chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Templo da Assembleia de Deus é atacado pela segunda vez em um mês

Extremistas hinduístas atacam os cristãos com a acusação de “conversões forçadas”

Templo da Assembleia de Deus é atacado pela segunda vez em um mês
Templo da Assembleia de Deus é atacado pela segunda vez em um mês

Pela segunda vez este mês, a igreja Assembleia de Deus em Kalva, no estado indiano de Maharashtra, foi atacada por radicais hindus. Em meio ao culto do dia 6, o pastor Arul Raj foi atacado no púlpito, espancado e levado até o posto policial com falsas acusações.

A polícia disse que não havia crime em pregar o cristianismo e colocou dois policiais para vigiar o local de culto. Mesmo assim, eles não conseguiram evitar um novo ataque no último domingo (27).

Um grupo de 35 extremistas hindus, pertencentes ao grupo “Bajrang Dal” armados de paus e barras de ferro, invadiram o templo novamente. Eles saquearam o local espancaram os fiéis presentes, incluindo o pastor Ajay Kasbe, que pregava para cerca de 100 pessoas. Quatro líderes cristãos presentes ficaram gravemente feridos (os irmãos Rajesh, Ajay e Gulab Vishwakarma, além de Shambhunath Yadav).

A acusação deles é que a igreja realizava “conversões forçadas”. Até o momento, a polícia só identificou e prendeu cinco dos militantes. O ocorrido iniciou uma onda de terror nas igrejas da região, unindo católicos e evangélicos. Joseph Dias, representante dos católicos, admitiu: “Está claro que se trata de uma tentativa de polarizar a sociedade por causa da religião, em vista das eleições gerais na Índia. Pedimos ao Ministro do Interior de Maharashtra, Raosaheb Ramrao Patil, que garanta a proteção a todas as igrejas e puna severamente os que buscam desencadear um conflito religioso”.

O crescente movimento de perseguição em algumas regiões da Índia é promovido pelo Bharatiya Janata, partido ultranacionalista hindu que apoia grupos extremistas acusados de violência e perseguição contra as minorias étnicas, sociais e religiosas em todo território indiano. No início de 2014 ocorrerão eleições no país e uma das plataformas políticas é a mudança na lei religiosa.

Segundo país mais populoso do mundo, com mais de um bilhão de habitantes, a Índia é majoritariamente hinduísta. Uma lei anticonversão está sendo debatida e pode marcar definitivamente a história da nação milenar. Caso seja aprovada, deve alterar a Constituição indiana, que assegura a liberdade religiosa. Com informações de Fides e Persecuted Church.

Fonte: Gospel Prime

Foto de girafa no Facebook é armadilha do diabo, diz ex-satanista

Usuários que trocaram a foto do perfil precisam pedir perdão à Deus

Foto de girafa no Facebook é armadilha do diabo, diz ex-satanista
Foto de girafa no Facebook é armadilha do diabo, diz ex-satanista

Essa semana uma nova brincadeira fez com que muitos usuários do Facebook trocassem suas fotos de perfil por imagens de girafas. A troca da fotografia seria a punição para quem errasse uma pequena charada.

A charada é a seguinte: “Três da manhã, a campainha toca e você acorda. Visitantes inesperados: são seus pais, que chegaram para o café da manhã. Você tem geleia de morango, mel, vinho, pão e queijo. Qual a primeira coisa que abre?”.

Mas para o pastor Carlo Ribas, ex-satanista, a brincadeira – que se tornou viral nas redes sociais – é na verdade uma armadilha de satanás para enganar os incautos.

A resposta da charada é “abro os olhos”, o que para Ribas é o sinal de ser uma brincadeira espiritual. “Os olhos são a porta do corpo/alma/espírito”, escreveu ele em um artigo divulgado na internet.

O pastor notou que toda a charada tem no fundo elementos espirituais para confundir quem não conhece as escrituras. “Três horas da manhã é um horário estratégico no inferno, dentro da magia negra no satanismo, para abertura de portais espirituais onde geram legalidades sobre vidas”, afirma.

A troca da fotografia também seria uma forma de permitir que espíritos malignos tomem posse da vida dos usuários do Facebook. Ao trocar a imagem o usuário permite “a troca de identidade espiritual” que é a “abertura para opressão e posteriormente para a possessão demoníaca”.

A escolha do animal nessa brincadeira também não seria mero acaso. “A girafa é um animal símbolo da sensualidade e um dos animais que mais possuem relações entre membros do mesmo sexo, numa escala de um caso para cada dez animais”, explica Ribas.

O ex-satanista tentou alertar seus amigos da rede social escrevendo o texto diretamente de seu iPhone, mas, segundo ele, o aparelho travou impedindo que ele expandisse a revelação. Para postar o texto ele precisou usar o bloco de notas e depois importá-lo para o blog.

Quem postou foto da girafa tem que pedir perdão

O pastor Carlo Ribas escreveu dizendo que os usuários cristãos que colocaram a fotografia da girafa em seus perfis precisam pedir perdão e renunciar a legalidade espiritual gerada pela brincadeira.

Leia na íntegra aqui:

Depois que eu coloquei o primeiro post sobre isso, várias pessoas me chamaram inbox para saber melhor sobre isso e pedir ajuda.

É uma armadilha que o satanismo usa para gerar PACTOS INVOLUNTÁRIOS e abrir legalidade espiritual na vida das pessoas.

Consiste em participar de uma charada (que um demônio vai trazer a resposta), gerando o pacto involuntário. A charada é a seguinte: “Três da manhã, a campainha toca e você acorda. Visitantes inesperados: são seus pais, que chegaram para o café da manhã. Você tem geleia de morango, mel, vinho, pão e queijo. Qual a primeira coisa que abre?”. A resposta é “abro o olho”. (Os olhos são a porta do corpo/alma/espírito)… parece inocente, mas vejam o que a BÍBLIA DIZ, em Apocalipse 3:20: “Eis que estou à porta e bato (JESUS). Se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”.


Abrir a porta é um simbolo espiritual para abrir a vida.

Não acham estranho uma “visita inesperada” vir tomar café da manhã as 3:00h?? Na “brincadeira” a pessoa receberia uma visita inesperada as 3:00h. Três horas da manhã é um horário estratégico no inferno, dentro da magia negra no satanismo, para abertura de portais espirituais onde geram legalidades sobre vidas.

A pessoa que erra a resposta, troca sua foto por 3 dias e coloca no lugar (perfil da rede social) uma imagem de uma girafa. Com isso gera a primeira legalidade de troca de identidade espiritual e abertura para opressão e – posteriormente – possessão demoníaca. A girafa é um animal símbolo da sensualidade e um dos animais que mais possuem relações entre membros do mesmo sexo, numa escala de um caso para cada dez animais.

Muitas correntes, brincadeiras aparentemente ingênuas e inofensivas aparecem nas redes sociais e os crentes, incautos, participam. CUIDADO!! Satanás é astuto e esperto. Ele sabe como enganar os eleitos e gerar maldições.

Quando eu tentei escrever este post direto no meu iPhone, ele começou a travar. Quem tem iPhone sabe que ELES NÃO TRAVAM!!! Resolvi então orar, repreender e escrever no meu bloco de notas e colar no post (é o que estou fazendo).

Enquanto eu estava escrevendo, pessoas me chamavam no facebook dizendo que, ao tentarem RETIRAR A IMAGEM DA GIRAFA dos seus perfis, o facebook trava.

O QUE FAZER?


Orem, peçam perdão ao Senhor e digam audivelmente que não aceitam qualquer legalidade espiritual gerada por esta brincadeira. Cancelem tudo no Nome de Jesus.

Dia 31 de outubro (amanhã) é o dia em que comemoram o Halloween, o dia das bruxas. Para muitos é só uma festa, mas no satanismo é o ritual mais poderoso, entre as oito festas mágicas do ano, chamado de SHAMAINH, o ritual da noite mais longa do ano. Neste ritual espíritos de morte são autorizados pelo inferno para transitarem pelas ruas. As pessoas que fazem a brincadeira da girafa (e tantas outras) geram legalidades para que esses demônios entrem em suas casas.

REPREENDAM EM NOME DE JESUS.

Fonte: Gospel Prime

Hoje é o Dia da Reforma Protestante; conheça as 95 teses de Martinho Lutero

Hoje é o Dia da Reforma Protestante; conheça as 95 teses de Martinho Lutero


No dia 31 de outubro é comemorado por evangélicos de todo o mundo o Dia da Reforma Protestante. Em 1517, um dia antes da festa católica de “Todos os Santos”, o monge agostiniano Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses (veja abaixo), na porta da Catedral de Wittenberg, na Alemanha. Seu apelo era por uma mudança nas práticas da Igreja Católica, por isso o nome “Reforma”.

