chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Homem mata a mãe e vai até uma igreja pedir perdão


Homem mata a mãe e vai até uma igreja pedir perdão
Homem mata a mãe e vai até uma igreja pedir perdão

Um homem de 45 anos assassinou a própria mãe em seu apartamento, no Jardim dos Estados, zona norte de Londrina (PR), e depois dirigiu até uma igreja para pedir perdão pelo crime. Em seguida ele se entregou à polícia.

De acordo com o site TN Online Aguinaldo Alves Correa chegou no apartamento da mãe por volta das 4h30 da quarta-feira (25) para pedir dinheiro para comprar drogas. Zenir Alves Correa, 69 anos, não aceitou dar o dinheiro e acabou sendo assassinada pelo próprio filho.

O porteiro do prédio ouviu a discussão e viu o suspeito deixando o apartamento por volta das 6h. A idosa havia marcado de almoçar com amigos que sentiram falta e foram até o apartamento para buscá-la.

Foi então que os vizinhos encontraram Zenir sem vida dentro do apartamento e chamaram a Polícia Militar. Segundo a PM o filho jogou um criado-mudo na cabeça da idosa e depois usou os pés do móvel para atacá-la a pauladas até a morte.


Arrependido, Aguinaldo pegou o carro da mãe e foi até uma igreja pedir perdão e mais tarde ligou para a polícia confessando o crime e se entregando em seguida.

Fonte: Gospel Prime

Casal de pastores morre em acidente de carro em Belém

O filho dos religiosos também estava no carro e faleceu no hospital

Casal de pastores morre em acidente de carro em Belém

Casal de pastores morre em acidente de carro em Belém


Os fiéis da Igreja Quadrangular de Marabá (PA) foram surpreendidos nesta quinta-feira (26) com o anúncio da morte do casal de pastores José Mauricio Santos, 50 anos, e Cleide Brito Santos, 44 anos, e do filho Rafael Santos, 19 anos.

A família estava indo passar o réveillon em Belém pela PA-150 quando, próximo a Moju, nordeste do Pará, o veículo tentou fazer uma ultrapassagem e bateu em uma carreta que vinha no sentido contrário.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, além da ultrapassagem arriscada, também colaborou com o acidente o fato de estar de noite e chovendo.

O casal faleceu no local e o filho chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Os três corpos foram velados e enterrados na capital paraense fazendo com que os fiéis de Marabá se deslocassem para dar adeus aos pastores.


“O pastor José Maurício era um pai. Uma pessoa extremamente carinhosa, amiga. Uma pessoa que deixa muita saudade”, afirma o pastor Joab André em entrevista à Rede Liberal, transmissora da Globo no Pará. Com informações G1.
´
Fonte: Gospel Prime

Globo pode desistir definitivamente do Festival Promessas


Globo pode desistir definitivamente do Festival Promessas
Globo pode desistir definitivamente do Festival Promessas

A Globo anunciou que a partir de 2014 não haverá mais a edição nacional do “Festival Promessas”, apenas edições regionais. Esta semana porém a jornalista Keila Jimenez, da coluna Outro Canal da Folha de São Paulo, noticiou que a emissora carioca pode desistir definitivamente do festival de música gospel.

Vários motivos levam Jimenez a acreditar nessa hipótese. Um deles seria a baixa audiência da edição de 2013, outro motivo seria problemas entre a Som Livre e seus principais representantes do segmento.
Como já noticiamos no Gospel Prime, o grupo de louvor Diante do Trono pretende deixar a gravadora das Organizações Globo assim que acabar o contrato que vence em 2014. Para romper com a Som Livre antes desse período o grupo teria que recorrer à justiça, mas o Diante do Trono já informou que prefere negociar “uma saída amigável”.

O terceiro motivo para o cancelamento definitivo do Festival Promessas seria o fim da GEO Eventos, empresa que realizava não só o festival, como também o Troféu Promessas e a Feira Internacional Cristã (FIC). A entrega dos troféus de 2013 foi realizada via Correios e a primeira edição da FIC, que aconteceu em julho, não teve o resultado esperado e por isso o projeto foi descontinuado.


Em resposta à Keila Jimenez a Globo reafirmou que pretende continuar com as edições regionais do festival, mas a forma de transmissão e os locais para tais eventos ainda serão analisados.

Fonte: Gospel Prime

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Roberto Marinho pede punição ao Porta dos Fundos

Humoristas criaram vídeo ridicularizando os cristãos e debochando de passagens bíblicas.

Roberto Marinho pede punição ao Porta dos Fundos
Roberto Marinho pede punição ao Porta dos Fundos

Roberto Marinho, pré-candidato a deputado estadual pelo PSC e assessor parlamentar do deputado federal, Pastor Marco Feliciano, criticou os humoristas do Porta dos Fundos pelo vídeo “Especial de Natal” publicado na última segunda-feira (23) que ridiculariza a cultura judaico-cristã.

O episódio de 16 minutos reúne várias esquetes e trata de passagens bíblicas vividas por Cristo com muito sarcasmo, palavrões e piadas de gosto duvidoso. Marinho afirma que o vídeo é criminoso e que os humoristas ultrapassaram os limites da liberdade de expressão.

“Nós cristãos não podemos aceitar que nossa fé seja ridicularizada, estamos em um país livre, mas que expressa limites para esta liberdade. Os humoristas ultrapassaram este limite. Cometeram o crime de vilipendio de crença e devem responder por seus atos”, criticou Marinho através de sua conta no Twitter.

Pelo microblog o braço direito de Feliciano disse que a publicação constitui crime de vilipendio a crença e que as autoridades devem ser acionadas para apurar as motivações do grupo em publicar um vídeo com este tipo de conteúdo.

“Um vilipendio a fé e a crença. Não é de hoje que os humoristas tem usado a religião como tema de seus vídeos, debochando e fazendo chacota dos cristãos”, disse. “Ao usar uma data festiva para ridicularizar a cultura judaico-cristã os humoristas do @portadosfundos romperam o limite da ética e cometeram um crime contra a liberdade de crença”.


