “voltar ao Arizona até decidirem sobre um novo plano”.

Fonte: Gospel Prime

Missionário é condenado a 15 anos de trabalhos forçados por evangelização

Empresário cristão está preso na Coreia do Norte desde 2012.

Missionário é condenado a 15 anos de trabalhos forçados por evangelização
Missionário é condenado a 15 anos de trabalhos forçados

Considerado o pais que mais persegue os cristãos no mundo, a Coreia do Norte prendeu o empresário Kenneth Bae, 45, acusando-o de tentar “derrubar o governo” de Pyongyang.

Nascido na Coreia do Norte, ele e sua família se refugiaram nos EUA e obtiveram a cidadania. Bae mantinha uma empresa de turismo e viajava constantemente ao seu país natal para entregar ajuda aos órfãos norte-coreanos.

Evangélico comprometido, ele pretendia ajudar a levar dezenas de missionários da organização missionária JOCUM para o país comunista, onde é proibido pela lei pregar o evangelho.

Membro de em uma igreja presbiteriana coreana em Saint. Louis, em dezembro de 2011 ele deu um testemunho antes de começar as suas viagens. “Sei que Jesus deseja que eu sirva como um “canal” de bênção. A partir deste ano, começarei a levar várias equipes missionárias de curto prazo para a Coreia do Norte”. Ele pedia orações e ofertas para concretizar o seu projeto.

Através de sua empresa, a Nations Tour, ele tinha facilidades para entrar e sair de um dos países mais fechados do mundo. Até que foi preso em maio deste ano, acusado de “atos hostis” contra o regime.

A constituição norte-coreana diz claramente “Ninguém pode usar a religião como um meio para ajudar potências estrangeiras ou destruir o estado ou a ordem social vigente.”

Segundo a organização missionária, a prisão de Bae foi concretizada após ele tirar várias fotos de crianças famintas nas ruas do país.

Esta semana, seus familiares e amigos divulgaram uma carta de Bae, onde ele explica as dificuldades que tem passado na prisão e como sua saúde está debilitada. Sua irmã Terri Chung está organizando uma série de vigílias de oração nos Estados Unidos e pedindo que se pressione o governo Obama para negociar a libertação do missionário.

Como as relações entre Pyongyang e Washington estão travadas por causa do programa nuclear coreano, é bastante improvável que isso ocorra. Uma petição na Internet pedindo que seja garantida uma “anistia especial” para Bae conta com milhares de assinaturas. “Agora é a hora. Precisamos apelar aos nossos líderes legislativos para que ajam e busquem a anistia para Kenneth,” disse Chung.

A Casa Branca não comentou que atitudes deve tomar ou se fará, de fato, algo. O silêncio sobre o assunto é muito parecido com o tratamento dado ao pastor Saeed Abedini, que está preso no Irã por causa de seu trabalho missionário.

Segundo as cartas divulgadas pela família, o missionário relata que sofre com dor nas costas, pontadas no coração, hipertensão, diabetes e sua visão começou a se deteriorar.

A mãe, Myunghee Bae, disse que enviou uma carta com recortes de versículos da Bíblia, mas não sabe se o filho recebeu. Uma das últimas imagens de Bae, divulgadas pelos coreanos para provar que ele continuava vivo, mostravam-no cerca de 20 quilos mais magro desde que foi preso. Com informações Huffington Post e Global Post.

Fonte: Gospel Prime

Pregador de apenas 8 anos faz sucesso em igrejas evangélicas

Samuel Green ganhou atenção nacional após aparição em programa de TV.

Pregador de apenas 8 anos faz sucesso em igrejas evangélicas
Pregador de apenas 8 anos faz sucesso em igrejas evangélicas

Com apenas 8 anos de idade, Samuel Green já é um pregador conhecido nos Estados Unidos. Além das centenas de convites para pregar em igrejas que recebe todas as semanas, ele foi destaque em um dos programas mais vistos da televisão americana, o “Today show” da rede NBC.

O menino nasceu em Jackson, Mississipi, e começou a pregar aos 5 anos após memorizar vários versículos e reuni-los em falas de 15 minutos. Sua mãe, Joann, disse que percebeu que o filho tinha um dom para pregar quando ele foi convidado a pregar numa igreja em outro Estado que ouvira falar dele.

“Meu marido e eu ficamos muito surpresos quando vimos que Samuel conseguia pregar sem usar anotações, usando apenas o que ele decorou da Bíblia”, disse ela ao “Today”.

Os breves sermões de Green são baseados em histórias bíblicas que ele ouvia em casa ou na igreja que sua família frequenta. Ele conta que seu personagem favorito é Jó, pois ele “sabia como os seus problemas”. Em um vídeo no YouTube, pode ser visto claramente como o menino mantem-se fiel ao relato bíblico e leva a sério o que está fazendo.

Perguntado sobre o que sente quando está no púlpito, o menino é direto: “Eu realmente não fico nervoso, por que sei que Deus está comigo”. Ao falar dos seus planos para o futuro, diz que além de ser pastor, gostaria de também estudar para ser pediatra e cuidar das crianças.

Beverly Coleman, que serve como uma espécie de “mentora” do jovem Samuel disse que ela está acostumada a trabalhar com crianças na igreja, mas desde que tinha dois anos o menino dava indício que era “diferente” pelo interesse demonstrado pelas histórias bíblicas. Ela não tem dúvidas de que o menino é “superdotado”, intelectual e espiritualmente.

A família garante que ele vive uma vida normal, pois frequenta a escola e joga bola com os amigos, mas entende que possui um “chamado”.

Apesar de sua pouca idade ser vista como uma surpresa para alguns, Samuel não é a única criança a pregar. O canal Nat Geo fez um documentário em 2011 onde mostrava a história de diferentes “pregadores mirins”.  Ele mostrava a vida de dois meninos americanos (Kanon Tipton e Terry Durham) e o brasileiro Matheus Moraes, que ganhou notoriedade no país.

Em 2012, Ezekiel Stoddard, de apenas 11 anos foi ungido como pastor da igreja Pentecostal Templo Hills. No Brasil, possivelmente a história mais famosa é a de Ana Carolina Dias, que começou a pregar com sete anos de idade e continua até hoje.

Não são poucos os casos de curas e milagres atribuídas às orações desse pregadores que iniciaram no ministério nos primeiros anos de vida, o que ajudou a torná-los bastante conhecidos e requisitados por igrejas.

Assista:

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"