A iniciativa teve consequências por toda a Europa, dividiu reinos, gerou protestos e mortes. E mudou para sempre a Igreja. Para alguns, Lutero destruiu a unidade do que era considerada a igreja, era um monge renegado que desejava apenas destruir os fundamentos da vida monástica. Para outros, é um grande herói, que restaurou a pregação do evangelho puro de Jesus e da Bíblia, o reformador de uma igreja corrupta.

O fato é que ele mudou o curso da história ao desafiar o poder do papado e do império, e possibilitou que o povo tivesse acesso à Bíblia em sua própria língua. A principal doutrina de Lutero era contra o pagamento de penitências e indulgências aos líderes religiosos. Ele enfatizava que a salvação é pela graça, não por obras.

Conta-se que muita coisa mudou dentro daquele monge até então submisso ao papa quando, em 1515, Lutero começou a dar palestras sobre a Epístola aos Romanos. Ao estudar as Escrituras se deparou com o primeiro capítulo de Romanos, que decretava “o justo viverá pela fé”. Desvendava-se diante dele o que é conhecida como “justificação pela fé”, ou seja, a justificação do pecador diante de Deus não é por um esforço pessoal, mas sim um presente dado àqueles que acreditam na obra de Cristo na cruz.

Porta da Catedral de Wittenberg, na Alemanha,onde Martinho Lutero pregou publicamente suas 95 teses

O movimento encabeçado por Lutero ocorreu durante um dos períodos mais revolucionários da história (passagem da Idade Média para o Renascimento) e mostra como as crenças de um homem pode mudar o mundo.

A controvérsia acabou sendo, segundo historiadores, maior do que Lutero pretendia ou imaginara. Porém, ao atacar a venda de indulgências por parte da igreja, acabou opondo-se ao lucro obtido por pessoas muito mais poderosas do que ele. Segundo Lutero, se era verdade que o Papa tinha poder de tirar as almas do purgatório, devia usar esse poder, não por razões egoístas, como a necessidade arrecadar fundos para construir uma igreja, mas simplesmente por amor, e devia fazê-lo gratuitamente. A idolatria aos santos também foi um dos grandes pontos de discórdia com os lideres católicos.

A maioria dos historiadores concorda que Lutero teria tentado apresentar seus argumentos ao Papa e alguns amigos de outras universidades. No entanto, as teses colocadas na porta da Catedral de Wittemberg e os muitos argumentos teológicos impressos e distribuídos por ele nos meses seguintes, acabaram se espalhando por toda a Europa, fazendo com que ele fosse chamado ao Vaticano para se retratar perante o Papa. A partir de então, entrou abertamente em conflito com a Igreja Católica.

Acabou excomungado em 1520, pelo papa Leão X. Alegava-se que ele incorria em “heresia notória”. Devido a esses acontecimentos, Lutero temendo a morte, ficou exilado no Castelo de Wartburg, por cerca de um ano. Durante esse período trabalhou na sua tradução da Bíblia para o alemão, resultando na impressão do Novo Testamento em setembro de 1522.

Legado de Lutero

O famoso pastor Charles Spurgeon escreveu:

“Lutero aprendeu a ser independente de todos os homens, pois ele lançou-se sobre o seu Deus! Ele tinha todo o mundo contra ele e ainda viveu alegremente.

Se o Papa excomungou, ele queimou a bula de excomunhão! Se o Imperador o ameaçou, ele alegrou-se porque se lembrou das palavras do Senhor: “Os reis da terra se levantam, e os príncipes dos países juntos. Aquele que está sentado nos céus se rirá” (Salmo 2).

Quando disseram-lhe: “Onde você vai encontrar abrigo se o Príncipe Eleitor não protegê-lo?”. Ele respondeu: “Sob o escudo amplo de Deus”. Lutero não podia ficar parado. Ele tinha que escrever e falar! E oh, com que confiança ele falou! Abominava as dúvidas sobre Deus e as Escrituras!” 

Para algumas vertentes do catolicismo, os protestantes são hereges. Para outras, “irmãos separados”. O movimento originado por Lutero ficou conhecido como Protestantismo e seus seguidores como “protestantes”. O termo é pouco comum no Brasil, onde se prefere usar “evangélicos”.


As 95 teses:

1. Ao dizer: “Fazei penitência”, etc. [Mt 4.17], o nosso Senhor e Mestre Jesus Cristo quis que toda a vida dos fiéis fosse penitência.

2. Esta penitência não pode ser entendida como penitência sacramental (isto é, da confissão e satisfação celebrada pelo ministério dos sacerdotes).

3. No entanto, ela não se refere apenas a uma penitência interior; sim, a penitência interior seria nula se, externamente, não produzisse toda sorte de mortificação da carne.

4. Por consequência, a pena perdura enquanto persiste o ódio de si mesmo (isto é a verdadeira penitência interior), ou seja, até a entrada do reino dos céus.

5. O papa não quer nem pode dispensar de quaisquer penas senão daquelas que impôs por decisão própria ou dos cânones.

6. O papa não tem o poder de perdoar culpa a não ser declarando ou confirmando que ela foi perdoada por Deus; ou, certamente, perdoados os casos que lhe são reservados. Se ele deixasse de observar essas limitações, a culpa permaneceria.

7. Deus não perdoa a culpa de qualquer pessoa sem, ao mesmo tempo, sujeitá-la, em tudo humilhada, ao sacerdote, seu vigário.

8. Os cânones penitenciais são impostos apenas aos vivos; segundo os mesmos cânones, nada deve ser imposto aos moribundos.

9. Por isso, o Espírito Santo nos beneficia através do papa quando este, em seus decretos, sempre exclui a circunstância da morte e da necessidade.

10. Agem mal e sem conhecimento de causa aqueles sacerdotes que reservam aos moribundos penitências canônicas para o purgatório.

11. Essa cizânia de transformar a pena canônica em pena do purgatório parece ter sido semeada enquanto os bispos certamente dormiam.

12. Antigamente se impunham as penas canônicas não depois, mas antes da absolvição, como verificação da verdadeira contrição.

13. Através da morte, os moribundos pagam tudo e já estão mortos para as leis canônicas, tendo, por direito, isenção das mesmas.

14. Saúde ou amor imperfeito no moribundo necessariamente traz consigo grande temor, e tanto mais quanto menor for o amor.

15. Este temor e horror por si sós já bastam (para não falar de outras coisas) para produzir a pena do purgatório, uma vez que estão próximos do horror do desespero.

16. Inferno, purgatório e céu parecem diferir da mesma forma que o desespero, o semidesespero e a segurança.

17. Parece necessário, para as almas no purgatório, que o horror devesse diminuir à medida que o amor crescesse.

18. Parece não ter sido provado, nem por meio de argumentos racionais nem da Escritura, que elas se encontrem fora do estado de mérito ou de crescimento no amor.

19. Também parece não ter sido provado que as almas no purgatório estejam certas de sua bem-aventurança, ao menos não todas, mesmo que nós, de nossa parte, tenhamos plena certeza disso.

20. Portanto, por remissão plena de todas as penas, o papa não entende simplesmente todas, mas somente aquelas que ele mesmo impôs.

21. Erram, portanto, os pregadores de indulgências que afirmam que a pessoa é absolvida de toda pena e salva pelas indulgências do papa.

22. Com efeito, ele não dispensa as almas no purgatório de uma única pena que, segundo os cânones, elas deveriam ter pago nesta vida.

23. Se é que se pode dar algum perdão de todas as penas a alguém, ele, certamente, só é dado aos mais perfeitos, isto é, pouquíssimos.

24. Por isso, a maior parte do povo está sendo necessariamente ludibriada por essa magnífica e indistinta promessa de absolvição da pena.

25. O mesmo poder que o papa tem sobre o purgatório de modo geral, qualquer bispo e cura tem em sua diocese e paróquia em particular.

26. O papa faz muito bem ao dar remissão às almas não pelo poder das chaves (que ele não tem), mas por meio de intercessão.

27. Pregam doutrina mundana os que dizem que, tão logo tilintar a moeda lançada na caixa, a alma sairá voando [do purgatório para o céu].

28. Certo é que, ao tilintar a moeda na caixa, pode aumentar o lucro e a cobiça; a intercessão da Igreja, porém, depende apenas da vontade de Deus.