Em sua crítica Marinho incentivou os cristãos a denunciarem o vídeo e a procurarem as autoridades e pedirem que os humoristas sejam punidos. Marinho também pediu que o Ministério Público avalie o conteúdo e puna os humoristas.

Fonte: Gospel Prime

Político evangélico destrói esculturas pagãs do Congresso

Papua Nova Guiné debate atitude polêmica

Político evangélico destrói esculturas pagãs do Congresso
Político evangélico destrói esculturas pagãs do Congresso 

O presidente do Parlamento de Papua Nova Guiné, Theo Zurenuoc, tomou uma decisão que provocou grande polêmica no país. Alegando que eram “do mal”, ele destruiu esculturas que faziam parte da decoração do Congresso Nacional havia anos.

Evangélico, ele alega que estava limpando o lugar da influência de ídolos pagãos e de objetos usados na feitiçaria. Ele quebrou murais de madeira e usou uma serra elétrica para cortar a cabeça de diferentes estátuas. Ordenou ainda a remoção de um totem com trinta metros de altura e que pesa quatro toneladas.

O monumento ficava na entrada do Parlamento e pode ser substituído por um “pilar da Unidade”. O novo monumento exibirá uma Bíblia, uma cópia da Constituição, além de uma chama. A parte superior trará uma inscrição dizendo: “A Palavra de Deus”.

Com sete milhões de habitantes, a Papua Nova Guiné é um conjunto de várias ilhas que já foi colônia Britânica. Historicamente marcado por uma aliança tribal, a feitiçaria é generalizada, embora a religião majoritária seja o cristianismo.

Esculturas pagãs
Esculturas pagãs no Congresso de Papua Nova Guiné

O Dr. Andrew Motu, do Museu Nacional de Papua reclamou que as ações do político refletem a influência crescente de grupos evangélicos no país. “Sua crença é de que essas coisas estão associadas ao demônio por serem parte do animismo pagão”.

Em reação a decisão de Zurenuoc, o primeiro-ministro, Peter O’Neill, exigiu que ele parasse com a “limpeza” e um grupo de oito ministros exigiu uma investigação e que ele seja deposto do cargo. Existe uma forte pressão da imprensa para que ele se justifique, mas por enquanto o político disse que não é necessário.

O ministro Puka Temu disse que o presidente do Parlamento “não pode impor seus valores cristãos unilateralmente”. “É um absurdo. É muito decepcionante e essa atitude prejudica a cultura e tradições do nosso país que já existe há centenas de anos”, disse.


Zurenuoc por sua vez fez um anúncio pago nos principais jornais do país explicando sua decisão. Ele recebeu o apoio das principais lideranças cristãs, como o pastor Joseph Walters. “A cultura de Papua Nova Guiné tem origem basicamente de uma sociedade animista. Essas coisas que a população está habituada a prestar homenagem e demonstrar respeito são realmente pagãs”, asseverou. Afirmou ainda que os habitantes de Papua Nova Guiné vão perceber o bem que Zurenuoc está fazendo pelo país. Com informações Telegraph e Patheos.

Fonte: Gospel Prime

Bancada evangélica prevê crescimento de 30%

Deputados ligados a igrejas podem ter 95 das 513 cadeiras da Câmara a partir de 2015

Bancada evangélica prevê crescimento de 30%
Bancada evangélica prevê crescimento de 30%

Entre uma polêmica e outra, a Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados parece ter se fortalecido nos últimos anos. Atualmente são 73 parlamentares, mas esperam eleger até 95. Isso marcaria um crescimento de 30% nas eleições. Sendo assim, ocupariam em torno de 18% das 513 cadeiras disponíveis.

Segundo especialistas consultados pelo jornal Estado de São Paulo, não é difícil que isso ocorra. “A presença dos evangélicos nunca foi tão grande. O debate [pautado pelo grupo] cresceu em eleições e no Legislativo”, explica Maria do Socorro Sousa Braga, cientista política e professora da Universidade Federal de São Carlos.

O IBGE afirma que os evangélicos já são 22% da população brasileira. Historicamente, seu voto é caracterizado pela fidelidade a líderes religiosos. “Há um confronto [dos evangélicos] em relação às questões morais e novos posicionamentos [de grupos LGBT]. Nesse debate os evangélicos são reforçados por integrantes de outras religiões também. Vários representantes católicos passam a apoiar as teses desses parlamentares”, enfatiza a professora.

Isso não significa que todos os seus candidatos saem vencedores. Por vezes, essa aproximação de Igreja e Estado causa rejeição, como foi o caso na última eleição para prefeito de São Paulo, quando Celso Russomano foi acusado de ser coordenado pela Igreja Universal.

Em geral os representantes dos evangélicos no Congresso se pronunciam contrários a questões como o aborto e o casamento gay. Mas eles tem outros interesses, como a concessões de rádio e tevê. Também lutam por projetos de interesse dos religiosos. Como, por exemplo, o que dá poder às igrejas para contestar leis por meio de recursos ao Supremo Tribunal Federal.

O deputado João Campos (PSDB-GO), atual presidente da Frente Parlamentar Evangélica, entende que a crescente atuação política dos evangélicos irá ajudar na expansão da bancada.

O pastor Marco Feliciano, deputado pelo PSC-SP, acredita ser um dos responsáveis pelo possível aumento do número de deputados religiosos na próxima eleição. “A minha participação na Comissão despertou católicos, evangélicos e espíritas”, afirma.

Segundo ele, há uma forte procura de outros políticos querendo fazer parcerias para ter sua imagem nos santinhos que serão distribuídos no ano que vem. Oficialmente, Feliciano não confirmou se sairá candidato a reeleição ou se pode tentar uma vaga no Senado.

A professora Maria do Socorro explica que, quando se trata dos candidatos à Presidência, sempre existe a tentativa de aproximação estratégica com os grupos religiosos. Mas, ressalta ela, isso tem de ser feito de forma discreta, para não causar rejeição de outros eleitores. Com informações Gazeta do Povo.

Fonte: Gospel Prime

Rachel Sheherazade diz que não há espaço para Jesus no Natal

O aniversariante faltou à festa, afirma jornalista

Rachel Sheherazade diz que não há espaço para Jesus no Natal
Rachel Sheherazade diz que não há espaço para Jesus no Natal


Foram mais de meio milhão de visitas somente nos primeiros dois dias. O vídeo mais recente de Rachel Sheherazade, âncora do telejornal SBT Brasil a fazer sucesso nas redes sociais é sobre o Natal.

Como sempre, o material reflete as fortes opiniões da jornalista, que no passado já foi criticada por defender valores cristãos. No início do ano, ela foi abertamente criticada por funcionários do SBT por dar opiniões consideradas por eles “reacionárias e conservadoras” durante o quadro “Opinião” que faz parte do SBT Brasil.

Sheherazade já disse que é cristã, mas não é evangélica. Esta semana, apareceu na lista dos 10 maiores inimigos da comunidade gay. Segundo o ativista Rafael Puetter, “ela transforma sua fé em opinião editorial e a leva a um telejornal… O que não falta é maluco batendo palma pra ela na internet”.

Compartilhado milhares de vezes, seu vídeo sobre o Natal obviamente dividiu opiniões. Enquanto muitos concordam com o que ela disse integralmente, há quem a acuse de exagero e até quem discorde frontalmente.

“Sabe quem vai faltar na festa de Natal? O aniversariante do dia!  Como na noite do seu nascimento, ninguém lhe abriu as portas, e Jesus não tem onde repousar. Não há espaço para ele nas casas dos hipócritas, de ceias fartas e corações vazios… No teatro do Natal, entre simpáticos papais noéis, pinheiros reluzentes e embrulhos de presentes, Cristo passa até despercebido. Como se o “bom velhinho” fosse fato e o bom Deus é que fosse lenda!  Eu não acredito no Natal-consumo, de gentilezas fugazes, do altruísmo anual… Natal são as boas novas eternas de um Deus que se fez servo, do verbo que se fez carne, do profeta que revolucionou o mundo pela paz e pelo amor. E é por amor a esse Deus-menino que os cristãos genuínos celebram o verdadeiro Natal: ‘Nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor! Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens de boa vontade’”, diz o discurso.

Assista:







Fonte: Gospel Prime

1° Festival do Pastel agrada público e supera expectativa em Ouro Preto Do Oeste

Foram vendidos quase 2 mil pastéis. O dinheiro será usado para a realização do 4° evento gospel “Adorai” que ocorrerá no mês de abril de 2014


A equipe do Grupo Dádiva mais uma vez mostrou que são ótimos organizadores de eventos. Que o digam as quase duas mil pessoas que se fizeram presentes no 1° Festival do Pastel, realizado na noite deste sábado (21) na subsede da Igreja Assembleia de Deus em Ouro Preto do Oeste.

O festival, que teve a finalidade de angariar recursos para a realização da 4ª edição do tradicional evento gospel “Adorai”, no mês de abril de 2014, disponibilizou aos participantes, além de deliciosos pastéis, belas apresentações de louvores, a exemplo das bandas Evangelho 4, Triad e da anfitriã Grupo Dádiva. 


De acordo com um dos organizadores, Ronaldo Souza Xavier, o evento superou as expectativas e agradou a todos que adquiriram o pastel e o suco. “Agradeço imensamente a todos que nos ajudaram e à nossa equipe que se desempenhou para atender da melhor forma possível a todos. Graças a este apoio nosso 4° Adorai se tornou uma realidade”, ressaltou Ronaldo.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Primeira igreja adventista na América do Sul para haitianos é inaugurada em Porto Velho

Primeira-igreja-adventista-para-haitianos-e-inaugurada-na-Divisao-Sul-Americana

Desde os terremotos no Haiti em 2011, o Brasil tem sido refúgio para alguns imigrantes desse país. A porta de entrada é no estado do Acre, que faz divisa com a Bolívia e, desde então, estima-se que mais de cinco mil haitianos chegaram ao Brasil. Porto Velho tem recebido grande número de imigrantes, levando em consideração que, com o avanço da construção civil, eles tem mais oportunidades de emprego podendo ter uma renda um pouco superior a que teriam em seu país de origem.

Alguns desses imigrantes são adventistas e se percebeu vários haitianos espalhados pelas igrejas da capital de Rondônia, Porto Velho, surgindo a ideia inicial de reuni-los todos em um único local, sendo escolhida a Igreja Adventista Central de Porto Velho, que desde setembro de 2012 organizou uma unidade de escola sabatina em francês para atender esses imigrantes tornando-se o Centro Cultural Haitiano. O movimento cresceu e viu a necessidade deles terem seu próprio local de reuniões, por isso foi dado início à construção de uma igreja para atendê-los.

O projeto da construção da igreja foi realizado e idealizado pelas secretárias e secretários das igrejas adventistas do norte de Rondônia e estado do Acre, liderados pelo pastor Abdoval Cavalcanti. Com os esforços deles, mais de 90 mil Reais foram arrecadados. Essa foi a segunda igreja construída com os recursos arrecadados pelas secretarias das igrejas. “Com grande satisfação e muito esforço conseguimos fazer com que essa obra fosse construída, com os esforços não só das secretárias, mas de todos os membros, pastores e toda a igreja em conjunto para que pudéssemos chegar onde chegamos hoje”, afirmou Clarinda de Jesus, secretária da igreja adventista Central de Porto Velho.

Evangelismo contextualizado

Mas de nada adiantaria construir a igreja para um pequeno grupo, pois inicialmente o projeto tinha a participação de seis haitianos, para que esse número crescesse, durante o mês de julho de 2013, foi realizado um evangelismo contextualizado e dirigido por haitianos, que contou com o apoio de brasileiros na doação de brindes, atendimento médico voluntário e arrecadação de alimentos.