29. E quem é que sabe se todas as almas no purgatório querem ser resgatadas, como na história contada a respeito de São Severino e São Pascoal?

30. Ninguém tem certeza da veracidade de sua contrição, muito menos de haver conseguido plena remissão.

31. Tão raro como quem é penitente de verdade é quem adquire autenticamente as indulgências, ou seja, é raríssimo.

32. Serão condenados em eternidade, juntamente com seus mestres, aqueles que se julgam seguros de sua salvação através de carta de indulgência.

33. Deve-se ter muita cautela com aqueles que dizem serem as indulgências do papa aquela inestimável dádiva de Deus através da qual a pessoa é reconciliada com Ele.

34. Pois aquelas graças das indulgências se referem somente às penas de satisfação sacramental, determinadas por seres humanos.

35. Os que ensinam que a contrição não é necessária para obter redenção ou indulgência, estão pregando doutrinas incompatíveis com o cristão.

36. Qualquer cristão que está verdadeiramente contrito tem remissão plena tanto da pena como da culpa, que são suas dívidas, mesmo sem uma carta de indulgência.

37. Qualquer cristão verdadeiro, vivo ou morto, participa de todos os benefícios de Cristo e da Igreja, que são dons de Deus, mesmo sem carta de indulgência.

38. Contudo, o perdão distribuído pelo papa não deve ser desprezado, pois – como disse – é uma declaração da remissão divina.

39. Até mesmo para os mais doutos teólogos é dificílimo exaltar simultaneamente perante o povo a liberalidade de indulgências e a verdadeira contrição.

40. A verdadeira contrição procura e ama as penas, ao passo que a abundância das indulgências as afrouxa e faz odiá-las, ou pelo menos dá ocasião para tanto.

41. Deve-se pregar com muita cautela sobre as indulgências apostólicas, para que o povo não as julgue erroneamente como preferíveis às demais boas obras do amor.

42. Deve-se ensinar aos cristãos que não é pensamento do papa que a compra de indulgências possa, de alguma forma, ser comparada com as obras de misericórdia.

43. Deve-se ensinar aos cristãos que, dando ao pobre ou emprestando ao necessitado, procedem melhor do que se comprassem indulgências.

44. Ocorre que através da obra de amor cresce o amor e a pessoa se torna melhor, ao passo que com as indulgências ela não se torna melhor, mas apenas mais livre da pena.

45. Deve-se ensinar aos cristãos que quem vê um carente e o negligencia para gastar com indulgências obtém para si não as indulgências do papa, mas a ira de Deus.

46. Deve-se ensinar aos cristãos que, se não tiverem bens em abundância, devem conservar o que é necessário para sua casa e de forma alguma desperdiçar dinheiro com indulgência.

47. Deve-se ensinar aos cristãos que a compra de indulgências é livre e não constitui obrigação.

48. Deve ensinar-se aos cristãos que, ao conceder perdões, o papa tem mais desejo (assim como tem mais necessidade) de oração devota em seu favor do que do dinheiro que se está pronto a pagar.

49. Deve-se ensinar aos cristãos que as indulgências do papa são úteis se não depositam sua confiança nelas, porém, extremamente prejudiciais se perdem o temor de Deus por causa delas.

50. Deve-se ensinar aos cristãos que, se o papa soubesse das exações dos pregadores de indulgências, preferiria reduzir a cinzas a Basílica de S. Pedro a edificá-la com a pele, a carne e os ossos de suas ovelhas.

51. Deve-se ensinar aos cristãos que o papa estaria disposto – como é seu dever – a dar do seu dinheiro àqueles muitos de quem alguns pregadores de indulgências extorquem ardilosamente o dinheiro, mesmo que para isto fosse necessário vender a Basílica de S. Pedro.

52. Vã é a confiança na salvação por meio de cartas de indulgências, mesmo que o comissário ou até mesmo o próprio papa desse sua alma como garantia pelas mesmas.

53. São inimigos de Cristo e do Papa aqueles que, por causa da pregação de indulgências, fazem calar por inteiro a palavra de Deus nas demais igrejas.

54. Ofende-se a palavra de Deus quando, em um mesmo sermão, se dedica tanto ou mais tempo às indulgências do que a ela.

55. A atitude do Papa necessariamente é: se as indulgências (que são o menos importante) são celebradas com um toque de sino, uma procissão e uma cerimônia, o Evangelho (que é o mais importante) deve ser anunciado com uma centena de sinos, procissões e cerimônias.

56. Os tesouros da Igreja, a partir dos quais o papa concede as indulgências, não são suficientemente mencionados nem conhecidos entre o povo de Cristo.

57. É evidente que eles, certamente, não são de natureza temporal, visto que muitos pregadores não os distribuem tão facilmente, mas apenas os ajuntam.

58. Eles tampouco são os méritos de Cristo e dos santos, pois estes sempre operam, sem o papa, a graça do ser humano interior e a cruz, a morte e o inferno do ser humano exterior.

59. S. Lourenço disse que os pobres da Igreja são os tesouros da mesma, empregando, no entanto, a palavra como era usada em sua época.

60. É sem temeridade que dizemos que as chaves da Igreja, que foram proporcionadas pelo mérito de Cristo, constituem estes tesouros.

61. Pois está claro que, para a remissão das penas e dos casos especiais, o poder do papa por si só é suficiente.

62. O verdadeiro tesouro da Igreja é o santíssimo Evangelho da glória e da graça de Deus.

63. Mas este tesouro é certamente o mais odiado, pois faz com que os primeiros sejam os últimos.

64. Em contrapartida, o tesouro das indulgências é certamente o mais benquisto, pois faz dos últimos os primeiros.

65. Portanto, os tesouros do Evangelho são as redes com que outrora se pescavam homens possuidores de riquezas.

66. Os tesouros das indulgências, por sua vez, são as redes com que hoje se pesca a riqueza dos homens.

67. As indulgências apregoadas pelos seus vendedores como as maiores graças realmente podem ser entendidas como tais, na medida em que dão boa renda.

68. Entretanto, na verdade, elas são as graças mais ínfimas em comparação com a graça de Deus e a piedade da cruz.

69. Os bispos e curas têm a obrigação de admitir com toda a reverência os comissários de indulgências apostólicas.

70. Têm, porém, a obrigação ainda maior de observar com os dois olhos e atentar com ambos os ouvidos para que esses comissários não preguem os seus próprios sonhos em lugar do que lhes foi incumbidos pelo papa.

71. Seja excomungado e amaldiçoado quem falar contra a verdade das indulgências apostólicas.

72. Seja bendito, porém, quem ficar alerta contra a devassidão e licenciosidade das palavras de um pregador de indulgências.

73. Assim como o papa, com razão, fulmina aqueles que, de qualquer forma, procuram defraudar o comércio de indulgências,

74. muito mais deseja fulminar aqueles que, a pretexto das indulgências, procuram fraudar a santa caridade e verdade.

75. A opinião de que as indulgências papais são tão eficazes a ponto de poderem absolver um homem mesmo que tivesse violentado a mãe de Deus, caso isso fosse possível, é loucura.

76. Afirmamos, pelo contrário, que as indulgências papais não podem anular sequer o menor dos pecados venais no que se refere à sua culpa.

77. A afirmação de que nem mesmo São Pedro, caso fosse o papa atualmente, poderia conceder maiores graças é blasfêmia contra São Pedro e o Papa.

78. Dizemos contra isto que qualquer papa, mesmo São Pedro, tem maiores graças que essas, a saber, o Evangelho, as virtudes, as graças da administração (ou da cura), etc., como está escrito em I Coríntios XII.

79. É blasfêmia dizer que a cruz com as armas do papa, insigneamente erguida, eqüivale à cruz de Cristo.

80. Terão que prestar contas os bispos, curas e teólogos que permitem que semelhantes sermões sejam difundidos entre o povo.

81. Essa licenciosa pregação de indulgências faz com que não seja fácil nem para os homens doutos defender a dignidade do papa contra calúnias ou questões, sem dúvida argutas, dos leigos.

82. Por exemplo: Por que o papa não esvazia o purgatório por causa do santíssimo amor e da extrema necessidade das almas – o que seria a mais justa de todas as causas, se redime um número infinito de almas por causa do funestíssimo dinheiro para a construção da basílica – que é uma causa tão insignificante?

83. Do mesmo modo: Por que se mantêm as exéquias e os aniversários dos falecidos e por que ele não restitui ou permite que se recebam de volta as doações efetuadas em favor deles, visto que já não é justo orar pelos redimidos?