O resultado é que o grupo de seis participantes hoje conta com a participação de mais de 30 imigrantes. E no dia 23 de novembro a realização do projeto foi concluída com a inauguração da primeira igreja étnica de língua francesa para haitianos da Divisão Sul Americana da Igreja Adventista do Sétimo Dia. A inauguração aconteceu com a presença dos administradores da região noroeste. Na festa de inauguração mais de 150 pessoas estavam presentes, entre haitianos e brasileiros, que teve ainda presença de professores universitários que coordenam projetos desenvolvidos para integração social dos imigrantes, que ressaltaram a importância de uma igreja nesse segmento.

“Faz parte da inserção social de um grupo de imigrantes as igrejas, além do lazer, da educação, da escola, eles precisam se reunir e as igrejas têm um papel importante na inserção social desses grupos”, afirmou Marilia Pimentel, professora universitária. “Nossa missão é para com todos os povos, então quando olhamos uma comunidade, uma cidade, uma região nós temos que perceber quem vive ali, porque para Deus o importante são as pessoas, e por ter aqui uma comunidade haitiana, nós tínhamos que olhar para eles, nós tínhamos que fazer alguma coisa por essas pessoas, então ter uma igreja para atender a comunidade haitiana aqui em Porto Velho, nada mais é que cumprirmos nossa missão”, concluiu o pastor Gilmar Zahn, líder da Igreja Adventista na região noroeste do Brasil. Informações Equipe ASN.

Após saída de Feliciano, evangélicos tentam manter liderança da Comissão de Direitos Humanos

Nome do deputado Marcos Rogério é o mais forte para sucessão

Após saída de Feliciano, evangélicos tentam manter liderança da Comissão de Direitos Humanos
Evangélicos tentam manter liderança em comissão de Feliciano

O pastor Marco Feliciano já se despediu da presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados. Mesmo assim, integrantes da chamada bancada evangélica desejam manter o controle da Comissão.


Segundo o jornal Folha de S. Paulo, eles estariam entusiasmados com a visibilidade gerada desde que Feliciano assumiu a presidência. Integrantes da bancada já articulam quem poderá ser o novo presidente do colegiado.

A estratégia usada pelos evangélicos seria pressionar os partidos a indicar o maior número de representantes da bancada religiosa para compor a comissão em fevereiro, quando termina o recesso parlamentar. Um dos nomes mais fortes para assumir o posto com o apoio dos religiosos é o do deputado Marcos Rogério (PDT-RO), amigo de Feliciano.

Haverá uma nova eleição para presidente e os deputados evangélicos acreditam que essa comissão pode ser um local estratégico para defenderem seus pontos de vista e também conquistarem votos nas eleições do próximo ano.

Ao longo de 2013, Feliciano foi constantemente atacado e pressionado para renunciar. Ele resistiu e enquanto esteve no comando da comissão promoveu debates sobre questões de grande repercussão, como o projeto que autoriza psicólogos a oferecer tratamento a gays.

O Partido dos Trabalhadores é o maior partido da Câmara. No dia 3 de fevereiro fará uma reunião para definir o novo líder da bancada. Com isso, apontará as comissões que pretende presidir em 2014. Todas as comissões que garantam apoio aos projetos de interesse da presidente Dilma Rousseff deverão receber prioridade. Com informações Terra.

Fonte: Gospel Prime

Atentados contra cristãos banham de sangue o Natal no Iraque

34 pessoas morreram em igreja e mercado de área cristã em Bagdá

Atentados contra cristãos banham de sangue o Natal no Iraque
Atentados contra cristãos banham de sangue o Natal no Iraque

Os cristãos são minoria no Iraque. Estima-se que sejam entre 400 mil e 600 mil pessoas. A violência contra eles não para nem no Natal.

Assim como em outros anos, a rede terrorista al Qaeda coordenou ataques a área cristã da capital Bagdá. Em 2010, dezenas de cristãos foram mortos após o ataque a uma igreja. Estima-se que 34 pessoas morreram em novos atentados hoje.

Um carro-bomba estacionado em frente a uma igreja matou pelos menos 26 pessoas e deixou 38 feridos que saíam da celebração de Natal. Mais duas bombas explodiram em um mercado no bairro de Doura, área cristã mais populosa da capital iraquiana. O saldo foi mais de 11 mortos e cerca de 50 feridos.

Segundo agências internacionais, a violência contra os cristãos chegou ao pior nível em cinco anos. Um dos motivos é político, pois os sunitas radicais ligados à al Qaeda tentam desestabilizar o governo liderado pelo primeiro-ministro xiita Nuri al-Maliki.

Os ataques do dia de Natal elevaram o número total de pessoas mortas neste mês no Iraque para 441. De acordo com estimativas das Nações Unidas, mais de 8.000 pessoas morreram no país desde o início do ano. Com informações BBC e CNN.

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Jovem quebra a casa da família e agride sua irmã após ter sua Bíblia queimada por ela



Jovem quebra a casa da família e agride sua irmã após ter sua Bíblia queimada por ela

Na última semana, a leitura de uma passagem bíblia em voz alta motivou uma briga entre dois irmãos no município de São Manuel (SP). A confusão começou no início da tarde de terça-feira (17), quando Haroldo Alves Mendes, de 22 anos, lia em voz alta um trecho do livro de Apocalipse. A irmã do jovem, ao ver seus pais irritados com a “pregação”, ateou fogo na Bíblia de Haroldo, que reagiu a agredindo.

Além de agredir a irmã após ter sua Bíblia queimada, o jovem começou a quebrar a residência onde a família reside, e precisou ser contido pela polícia. O episódio ocorreu na rua Rangel Pestana, distrito de Aparecida. Três viaturas da Polícia Militar (PM) foram disponibilizadas para atender à ocorrência.

De acordo com o Jornal da Cidade de Bauru, a confusão começou quando o rapaz lia os trechos da Bíblia para seus pais, que não se agradaram das palavras proferidas a eles e repreenderam o filho. Foi então que a irmã, identificada apenas como V.M., de 32 anos, também se irritou com a pregação feita pelo irmão, tomou a Bíblia de suas mãos, e ateou fogo. Revoltado com a atitude da irmã, Haroldo pegou um pedaço de pau, com o qual agrediu a irmã e começou a depredar a casa.
Compartilhar

O jovem só foi contido com a chegada da guarnição policial, que o encaminhou junto da irmã à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Manuel para prestarem depoimento. Depois de registrada a ocorrência, foi estipulada uma fiança de R$ 4 mil para liberação do jovem, que responderá pelos crimes de injúria, agressão e danos. Como a fiança não foi paga, Haroldo Alves Mendes acabou recolhido à Cadeia Pública de Itatinga.

Fonte: Gospel Mais

Feliciano, Malafaia e Sheherazade são eleitos “maiores inimigos dos gays” de 2013

Representantes da comunidade LGBT colocam 6 evangélicos no Top 10

Feliciano, Malafaia e Sheherazade são eleitos “maiores inimigos dos gays” de 2013
Feliciano, Malafaia e Sheherazade são eleitos "maiores inimigos dos gays"


O site iGay, um dos mais influentes do país no segmento LGBT, convidou militantes, juristas, blogueiros e representantes da comunidade LGBT para apontar quem foram as pessoas que mais “dificultaram as conquistas pela igualdade de direitos em 2013”. Em outras palavras, o que o site chamou de “inimigos” da causa gay no país.

Foram escolhidas 10 personalidades brasileiras pelo voto direto, com uma menção a Vladmir Puttin, presidente da Rússia. Ao site, Dimitri Sales, jurista especializado em causas LGBT, afirma que Puttin “passou a implementar uma política de eliminação de direitos, estabelecendo um governo autoritário, com fortes feições despóticas. No bojo de suas ações, adotou iniciativas destinadas a coibir manifestações em favor dos direitos das pessoas LGBT, perseguindo lideranças, utilizando-se das estruturas estatais para estimular atos de violência, assegurando a impunidade dos seus atores.”

Entre os brasileiros, o que recebeu mais votos (cerca de 80%) foi o deputado pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que após se tornar presidente da Comissão de Direitos Humanos, colocou na mídia a discussão de diversas pautas consideradas antiLGBT.

A presidente Dilma veio logo em seguida, acusada de ser omissa em relação às questões gays, em especial “sua absurda posição de não querer a votação do PLC 122/06 antes da eleição de 2014”, diz o site.

A terceira colocação ficou com o pastor Silas Malafaia, chamado de “um dos adversários mais perigosos pelo seu poder midiático e formador de opinião”. Segundo o militante gay Julio Moreira, ele “Utiliza os horários comprados em várias emissoras para demonizar o ativismo LGBT e pregar contra os avanços e direitos dessa população… embasado em dados pseudocientíficos e altamente questionáveis”.

Os seis restantes, foram lembrados por diferentes motivos. Chama atenção o fato de que a maioria são declaradamente evangélico. A cantora Mara Maravilha e a cantora Joelma atraíram a ira do movimento gay por suas declarações na mídia sobre os homossexuais.

A psicóloga Marisa Lobo e o deputado João Campos, foram lembrados por causa da controvérsia da chamada “cura gay”. Campos, que é líder da Frente Parlamentar Evangélica da Câmara dos Deputados foi chamado de “o maior inimigo… o maestro dessa sinfonia que ameaça o Estado Laico”.

Mesmo não sendo evangélica, a jornalista Rachel Sheherazade foi criticada pelo ativista gay Rafael Puetter, “ela transforma sua fé em opinião editorial e a leva a um telejornal…  O que não falta é maluco batendo palma pra ela na internet”.

Os demais foram citados por terem posturas que, na opinião do movimento LGBT, atrapalharam as lutas do grupo. Chama atenção as críticas ao autor de novelas Agnaldo Silva, que é gay, e a transsexual Thalita Zampirolli, que não se posicionaram como o movimento gostaria.

A lista dos inimigos, segundo o site iGay

1) Marco Feliciano
2) Dilma Rousseff
3) Silas Malafaia
4) Mara Maravilha
5) Marisa Lobo
6) Rachel Sheherazade
7) João Campos
8) Romário e Thalita Zampirolli
9) Joelma (do grupo Calypso)
10) Agnaldo Silva

Fonte:Gospel Prime

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Massacre contra cristãos deixou mil mortos em dois dias em país africano

Em março um grupo de rebeldes muçulmanos derrubaram o presidente da República Centro-Africana e os rivais cristãos destituíram o governo de transição iniciando uma guerra civil

Massacre contra cristãos deixou mil mortos em dois dias em país africano
Massacre contra cristãos deixou mil mortos em dois dias em país africano


Em dois dias de massacre quase mil cristãos foram mortos na República Centro-Africana, de acordo com informações da Anistia Internacional (AI).

As mortes aconteceram por conta de represálias do ex-grupo rebelde islâmico Seleka contra a população de Bagui, capital do país.

No dia 5 de dezembro a violência se intensificou quando milícias camponesas cristãs “antibalaka” (antimachetes) se infiltraram em alguns bairros da cidade e realizaram um afrontamento chamado de “operação porta a porta” matando 60 muçulmanos.

Por conta disto a Seleka adotou represálias, segundo a AI esse represália foi em larga escala contra os cristãos, matando quase mil em apenas dois dias, e praticando a pilhagem sistemática das casas de civis.

Entre as vítimas estavam mulheres e crianças que não foram poupadas do assassinato em série.

“Nossas investigações no terreno nessas últimas duas semanas não deixam lugar para dúvidas. Ambas as partes em conflito cometeram crimes de guerra e contra a humanidade”, declarou Christian Mukosa, da Anistia Internacional.

O órgão colocou três especialistas para investigarem o caso e conclusão foi que houve execuções extrajudiciais, mutilações, destruição de prédios religiosos e deslocamento forçado de várias pessoas.

O conflito na República Centro-Africana começou em março quando a coalizão rebelde Seleka conseguiu derrubar o presidente François Bozizé. O governo em transição acabou perdendo o controle, pois grupos rivais, formado por cristãos, iniciaram uma série de confrontos violentos. Antes da tomada de poder, muçulmanos e cristãos viviam pacificamente no país. Com informações R7

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Marco Feliciano se despede da Comissão de Direitos Humanos

Parlamentar acredita que ‘um raio não cai duas vezes no mesmo lugar’

Marco Feliciano se despede da Comissão de Direitos Humanos
 Feliciano se despede da Comissão de Direitos Humanos

Em fevereiro de 2014, quando acabar o recesso parlamentar, a Comissão de Direitos Humanos da Câmara elegerá um novo presidente. Marco Feliciano sabe que não será reeleito: “Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Espero que o PT dê mais valor agora à essa comissão, que eles abandonaram”.