84. Do mesmo modo: Que nova piedade de Deus e do papa é essa que, por causa do dinheiro, permite ao ímpio e inimigo redimir uma alma piedosa e amiga de Deus, mas não a redime por causa da necessidade da mesma alma piedosa e dileta por amor gratuito?

85. Do mesmo modo: Por que os cânones penitenciais – de fato e por desuso já há muito revogados e mortos – ainda assim são redimidos com dinheiro, pela concessão de indulgências, como se ainda estivessem em pleno vigor?

86. Do mesmo modo: Por que o papa, cuja fortuna hoje é maior do que a dos ricos mais crassos, não constrói com seu próprio dinheiro ao menos esta uma basílica de São Pedro, ao invés de fazê-lo com o dinheiro dos pobres fiéis?

87. Do mesmo modo: O que é que o papa perdoa e concede àqueles que, pela contrição perfeita, têm direito à plena remissão e participação?

88. Do mesmo modo: Que benefício maior se poderia proporcionar à Igreja do que se o papa, assim como agora o faz uma vez, da mesma forma concedesse essas remissões e participações cem vezes ao dia a qualquer dos fiéis?

89. Já que, com as indulgências, o papa procura mais a salvação das almas do que o dinheiro, por que suspende as cartas e indulgências, outrora já concedidas, se são igualmente eficazes?

90. Reprimir esses argumentos muito perspicazes dos leigos somente pela força, sem refutá-los apresentando razões, significa expor a Igreja e o papa à zombaria dos inimigos e fazer os cristãos infelizes.

91. Se, portanto, as indulgências fossem pregadas em conformidade com o espírito e a opinião do papa, todas essas objeções poderiam ser facilmente respondidas e nem mesmo teriam surgido.

92. Portanto, fora com todos esses profetas que dizem ao povo de Cristo “Paz, paz!” sem que haja paz!

93. Que prosperem todos os profetas que dizem ao povo de Cristo “Cruz! Cruz!” sem que haja cruz!

94. Devem-se exortar os cristãos a que se esforcem por seguir a Cristo, seu cabeça, através das penas, da morte e do inferno.

95. E que confiem entrar no céu antes passando por muitas tribulações do que por meio da confiança da paz.

31 de outubro é o dia da Reforma Protestante e não de halloween


Por Paulo Pontes
Halloween, Reforma Protestante… Afinal o que comemoramos no dia 31 de Outubro?

Para muitos, não passa de mais uma data, para outros uma oportunidade de exaltar suas crenças, e até perpetuar um costume antigo.

Leia os comentários de pastores, líderes e escritores…

A Reforma protestante e nós

No dia de hoje (31 de Outubro) é comemorado um dia muito importante. Não, não é o Halloween… Hoje é comemorado o Dia da Reforma Protestante. Foi nesse mesmo dia, no ano de 1.517, Martinho Lutero, depois de uma crise existencial, se cansou da teologia da Igreja Católica que pregava a salvação pelas obras, o poder soberano do Papa, e a venda das indulgências (A indulgência era concedida para perdoar os pecados de uma pessoa, e transportá-la do purgatório para o céu. Ou seja, um meio da Igreja ganhar dinheiro).

Lutero elabora 95 teses contra a venda de indulgências, contra o poder absoluto do papa e pregando a salvação, não mais pelas obras, mas unica e exclusivamente pela graça de Deus. Prega essas teses na porta da Igreja de Wittenberg, com um convite a um debate sobre elas.

Lutero causou uma revolução, foi excomungado, exilado, mas mesmo assim não parou. No exílio, ele traduziu a Bíblia para o alemão, para que o povo pudesse ler por ele mesmo as verdades das Escrituras. Ele foi convocado para desmentir as suas teses, no entanto ele defendeu-as e pediu a reforma. Não baixou a cabeça. Foi acusado de herege, mas permaneceu firme até o fim.

Rompe-se então os protestantes com a Igreja Romana, e inicia-se aqui a Igreja Protestante. Muito morreram para que nós pudéssemos viver hoje… muitos deram a vida pela igreja, para que nós pudéssemos ter uma igreja viva hoje… muitos foram perseguidos, humilhados e acusados por causa do nome de Jesus Cristo e Sua Igreja para que nós também possamos fazer o mesmo!!!

O amor dessas pessoas pela igreja fez com que ela permanecesse firme até aqui. E nós, o que estamos ou vamos fazer para que ela permaneça viva e firme para nossos filhos, netos e bisnetos?

Thiago M. Silva
É formado em Worship and Creative Arts (Adoração e Artes Criativas) pela Hillsong International Leadership College (HILC), Sydney, Austrália. 2007. Atualmente está cursando o quarto e último ano de Teologia no Seminário Presbiteriano do Sul (Mackenzie), em Campinas/SP. Como seminarista, trabalhou na Igreja Presbiteriana Central de Itapetininga, de Fevereiro a Dezembro de 2010. Hoje, trabalha na Igreja Presbiteriana Central de São José do Rio Preto, como Coordenador do Culto Infantil, da UPA (União Presbiteriana de Adolescentes), e dando suporte à Sede e Congregações. [blog http://thiagomsilva.com]

A Reforma ganhou força

Em 31 de outubro de 1517, Martinho Lutero enfrenta o poderio da Igreja que na verdade era o governo dominante, e cola nos murais suas 95 teses que até hoje é lembrada pelos Historiadores e Cristãos.

A coragem de Martinho Lutero causou uma grande revolução no Cristianismo e o mundo começou a aprender e compreender a separação que precisa existir entre Igreja e Estado.

Apoiado por várias lideranças sociais na época a Reforma Protestante ganhou força e tornou-se uma grande realidade, trazendo novamente o povo Cristão a ler e entender a Palavra de Deus conforme está escrita na Bíblia Sagrada.

Que o dia 31 de Outubro de 1517 nunca seja esquecido pelo Povo Cristão e que tenhamos a coragem de Lutero de Calvino e de seu antecessor John Huss que enfrentaram grandes poderios para pregarem as verdades da Palavra de Deus.

O mundo precisa e espera do povo de Deus uma nova manifestação de Coragem para enfrentar as mentiras que muitos falsos profetas estão atualmente pregando em algumas igrejas e levando muitos à perdição eterna.

Armando Pontes
Pastor da Assembléia de Deus – Ministério de Santos

Hoje é dia da Reforma!
Hoje é o dia da Reforma. Quanta coisa mudou de lá para cá… e quantas coisas precisam ser reformadas atualmente… Será que sua vida com Deus está precisando de uma reforma?

Pr. Clarismundo Batista
Missão Antioquia

Nesse dia 31 de outubro, rogo a Deus, que possa "abrir os olhos" das pessoas e levantar “novos Martinhos Lutero” para uma NOVA e URGENTE REFORMA

No dia 31 de outubro, celebramos o Dia da Reforma Protestante. Neste dia, no ano de 1517, o monge Martinho Lutero expunha nas portas da Igreja de Wittenberg, na Alemanha, as 95 teses contra a venda de indulgências.

Indulgência é o mérito, por boa ação ou compra, da remissão da pena dos pecados. Verdadeiros abusos eram cometidos nesta época. As pessoas achavam que não precisavam mais da graça, da fé, da palavra de Deus, nem de Jesus Cristo, compravam uma carta de indulgência e pronto, a salvação estaria garantida. Esse era o pensamento daquela época. Era a onda religiosa do momento.

Martinho Lutero argumentou contra isso. Ensinou que a Igreja deveria pregar a salvação unicamente pela graça e fé, mediante a ação de Jesus Cristo, revelado nas Sagradas Escrituras.

É triste constatar que estamos vivendo um tempo, onde muitas igrejas estão pregando e ensinando o mesmo obscurantismo de 500 anos atrás. Através do dinheiro, vendem bênçãos, curas, prosperidades, distribuem rosas, sal grosso, fronhas “ungidas” e etc. Usam todas as artimanhas possíveis para enganar a boa fé das pessoas, promovendo todo tipo de extorsão, com uma única finalidade, que é o enriquecimento dos seus “líderes”.

Nesse dia 31 de outubro, rogo a Deus, que possa "abrir os olhos" das pessoas e levantar “novos Martinhos Lutero” para uma NOVA e URGENTE REFORMA em nosso meio, sobretudo na Igreja Evangélica Brasileira, que hoje está tão ou mais deteriorada, que a igreja dos tempos de Martinho Lutero.