Ele conduziu sua última sessão como presidente e comenta a grande exposição do cargo, alcançado pelas constantes polêmicas. “Não sei nem se terá comissão para nós (PSC) ano que vem. Se tiver oportunidade, claro, quero voltar. O trabalho aqui foi apaixonante, mas ouvi falar que também o Solidariedade está de olho na comissão, para entregá-la ao deputado Domingos Dutra (MA)”, explica Feliciano.

Dutra era do PT e fez parte da comissão durante anos, mas saiu quando Feliciano foi eleito presidente. “Essa comissão agora vai ser disputada. Colocamos os direitos humanos na pauta das pessoas. O Brasil viu isso”, reconhece Feliciano.

O pastor faz um balanço positivo de seu trabalho, mas acredita que foi atrapalhado pelas manifestações e os ataques constantes: “Apostaram que eu renunciaria, o que não fiz. Fui alvo do ódio e da intolerância, fui atacado na minha igreja e dentro de um avião. Recebi vários processos. Comecei o ano como o inimigo público número um. E termino como um dos cem brasileiros mais influentes segundo uma revista de circulação nacional”.

Para ele, acabou saindo do cargo com ganhos políticos “O povo percebeu que sou um político com posicionamento. Que defendo com unhas e dentes o que acredito”. A notoriedade conquistada lhe abre a possibilidade de disputar o Senado nas próximas eleições. Contudo, gostaria que seu único oponente fosse Eduardo Suplicy, atualmente senador pelo PT de São Paulo.


“Não sendo arrogante, sei que estou muito bem avaliado. O caminho natural seria buscar a reeleição. Não descarto o Senado, mas desde que meu concorrente seja apenas o Suplicy. Ele carrega um nome, ou a mulher dele, que os evangélicos não gostam. Foram muitos embates com a Marta Suplicy nesses anos. Agora, tem o Serra (José Serra), o Kassab (Gilberto Kassab), são nomes fortes”, finaliza. Com informações O Globo.

Fonte: Gospel Prime

Malafaia comemora decisão do Senado de enterrar PL 122

O líder evangélico agradeceu aos senadores que votaram em favor do apensamento

Malafaia comemora decisão do Senado de enterrar PL 122
 Malafaia comemora decisão do Senado de enterrar PL 122

O pastor Silas Malafaia escreveu nesta quarta-feira (18) um artigo em seu site, o Verdade Gospel, comentando a decisão do Senado em anexar o PL 122 ao projeto de reforma do Código Penal (PLS 236/2012).

Como crítico do tal projeto, Silas Malafaia comemorou por saber que o texto que dava privilégios aos homossexuais não será mais discutido. “Depois de 7 anos de uma luta árdua contra um projeto de lei que era um verdadeiro lixo moral para beneficiar os gays em detrimento do restante da coletividade da sociedade, finalmente o senado deu um basta”, escreveu.

Aproveitando o momento, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) elogiou o trabalho dos senadores que votaram em favor do projeto do senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), incluindo o Lindbergh Faria (PT-RJ) e Magno Malta.

O candidato ao Governo do Rio de Janeiro se colocou contra o próprio partido ao votar favoravelmente ao projeto de apensamento da PL 122.

“Mesmo o PT usando todo o seu poder político para aprovar esta aberração, e tenho eu aqui que ressalvar a atitude corajosa do senador Lindbergh Farias que contrariando a decisão partidária, votou pelo fim do PLC 122/06″, disse Malafaia.

O pastor evangélico também criticou a postura de Walter Pinheiro (PT-BA) que resolveu não participar da votação para não ter que contrariar o partido. Pinheiro é da Igreja Batista em Salvador e faz parte da Frente Parlamentar Evangélica que tem lutado contra o PL 122 em todos esses anos.

O PLS 236/2012 engloba o assunto de discriminação ao tipificar a intolerância, o racismo e todo tipo de violência, não deixando os homossexuais desprotegidos e garantindo a punição para casos de discriminação.
Ao comemorar a decisão, Malafaia voltou a dizer que o texto privilegiaria um grupo e que agora venceu “a liberdade que o estado democrático de direito dá aos seus cidadãos”.


Malafaia também fez um alerta para ao povo evangélico: “Por fim, preste bastante atenção nos senadores que votaram pelo fim do PLC 122/06, os senadores que votaram a favor da permanência do projeto, e também os que estiveram presentes, mas saíram na hora da votação, se omitindo de maneira covarde de uma posição firme contra uma aberração deste nível”.

Fonte: Gospel Prime

Funai dificulta o acesso de missionários em tribos indígenas

ANAJURE emite nota contra proibição de trabalhos missionários com índios

Funai dificulta o acesso de missionários em tribos indígenas
ANAJURE contesta proibição de trabalhos missionários com índios

A Associação de Missões Transculturais Brasileiras (AMTB) e o  Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas (CONPLEI) escreveram uma nota pública contra as ações do Governo Federal e da FUNAI que estão impedindo o acesso dos missionários junto as tribos indígenas que por anos recebem apoio espiritual e social desses grupos.

Alegando a proteção dos índios e de suas culturas, o governo tenta barrar os trabalhos missionários que não pregam apenas uma religião, mas promovem programas de educação e saúde.

A Associação Nacional de Juristas Evangélicos (ANAJURE) está prestando apoio jurídico para as entidades cristãs, buscando reverter esses programas por meio da Lei.

“O  fato é que, em geral, a atitude do Governo e da FUNAI é, de certa forma, hostil e autoritária. Há flagrantes violações às liberdades civis fundamentais dos indígenas – que, ressalte-se, desejam a presença das missões – e dos missionários”, diz o presidente da ANAJURE, Dr. Uziel Santana.

“Impedimentos ao livre exercício da liberdade religiosa, da liberdade de expressão e ao desenvolvimento de programas sociais históricos tem acontecido a todo momento, de modo que chegou a hora de acionarmos as instâncias jurídicas do nosso país e de organismos internacionais para buscarmos o resguardo dos nosso direitos e dos indígenas”, completa.

Na nota as entidades lembram que esses trabalhos são realizados há mais de 100 anos e que não devem ser comparados com a catequização. “Apesar de reconhecermos que houve desacertos no passado, cometidos em nome de um cristianismo equivocado, em geral, a atuação missionária nas áreas indígenas brasileiras está historicamente associada à preservação física, social, cultural e lingüística desses povos”, dizem.

O texto também deixa claro que as culturas locais e a língua são preservadas, tanto que mais de 600 trabalhos acadêmicos foram realizados por missionários para preservar os povos e suas línguas.

Leia a nota na íntegra:

A Associação de Missões Transculturais Brasileiras – AMTB, legítima representante de 47 agências missionárias transculturais brasileiras, 14 das quais atuam entre os povos indígenas do Brasil, e o Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas – CONPLEI, com o apoio jurídico da Associação Nacional de Juristas Evangélicos – ANAJURE, fulcrados nos princípios constitucionais da liberdade de expressão, da livre manifestação do pensamento e da liberdade religiosa (Art. 5º, incisos IV, VI e IX, Constituição Federal), vem, através do presente expediente, expor aos Poderes Públicos da República Federativa do Brasil e à Sociedade, o que adiante se explicita:

1º) Frente à adoção crescente de políticas públicas e medidas administrativas impeditivas da presença missionária nas áreas indígenas, a partir da assunção de pressupostos – por certo sem base na realidade fáctica, histórica e jurídica – que assentem que a atuação missionária, por si só, é nociva a esses povos, é chegado o momento de demonstrarmos, através de todos os meios de prova legais e legítimos existentes no Direito, que tais premissas não se sustentam ao serem cotejadas com os fatos históricos da nossa atuação entre os povos indígenas nesses mais de 100 anos. Apesar de reconhecermos que houve desacertos no passado, cometidos em nome de um cristianismo equivocado, em geral, a atuação missionária nas áreas indígenas brasileiras está historicamente associada à preservação física, social, cultural e lingüística desses povos. Nesse sentido, afirmamos, peremptoriamente, que não mais admitiremos injurias, difamações ou calúnias de qualquer natureza, sem a devida prova da alegação, sobre nossas agências e missionários.

2º) Frente às sugestões de que nossa ação junto aos povos indígenas é meramente catequizadora, é momento de trazer a público, de modo mais contundente ainda, as iniciativas e ações missionárias desenvolvidas por nossas agências ao longo de décadas. Ações essas, notadamente, nas áreas de saúde, educação, subsistência e preservação lingüístico-cultural dos povos indígenas, com reconhecimento do próprio orgão indigenista oficial, primeiro SPI (Serviço de Proteção ao Indio) e posteriormente FUNAI (Fundação Nacional do Indio), em tempos anteriores a esta onda de perseguição institucional à qual, certos setores, têm-nos submetido. Conforme o relatório “Indígenas do Brasil”, publicado em 2010 pelo Departamento de Assuntos Indígenas da Associação de Missões Transculturais Brasileiras (DAI-AMTB), há 257 programas sociais entre as 182 etnias indigenas com presença missionária, nos quais foram realizados mais de 100 mil atendimentos médicos e odontológicos tão-somente entre os anos de 2010 e 2012, a grande maioria sem qualquer participação financeira governamental. Assim também, na área acadêmica, nossas agências, através de um trabalho meticuloso e abalizado, metodológica e cientificamente, produziram, nos últimos anos, mais de 600 materiais de cunho acadêmico-educacional sobre línguas indígenas de povos originários brasileiros, preservando-se, assim, importante acervo memorial e cultural da nossa nação. Nesse sentido, é de se ressaltar, também, que as ortografias indígenas que hoje estão em uso foram, majoritariamente, desenvolvidas por instituições missionárias, num esforço intelectual que, de longe, supera projetos de extensão acadêmica levados a cabo, com amplo financiamento, em universidade públicas federais ou estaduais, por exemplo. Assim também, é de se destacar os posicionamentos das nossas agências missionárias, relativos a conflitos de terras e outros tipos de exploração, sempre em defesa dos povos indígenas.

3º) Frente às diversas tentativas de cerceamento dos direitos das comunidades indígenas, através de um patrulhamento ideológico, por certo, inconstitucional e ilegal, onde se desconsidera, inclusive, os princípios da autonomia da vontade e da autodeterminação dos povos indígenas, buscando-se perpetuar uma situação de tutela e assistencialismo estatal já superadas nos planos acadêmico e jurídico, é momento de nos posicionarmos, mais firmemente, a favor de tais direitos constitucionais e infraconstitucionais das comunidades indígenas, direitos esses garantidos não só pela nossa Magna Carta, mas também e, sobretudo, por tratados internacionais. Nesse sentido, vale citar: a Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho (OIT) – aprovada pelo Congresso Nacional brasileiro em 25 de agosto de 1993, e entrando em vigor através do Decreto Legislativo n. 143, de 20 de junho de 2002 –; a Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas, aprovada pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) em 13 de setembro de 2007, tendo o Brasil como país signatário; e os diversos posicionamentos da Corte Interamericana de Direitos Humanos da OEA – Organização dos Estados Americanos, todos no sentido da prevalência do princípio da autodeterminação dos povos, inclusive, da capacidade dos povos indígenas de celebrarem tratados internacionais e terem sua própria ordem jurídica, em coexistência com a dos Estados Nacionais onde seus territórios estejam encravados. Tudo isso para garantir que os povos indígenas tenham seus direitos assegurados, como é o caso do Direito de Liberdade Religiosa.