Pr. Alvaro de Oliveira Lima
Presidente da CEMADES

E o amigo leitor, o que comentário fala sobre o tema em questão?
31 de outubro Comemora a Reforma Protestante ou o Dia das Bruxas?

Fonte:Seara News 

Cristianismo e Halloween combinam?

Cristãos se dividem entre condenar a festa e usá-la para fins evangelísticos

Cristianismo e Halloween combinam?
Cristianismo e Halloween combinam?

Mais de cem anos atrás, o famoso teólogo holandês Herman Bavinck previu que o século 20 iria “testemunhar um conflito gigantesco dos espíritos.” Sua previsão acabou se estendendo até o século 21.

O Halloween ou Dia das Bruxas é uma antiga tradição dos povos que habitavam as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C. Originalmente, tratava-se de um festival do calendário celta, chamado de Samhain, (literalmente “fim do verão”) cujo objetivo era o culto aos mortos. Acreditava-se que durante vários dias se abria uma espécie de “portal” para o outro mundo e por ele entravam os espíritos para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares. Para que identificassem as casas, eram deixados em uma mesa os seus pratos prediletos.

No ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a comemoração do Dia de Todos os Santos, em 1 de novembro fosse celebrada com uma vigília no dia anterior (31 de outubro). Essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), que acabou se tornando a palavra atual “Halloween”.  Ou seja, os mortos lembrados eram os santos cultuados pela Igreja Católica. Além disso, em alguns países o dia 2 de novembro passou a ser Dia de Finados, para lembrar dos mortos “comuns”.

Popularizada pelos Estados Unidos, a celebração do Halloween ficou marcada pelo hábito das pessoas vestirem-se com fantasias assustadoras e distribuíram doces (que substituem os alimentos oferecidos aos mortos). Em países como o México existe uma celebração muito parecida chamada de “dia de los muertos”, comemorado na mesma data. Nas últimas décadas passou a ser lembrada em vários países, inclusive o Brasil, que “importaram” dos americanos.

O historiador David J. Skal explica que o conceito moderno de Halloween é inseparável da imagem vendida pela televisão e pelos filmes de Hollywood. “No Halloween, tudo vira de cabeça para baixo. A identidade pode ser descartada. Os vivos viram mortos e vice-versa. As sepulturas são abertas e nosso mundo é invadido pelo sobrenatural”.

Durante séculos os cristãos combateram esse tipo de celebração nos países de colonização inglesa, acusando-a de ser “demoníaca”, pois fazia invocações de seres sobrenaturais, inclusive a imagem do diabo.
Ensinada nas escolas como parte do folclore, muitos pais cristãos optavam por proibir os filhos de participarem. Mas como o passar do tempo, foi sendo “absorvido” pela cultura e passou a ser, inclusive, celebrada em igrejas, com uma roupagem cristã e até evangelística.

O historiador Nicholas Rogers explica que o Halloween já é a segunda festa mais importante do ponto de vista comercial, na América do Norte. Perdendo apenas para o Natal, movimenta anualmente cerca de US$ 8 bilhões. “Independentemente de suas complicações espirituais, Halloween é um grande negócio”, resume.
Professor na Universidade de York, no Canadá, Rogers escreveu um livro sobre o assunto, explicando como o Halloween invoca o bizarro, o desconhecido e atrai as trevas. Originalmente, o Samhain marcava um solstício no final do verão, quando o dia era mais curto e, consequentemente, a noite (trevas) mais longa. Entre os celtas ocorriam os sabás, reuniões de bruxas que faziam sacrifícios humanos e de animais, sem dúvida, apontando para o inverno como uma época de morte.

Harold L. Myra, escreveu um longo artigo na revista evangélica Christianity Today alertando que essas raízes pagãs não podem ser ignoradas pelos cristãos: “Para os antigos celtas, Samhain, o senhor da morte, enviava espíritos malignos para o mundo dos humanos. Com isso, gerava uma perigosa tentativa de se contatar o sobrenatural, o mundo espiritual e apaziguá-lo. O Halloween tornou uma época de fascínio cultural com o mal e o demoníaco”.

Nos últimos 20 anos, algumas igrejas decidiram organizar festivais alternativos, aproveitando a oportunidade do feriado para falar sobre o mundo espiritual da perspectiva bíblica. O pastor Anderson M. Rearick, sempre defendeu que os cristãos não devem fugir do assunto. “Não podemos simplesmente entregar esse dia nas mãos do Diabo, o Grande Impostor, o Chefe dos mentirosos. Nenhum dia pertence a ele. Todos pertencem ao Senhor”.

Ele lembra as palavras de Martinho Lutero, o grande reformador: “A melhor maneira de expulsar o diabo, é lembrar os textos das Escrituras, é zombar e desprezá-lo por que ele não suporta ser lembrado de sua derrota”.

Desde 1996, Keenan Roberts, pastor da Igreja New Destiny Christian Center, no Estado do Colorado, popularizou a ideia de “Hell Houses” [Casas do Inferno]. A ideia é que as pessoas entrem no templo ou em uma casa alugada especialmente preparada durante a época de Halloween.

“Se é para ter medo, então que seja produtivo”, explica o pastor Roberts, que criou essa espécie de “casa mal-assombrada” onde ficam atores cristãos e tem como objetivo mostrar às pessoas que Jesus venceu o mal na cruz.

Tradicionalmente, as pessoas estão mais preparadas para sentir medo nesse período. Com isso, é possível mostrar a realidade do céu e do inferno através de uma peça de teatro interativa. As pessoas entram no ambiente esperando encontrar vampiros, bruxas, fantasmas e lobisomens. Mas o que veem são cenas de um suicídio, depois passa para um ambiente onde vê pessoas de prostituindo, na outra sala testemunha um acidente de trânsito com um motorista bêbado, um outro espaço mostra um adolescente que toma uma overdose de drogas e morre, em outra sala uma jovem é submetida a um aborto, por fim há uma cena de casamento gay.

O tempo todo quem apresenta as situações é um ator que serve de “demônio-guia”. Ao final de cada ato ele diz ao público: “É apenas mais um dia de trabalho rotineiro para mim!”. A casa infernal original tinha sete ambientes e cada um deles representa um “pecado” de forma diferente.

Os tópicos variam ligeiramente de ano para ano, mas sempre se concentram em mostrar algo que envolva sangue, morte e as consequências de quem morrer longe de Deus. O método é eficaz, segundo Roberts. Quando os visitantes chegam à cena final, a sala que representa o “céu”, é feito um apelo para que a pessoa mude de vida e conheça a Deus através de Jesus. Segundo o pastor, “um em cada quatro visitantes optam pela fé cristã ou renovam seu compromisso com ela”. Com informações PS Mag e Albert Mohler.

Fonte: Gospel Prime

História de casal evangélico é contada em vídeo emocionante

Casamento “diferente” viraliza na internet e chama atenção da mídia

História de casal evangélico é contada em vídeo emocionante
História de casal evangélico é contado em vídeo emocionante


A história comovente de uma mulher cujo namorado sofreu uma lesão cerebral debilitante tem chamado atenção da mídia nos últimos dias. O vídeo que fala sobre seu relacionamento tornou-se um viral com quase um milhão de acessos. Embora não seja novo, voltou a ser notícia esta semana, após uma matéria do maior jornal da Inglaterra.

Ian e Larissa Murphy são um casal marcado pela superação que só pode vir pela graça divina. Eles se conheceram na faculdade, em 2005. Cerca de 10 meses depois, já faziam planos de ficarem noivos. Planejavam se casar logo depois de terminar a faculdade, em dezembro de 2006.

Mas tudo mudou quando Ian sofreu um terrível acidente de carro, ficando com uma lesão cerebral debilitante. Em 30 de setembro daquele ano, Ian estava indo para o trabalho quando quase perdeu a vida. Contudo, as sequelas eram gravíssimas.

“Recebi um telefonema contando que ele havia sofrido um acidente”, lembra Larissa. “Ian sofrera um traumatismo crânio-encefálico”. Nada em suas vidas parecia mais dar certo. Larissa conta detalhes do relacionamento em um vídeo e tem recebido apoio de pessoas do mundo inteiro.

Seu futuro esposo estava impedido de fazer qualquer coisa. Passava o dia todo na cama e sequer conseguia se comunicar. Ao invés de desistir e começar algum outro relacionamento, Larissa se mudou para a casa da família de Ian para ajudar a cuidar dele.

Durante meses ela esperou que ele melhorasse. Prometeu que, caso ele conseguisse voltar a se comunicar, eles poderiam realizar o casamento.

“Eu sabia quem ele era. Mesmo sendo incapaz de falar, eu sabia que ele ainda me amava”, diz ela. “Olhando para trás, é estranho, porque ele não podia falar, não podia comer, então nós namorávamos de uma maneira que parecia esquisita. Só eu falava com ele. Acredito que Ian jamais teria me deixado se os papeis fossem invertidos. Abandonar meu melhor amigo nunca foi uma opção para mim”, diz Larissa

Quando Ian voltou a poder se comunicar, mesmo que apenas com gestos, o casal decidiu se casar. Mas por causa da situação, precisaram pedir a um juiz uma permissão especial para o casamento. Ian não era capaz de dizer nenhuma palavra, mas sinalizou o “sim”.

“Vocês dois exemplificam que o amor é tudo. Eu acredito que seu casamento não irá apenas beneficiar a ambos, mas a nossa comunidade como um todo. Espero que todos nesta cidade posam ver o seu amor um pelo outro”, disse o pastor no dia da cerimônia.

Larissa e Ian são evangélicos. Ela conta que buscou em Deus força para continuar, enquanto luta diariamente para sustentar a casa e cuidar do esposo. A recuperação de Ian tem sido muito lenta. Assim como ela precisou ajudá-lo a ficar de pé no dia que trocaram votos, agora o ajuda com suas tarefas cotidianas.

Ela acredita que Deus salvou a vida de seu esposo porque tinha um propósito. Por isso, gosta de citar uma passagem bíblica “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o seu propósito” (Rm 8:28). Conta que esse se tornou, de certa maneira, o ‘lema’ de seu casamento.

Em sua casa existe um “quadro de ação de graças”. Toda vez que recebem alguma visita, pedem que a pessoa escreva algum motivo pelo qual deseja agradecer a Deus e coloque no mural.

“Este casamento está cercado por Jesus e nós ansiosamente esperamos ir para o céu, onde as coisas serão diferentes. O Senhor é nosso criador e mantenedor”, conta Larissa. “Nós amamos a Deus. E acreditamos que Ele é um Deus soberano e amoroso, que governa todas as coisas”.

Conta ainda que muitas vezes eles aconselham casais, tentando mostrar que mesmo os maiores problemas ou diferenças do casal podem ser superados com amor e a graça de Deus. Com informações Daily Mail.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Estudantes usam fé e oração na busca por bom desempenho no ENEM; Redes sociais registram agradecimentos a Deus por “prova abençoada”

Estudantes usam fé e oração na busca por bom desempenho no ENEM; Redes sociais registram agradecimentos a Deus por “prova abençoada”

A edição do ENEM realizada no último final de semana foi marcada por manifestações de fé dos estudantes nas redes sociais, e a crença de que, numa prova que mede o conhecimento, o sobrenatural pode contribuir para um bom resultado.

Em Piracicaba, interior de São Paulo, José Carlos Vieira da Silva, de 39 anos, fez a prova confiante de que a ajuda divina poderá contribuir com seu resultado: “Achei um pouco complicada, mas com fé em Deus eu alcanço a média. Eu me dediquei aos estudos e acho que vou ter uma boa pontuação”, afirmou o padeiro que almeja o curso de engenharia agronômica na Universidade de São Paulo (USP).

Já em Vitória, capital do Espírito Santo, membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia realizaram orações em frente aos locais de prova. A denominação, conhecida por guardar o sábado, também teve fiéis entre os candidatos, porém com um horário especial. Segundo o G1, os candidatos sabatistas tiveram oportunidade de fazer o ENEM depois que o sol se pôs.

O pastor adventista Paulo Falcão, que comandou orações junto aos membros de sua congregação em frente a um dos locais de prova na capital capixaba, explicou os princípios da tradição adventista.

“Na criação do mundo, após ter feito todas as coisas, Deus descansou neste dia. O sábado foi feito para que o homem tivesse um tempo livre de todas as influências externas, e dedicasse ao descanso, realizando ações de auxílio ao próximo, e a meditação sobre o amor de Deus. Acreditamos e cumprimos os dez mandamentos e o 4º, localizado em Êxodo 20, diz ‘lembra-te do dia do sábado, para o santificar’. Mas não nos prendemos apenas ao antigo testamento da Bíblia, pois no evangelho de Lucas, por exemplo, lemos que o próprio Cristo tinha como costume ir à Igreja aos sábados”, justificou.

Segundo Falcão, a liberdade religiosa tem sido democratizada ao longo dos anos: “As coisas foram mudando aos poucos. O Enem, por exemplo, oferece essa alternativa para as provas. Muitos concursos, vestibulares não são realizados aos sábados e sim aos domingos por conta disso. Mesmo as escolas e universidades fornecem meios alternativos aos sabatistas, a fim de suprir a ausência nas sextas à noite, quando já é sábado para nós. Na maioria das vezes esta solução acontece através de uma boa conversa”, declarou.

Redes Sociais

O Twitter registrou diversas manifestações de estudantes que fizeram a prova do ENEM agarrando-se à fé para conseguir um bom resultado.

“Estou totalmente tranquilo para o ENEM. Estudei, orei, confio em Deus. O Espírito Santo habita em meu ser”, afirmou o internauta Carlos Fábio, antes de fazer a prova.

A usuária Cleide Mendes comemorou a oportunidade de celebrar a fé antes do início do exame: “Foi muito power o Enem, fiquei em uma sala onde a maioria são cristão, cantamos, oramos e dividimos testemunhos antes de começar a prova :)”, escreveu a estudante, registrando um dos erros mais comuns no uso língua portuguesa: a falta de concordância.

O apelo à fé para ser bem-sucedido no teste teve testemunho de outros usuários do Twitter em relação aos anos anteriores: “Eu fiz o #Enem ano passado cheia de esperança, e Deus me abençoou com o passaporte para as duas melhores universidades públicas de Belém :’)”, comemorou Isabell Viena.
“Monte de gente amigo meu fazendo ENEM… Galera, já orei por vocês, vai da tudo certo!”, publicou Fernanda Doehler. A iniciativa parece ter funcionado para Annelise McCord: “Eu agradeço a Deus pelo bom ENEM que eu fiz. Orei á Ele antes… E deu tudo certo! Tenho confiança Nele e sei que me sairei bem”.


Fonte: Gospel Mais

150 cristãos são presos por fazerem campanha de oração

Governo da Eritreia reiniciou ciclo de perseguição aos cristãos

150 cristãos são presos por fazerem campanha de oração
150 cristãos são presos por fazerem campanha de oração

As forças de segurança da Eritréia invadiram uma reunião de oração e prenderam 150 cristãos que estavam orando em Maitemenai, um subúrbio da capital Asmara. Segundo relatos da ONG International Christian Concern, eles estavam em uma campanha de oração justamente por causa da crise dos refugiados e da perseguição religiosa.

Nos últimos meses o país tem enfrentado uma grande crise e diariamente dezenas de famílias procuram refúgio em nações vizinhas ou mesmo na Europa. Embora a constituição assegure liberdade de culto, desde 2002, o governo eritreu fechou todas as igrejas que não pertencem aos grupos religiosos oficialmente registrados.

O encontro de oração organizado pelo esforço interdenominacional ‘Hiyaw Amlak’ (Deus Vivo), que faz parte da rede subterrânea de igrejas no país. Não foi divulgado oficialmente nenhum detalhe sobre o paradeiro dos presos, mas seus amigos e familiares acreditam que eles estão vivos, detidos no distrito vizinho de Edaga Hamus, onde ocorreram outras prisões semelhantes.

Segundo a missão Portas Abertas, a Eritreia é um dos maiores violadores de direitos religiosos. Acredita-se que no momento existam 2.000 cristãos presos por causa da sua fé e sem direito a julgamento. De maioria muçulmana, o país viveu uma guerra civil na década passada, onde os cristãos foram massacrados. De tempos em tempos, ocorrem novos ciclos de perseguição.  Os cristãos das igrejas subterrâneas temem que até o final do ano ocorram novas prisões.

O país é classificado pelo Portas Abertas como de “perseguição extrema” ocupando a 10ª posição no ranking mundial de perseguição. Em 2001, foi proibida todo tipo de impressão de materiais religiosos não muçulmanos. No ano seguinte, estabeleceu-se a proibição de qualquer nova igreja cristã. Os que são presos por questões religiosas são mantidos em condições desumanas, colocados em contêineres de metal ou em celas subterrâneas.


De acordo com a ONU, duas em cada três eritreus sofrem de desnutrição, porém o governo restringe a ajuda de grupos humanitários para limitar a influência externa, isso inclui missões evangélicas. Com informações Religion Today.

Fonte: Gospel Prime

Evangélicos protestam em Salvador contra a morte do pastor Mário Sales

Ele foi morto pela polícia no início do mês acusado de participar de uma quadrilha de roubo de carros

Evangélicos protestam em Salvador contra a morte do pastor Mário Sales
Evangélicos protestam em Salvador contra a morte do pastor Mário Sales

Cerca de 150 pessoas se reuniram na frente do Shopping Iguatemi, em Salvador na última sexta-feira (25) em protesto contra a morte do pastor Gilmário Sales Lima, de 25 anos.

O religioso era conhecido como pastor Mário Lima e foi morto no dia 17 deste mês pela polícia. A versão dada pela Polícia Civil era que o pastor fazia parte de uma quadrilha de roubo de carros e que no dia da morte ele estava dentro de um carro roubado.

A família da vítima contesta a informação, inclusive os familiares de Mário Lima, incluindo a mãe, estiveram participando do protesto pedindo justiça na apuração do caso.

Um trio elétrico ajudou os manifestantes a exporem suas críticas quanto ao caso desacreditando as informações passadas pela polícia.

Dez policiais participaram da operação que acabou com a morte de quatro homens. A Delegacia de Repressão a Roubos de Cargas (Decarga) fez uma busca em Feira de Santana, na Bahia, e a troca de tiros aconteceu na BR-324.

Familiares afirmam que Gilmário estava passando pela rodovia voltando de um culto na Assembleia de Deus Cristianismo Sem Fronteiras, quando foi abordado por bandidos que o fizeram refém. Os criminosos trocaram tiros com a polícia e o pastor acabou sendo baleado e morto. Com informações Varela Notícias.

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Sandy diz que Feliciano tem cabeça “atrasada e retrógrada”, pastor responde

Pelo Twitter o parlamentar evangélico disse que um dia todos saberão da verdade
Sandy diz que Feliciano tem cabeça “atrasada e retrógrada”, pastor responde
Sandy diz que Feliciano tem cabeça "atrasada e retrógrada"

A cantora Sandy esteve no programa da Eliana neste domingo (27) participando do quadro “Rede da Fama”. Ao ser questionada se ela aceitaria ter o deputado pastor Marco Feliciano como amigo nas redes sociais a cantora disse que não e criticou o parlamentar evangélico.

“Não aceito. Ele é um político. Ele deveria resolver coisas pelo Brasil. É um cara que pode colocar a mão na massa e resolver os problemas do povo. Mas, ele tem uma cabeça muito atrasada e retrógrada. Não tem nada a ver com o momento em que estamos vivendo. Ele está muito atrasado. O preconceito tem que ficar para trás. Fora Feliciano”, disse.

Sandy se refere ao posicionamento do pastor evangélico quanto ao homossexualismo. Desde que assumiu a Comissão de Direitos Humanos da Câmara o deputado tem sido alvo de críticas por parte da imprensa e movimentos homossexuais.

Pelo Twitter, Feliciano se manifestou sobre as declarações de Sandy dizendo que sempre orou e que vai continuar orando pela cantora e por sua família que, inclusive, tem muitos evangélicos.

“Com certeza ela é como a maioria, lê na internet e vê na mídia, e não busca conhecer a verdade”, escreveu o deputado. “@SandyLeah e @Eliana amo a todos, independente do que sejam ou como sejam. Sou cristão e pai de família. E não me importo com o que a mídia diz”.

Em outra postagem ele encerrou o assunto dizendo que um dia todos saberão a verdade. “Um dia a verdade virá a tona. Sucesso pra vocês sempre! E que Deus proteja Sandy e Eliana em nome de Jesus! Abraços”.

Assista:





Fonte: Gospel Prime

Ambulante oferece “canetas ungidas” por R$ 1,00 para estudantes serem abençoados nas provas do ENEM

Ambulante oferece “canetas ungidas” por R$ 1,00 para estudantes serem abençoados nas provas do ENEM

A maior edição do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) já realizada no Brasil contou com 7,1 milhão de estudantes inscritos à busca de uma boa avaliação para conseguir vagas em universidades públicas ou bolsas de estudo em instituições particulares através do Pro-Uni.

Mas não foram apenas os meses de estudo e preparo para a prova que motivaram os candidatos inscritos no Enem. Em Manaus, uma ambulante oferecia a chance de realizar a prova usando uma “caneta ungida”, vendida pelo preço de R$ 1,00.

“Eu mesma abençoei as canetas porque, desde pequena, sou uma serva de Deus. Uso óleo ungido na igreja para benzer. Quero que os candidatos tenham sorte neste dia”, afirmou Marina Soares, 51 anos.

Marina inclusive, disse que além de abençoadas, as canetas cumpriam as exigências do Enem: “Elas têm tinta esferográfica preta e são feitas com material transparente”, enalteceu.
Segundo ela, as bênçãos das canetas iriam acompanhar os estudantes inclusive na universidade: “Meu desejo é dividir a fé com os meus irmãos. As bênçãos da caneta vão permanecer, não apenas neste dia de Enem, e sim por todo o ano”, declarou ao G1.


Fonte: Gospel+

sábado, 26 de outubro de 2013

Cristão milagrosamente escapa ileso a grave acidente na BR 364 cantando hino de louvor a Deus


Cristão milagrosamente escapa ileso a grave acidente na BR 364 cantando hino de louvor a Deus

Você acredita em milagres, acredita que Deus livra as pessoas da morte por algum propósito ou plano em sua vida ou simplesmente para provar o seu poder aos incrédulos.

Pois foi isso que aconteceu por volta das 15hs deste sábado no Km 647 da BR 364, próximo a Fazenda Minas Paraná no município de Itapuã D’Oeste – RO quando o condutor da caminhonete Chevrolet S-10 transitava na referida BR sentido Porto Velho e provavelmente invadiu a pista contraria e colidiu de frente com uma carreta que transitava em sentido oposto.

Um barulho estrondoso pode ser ouvido a quilômetros, a cena era de completa destruição, nada havia restado da caminhonete, nem mesmo esperança de algum sobrevivente, porém para surpresa de todos e espanto das primeiras pessoas chegaram para socorrer as vitimas encontraram o motorista da caminhonete Veraldo Martins, 52 anos agradecendo a Deus e cantando o hino da harpa cristã Mais Perto Quero Estar (187).

A cena e o hino de louvor a Deus cantado pelo motorista emocionou a todos que puderam contemplar o poder de Deus na vida dos homens.

Veja abaixo um vídeo com o Hino de agradecimento cantado por Veraldo Martins após seu livramento dado por Deus:




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Cristãos são condenados a 80 chicotadas por tomarem a ceia

Novo relatório da ONU destaca a perseguição religiosa no Irã

Cristãos são condenados a 80 chicotadas por tomarem a ceia
Cristãos são condenados a 80 chicotadas por tomarem a ceia

Quatro cristãos do Irã foram condenados a receber 80 chicotadas cada um. São acusados de beber vinho, algo proibido pela lei do país. Na verdade, eles participavam de um culto em uma casa onde foi servida a “Ceia do Senhor”. Eles também foram punidos por terem uma antena parabólica.

Behzad Taalipasand, Mehdi Reza Omidi, Mehdi Dadkhah e Amir Hatemi pertenciam a uma igreja doméstica, o que é proibido no Irã. No final do ano passado, Taalipasand e Omidi foram detidos durante uma onde de repressão do governo iraniano contra as igrejas. A informação está sendo divulgada pela ONG Christian Solidarity Worldwide (CSW).

Os homens só receberam sua condenação dia 20 de outubro e têm 10 dias para recorrer da sentença. Mervyn Thomas, diretor executivo da CSW, disse: “As sentenças proferidas contra esses membros da Igreja do Irã na prática criminalizam o sacramento cristão da Ceia do Senhor e constitui uma violação inaceitável ao direito de se praticar a fé de forma livre e pacífica.

A denúncia ocorre na mesma semana que foi publicado um relatório das Nações Unidas onde se critica a república islâmica do Irã pela perseguição aos não-muçulmanos. Segundo Ahmed Shaheed, relator especial da ONU sobre os direitos humanos no Irã, havia a promessa do novo presidente, Hasan Rouhani, de reduzir punição às minorias religiosas.

“Pelo menos 20 cristãos estavam na cadeia em julho de 2013″, afirma o relatório. “Além disso, continuam sendo relatadas violações dos direitos dos cristãos, particularmente os de grupos evangélicos. Em sua maioria, são muçulmanos convertidos ao cristianismo”.

Estima-se que existem cerca de 370 mil cristãos no Irã. Os líderes religiosos islâmicos veem o cristianismo como uma ameaça à maioria ultra ortodoxa islâmica xiita que predomina no país. Existe a possibilidade de pena de morte para os muçulmanos que se convertem.

A ONU informa ainda que mais de 300 cristãos foram presos desde 2010. Além das dezenas de líderes e membros de igrejas foram condenados por crimes contra a segurança nacional apenas por se envolver em cultos, organizar grupos de oração, fazer proselitismo e participar de seminários cristãos no exterior.

Em resposta ao relatório, o governo iraniano criticou o Dr. Shaheed. Segundo a televisão estatal do país, a missão da ONU “não estudou devidamente o sistema legal do Irã e a cultura islâmica e considera tudo o que ele vê no Ocidente como um padrão internacional para o mundo inteiro”.

Esta é a segunda vez esta semana que a situação dos cristãos no Irã é destacada pela mídia.  O pastor Eddie Romero foi preso segunda-feira (21) enquanto fazia um protesto do lado de fora da Prisão de Evin, na capital Teerã. No local, encontram-se pelo menos cinco cristãos que foram presos ilegalmente no país, inclusive Saeed Abedini.  O pastor Abedini está preso há mais de um ano por tentar evangelizar muçulmanos. Eddie ficou preso 24 horas preso, sendo expulso do país em seguida. Com informações de Daily Mail.

Fonte: Gospel Prime

Pastor é assassinado dentro da igreja de joelhos e com a Bíblia na mão

Cristãos do Quênia vivem dias de terror dois meses após massacre em shopping

Pastor é assassinado dentro da igreja de joelhos e com a Bíblia na mão
Pastor é morto dentro da igreja de joelhos e com a Bíblia na mão

Após o massacre contra cristãos no Shopping Westgate em setembro, o Quênia passou a conviver com o fantasma do terrorismo. Segundo a Cruz Vermelha, foram 68 pessoas mortas pelos militantes muçulmanos da al-Shabab, grupo extremista muçulmano ligado ao braço da Al-Qaeda na África.

Sediados na vizinha Somália, desde 2011 eles têm feito ataques em protesto ao envio de tropas quenianas para seu país. Os alvos incluíam igrejas, bares, shoppings e instalações militares. Este ano, outros ataques com mortes ocorreram em diferentes cidades do país, mas os terroristas não se identificaram.

Os radicais muçulmanos avisaram que os ataques não parariam. No início de outubro, uma igreja do Exército da Salvação foi queimada por jovens islâmicos em Mombaça, cidade localizada na região costeira

No último final de semana, o pastor Charles Matole foi morto a tiros na mesma cidade. Ele estava orando no templo da Igreja Evangélica dos Redimidos, quando foi atacado. Os membros da igreja contam que ele havia recebido ameaças depois de ganhar muitos muçulmanos para Jesus durante os cultos de avivamento dirigido por ele.

Os membros de sua igreja, contam que o encontraram caído sobre uma das cadeiras de plástico da igreja quando chegavam paro o culto de sábado a noite. Ele estava de joelhos e segurava uma Bíblia sobre o peito. “Seu crânio foi seriamente danificado”, lamentou um membro da igreja.

No dia seguinte, foi noticiada a morte do pastor Ebrahim Kidata da Igreja Pentecostal do Leste Africano, num vilarejo a 30 quilômetros ao norte de Mombaça. Segundo a polícia ele foi estrangulado e seu corpo abandonado em meio a alguns arbustos. Com informações CBN.

Fonte: Gospel Prime

Pastor anuncia saída do ministério em vídeo emocionante

“Desabafo” alcança 155 mil visitas em dois dias

Pastor anuncia saída do ministério em vídeo emocionante
Pastor anuncia saída do ministério em vídeo emocionante

“Pequenas atitudes que podem mudar o mundo!” é o lema do ministério Mudando o Mundo. Liderado pelo pastor Paschoal Bilitardo, nas últimas 48 horas ele ficou conhecido por mais de 200 mil pessoas.

Seu vídeo postado no Youtube com o nome “Pastor abre o jogo e desabafa”, o material de pouco mais de cinco minutos passa uma mensagem emocionante sobre a crise que atinge muitas vezes os pastores.

No final do vídeo, Paschoal afirma ter feito o material por obediência a uma ordem divina. O foco é a fé na vocação e na soberania de Deus em meio às dificuldades. O grande número de visitas e os comentários postados na página do seu ministério revelam que ele não é o único a se sentir assim.

“Deus ministrou em meu coração! Um pastor pela manhã compartilhou o mesmo e eu não ia ver. Mas, agora pela tarde, amigos compartilharam também, fiquei curiosa. E a graça Deus se derramou sobre mim!”, escreveu Geliziane Fernanda.

“Eu estava triste e desanimado já louvo faz um tempo e por problemas parei de louvar, mas esse vídeo me ajudou bastante e creio que a benção é grande para esse ministério. A paz”, testemunhou Fel Lopes.

Nem todos concordam, Gilberto Miranda Ribeiro escreveu “É nisso que dá se empolgar, me desculpem. Afinal de contas ele desistiu ou não? Acredito que ele está confuso e DEUS não nos confunde… Pelo que vejo nos dias de hoje, os caras só querem mordomia e não é assim que funciona com DEUS. Se a ovelha está rebelde é porque tem alguma coisa errada com ela. Precisamos estar atentos”.

Segundo o pastor Paschoal, o vídeo vem gerando muita polêmica. Contudo, desde que postou “não param de chegar mensagens e e-mails”. Ele se diz satisfeito com o resultado por que “são testemunhos de vidas curadas espiritualmente, jovens que reconciliaram com Jesus e agradecimentos pelas respostas obtidas para as mais diversas crises existenciais”.

Paschoal se coloca a disposição para quem desejar “pedir orientações ministeriais e realizar agendas”, no e-mail paschoalvb@yahoo.com.br.

Assista:

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Família cristã é torturada por extremistas muçulmanos no Paquistão


O caso pode ser a sequência do assassinato de um cristão morto a facadas por supostamente blasfemar contra Maomé
Família cristã é torturada por extremistas muçulmanos no Paquistão
Grupo cristão paquistanês em protesto no país.

Uma família cristã foi forçada a se converter ao islamismo na cidade de Islamabad, no Paquistão. A ação de extremistas muçulmanos pode ter ligação com um assassinato que aconteceu há algumas semanas.

O garimpeiro Boota Masih, de 58 anos, foi esfaqueado por supostamente blasfemar contra o profeta Maomé. Masih deixou cinco filhas e dois filhos que estão vivendo com medo de novos ataques.

A família torturada tinha parentesco com Masih, três homens armados forçaram os cristãos a negarem Jesus. Os homens foram presos.

O caso é mais um episódio do extremismo religioso que tem se voltado contra cristãos paquistaneses. Nos últimos meses diversos ataques semelhantes aconteceram deixando muitos mortos e feridos.

Um dos casos mais chocantes foi um atentado a uma igreja cristã na cidade de Peshawar. Dois homens-bomba ligados ao Talibã detonaram seus dispositivos e mataram cerca de cem pessoas.


Para evitar novos crimes um grupo formado por muçulmanos e cristãos, chamado de Pakistan for All (Paquistão para Todos), está orientando os cidadãos sobre as consequências da intolerância religiosa e ensinando a respeitar as minorias religiosas.

Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Evangélicos mortos não aparecem em escutas feitas pela polícia

mortos

Além de não aparecer a voz das vítimas, gravações mostram que nem o nome deles foi citado. Um novo elemento traz ainda mais evidências ao suposto equívoco cometido pela polícia ao atingir com tiros dois pastores evangélicos, envolvidos em um tiroteio durante uma campana montada por agentes para prender integrantes de uma quadrilha de roubo de carros em Salvador e Feira de Santana.

As novas evidências estão na escuta, feita pela polícia com autorização da Justiça. Nas gravações, os nomes de Gilmário Sales Lima, quanto de Jeisivam Dias, não aparecem sendo citados por nenhum dos envolvidos, tampouco a voz das duas vítimas é ouvida pelos investigadores.


A morte dos dois, que teriam tentado furar o bloqueio da polícia, comoveu a comunidade evangélica. Muitos amigos e colegas de igreja estiveram no velório. A mãe do pastor gravou um depoimento emocionado, após a perda do filho. O caso segue sendo investigado pela corregedoria da Polícia Civil.

Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"