4º) Frente às constantes perseguições e repetidas tentativas de impedimento das atividades missionárias junto aos povos indígenas do Brasil, é momento de denunciarmos que determinados setores da sociedade brasileira, alguns, infelizmente, ligados ao próprio Estado, orientados por uma ideologia, declaradamente, anticristã e antidemocrática, têm promovido acintosamente uma perseguição ideológica e religiosa às nossas agências e missionários, ferindo-se, assim, frontalmente, liberdades civis fundamentais, como é o caso da nossa Liberdade Religiosa, de Culto e de Expressão. Até o presente momento, nossas agências adotaram uma postura equilibrada, de paz, respeito, tolerância, sempre e apenas se defendendo. Mas é chegado o momento de, no plano político e jurídico, lutarmos pelos nossos direitos constitucionais e legais. A história da nossa atuação missionária, nesses termos, é a expressão do nosso testemunho cristão, de modo que não mais nos resignaremos perante perseguições e falsas acusações, que ferem a honra de indivíduos e organizações missionárias. Destarte, também não aceitaremos mais passivamente o cerceamento dos nossos direitos constitucionais – assim como dos próprios povos indígenas – de servir ao próximo e compartilhar livremente nossa fé e crença, sempre de forma voluntária, respeitosa e dialogal, submetendo-nos, como sempre foi, aos parâmetros jurídicos vigentes.

Ex positis, como um primeiro passo nessa direção, nossas instituições supra indicadas e infra assinadas por seus mandatários, colocam-se à disposição da Sociedade Brasileira e dos Poderes da República Federativa do Brasil, em especial dos órgãos oficiais de administração dos povos indígenas e o Ministério Público Federal, a fim de dialogar sobre as questões acima elencadas, com o fito de, de uma vez por todas, o Estado brasileiro deixar de impedir ou restringir, inconstitucional e ilegalmente, nossa atuação histórica em terras indígenas.

Neste momento, é o que nos cumpre.
Brasília, 12 de dezembro de 2013

Cassiano Batista da Luz
Presidente AMTB
(Associação de Missões Transculturais Brasileiras)

Henrique Terena
Presidente CONPLEI
(Conselho Nacional de Pastores e Líderes Evangélicos Indígenas)


Dr. Uziel Santana dos Santos
Presidente ANAJURE
(Associação Nacional de Juristas Evangélicos)

Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Billy Graham está perto da morte

Não vai demorar muito para ele “ir para a casa do Pai”, diz o neto Will Graham.


Billy Graham está perto da morte
Billy Graham está perto da morte


Billy Graham já foi chamado de o maior evangelista do século 20, tendo pregado o Evangelho em dezenas de países, seus apelos já ajudaram a salvar a alma de milhões de pessoas. Aos 95 anos de idade, completados dia 7 de novembro, sua saúde está debilitada. Há anos trava uma luta contra o Mal de Parkinson, pneumonias, câncer de próstata, além de problemas pulmonares.

Franklin Graham, que hoje lidera o ministério que leva o nome de seu pai, recentemente veio a público pedir orações pela saúde do evangelista. Ao falar sobre a grande repercussão da cruzada televisiva “Minha Esperança”, afirmou: “Os sinais vitais são bons. Ele está fraco e em casa”. Acrescentou porém, que mesmo convalescente, Billy está escrevendo um outro livro “sobre um assunto que Deus colocou em seu coração. Só o Senhor sabe o que está reservado para nós quando nos dedicamos a servi-lO”.

Contudo, o neto Will, não demonstra otimismo. “Eu vi o meu avô na semana passada, e ele não está nada bem”, afirmou. “Ele não está sofrendo, nem nada. Mas a velhice está sugando a vida dele”.

Foi mais longe: “Dia 7 de novembro [dia que a última cruzada foi televisionada, ele terminou a sua corrida. Até aquele momento, Deus havia protegido sua saúde e lhe deu uma força sobrenatural. Agora, a única coisa que resta para ele é voltar para casa”

Com internações seguidas nos últimos anos por causa dos problemas de saúde, Billy Graham atualmente está em uma cadeira de rodas e raramente é visto em público.

Billy Graham organiza eventos evangelísticos de massa (cruzadas) desde 1948. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos. De acordo com os dados divulgados pelo seu ministério, ele já pregou pessoalmente para mais pessoas do que qualquer pregador da história ao redor do mundo.

Estima-se que a audiência de suas cruzadas totaliza 210 milhões de pessoas em 185 países. Se forem incluídos os programas de rádio e televisão, superaria os 2 bilhões de pessoas alcançadas. Com informações WJTV.

Fonte: Gospel Prime

Aline Barros rejeita convite para participar da novela Amor à Vida

Ela iria se apresentar no culto de réveillon na igreja da trama e falaria sobre religião com os personagens

Aline Barros rejeita convite para participar da novela Amor à Vida
Aline Barros rejeita convite para participar da novela Amor à Vida



O jornal Extra publicou nesta quarta-feira (18) que a cantora Aline Barros vai participar de uma cena da novela “Amor à Vida”, da Rede Globo. A publicação afirma que a cantora gospel contracenaria com o núcleo evangélico da trama ao participar do culto de réveillon que vai ao ar no dia 31 de janeiro.

Mas de acordo com a assessoria da MK Music, Aline Barros realmente foi convidada, mas não pode aceitar o convite. Os motivos da recusa não foram informados.

Aline Barros esteve na tela da Globo no último domingo (15) participando do “Festival Promessas” e foi a cantora que mais teve espaço no programa. Foram sete canções no total, incluindo uma música do trabalho infantil e a música de encerramento que contou com a participação de Bruna Karla e Ana Paula Valadão.

Além do Festival, Aline já participou de outros programas da emissora carioca. Este ano, por exemplo, ela abriu sua casa para a apresentadora Angélica mostrando o imóvel onde mora com seu esposo, pastor Gilmar dos Santos, e seus dois filhos, Nicolas e Maria Catherine, e falando da rotina de sua família para o programa “Estrelas”.

Em 2012 a cantora gospel fez a apresentadora Xuxa se emocionar com a canção “Ressuscita-me” durante uma apresentação no programa “TV Xuxa”.

Fonte: Gospel Prime

Cientistas apontam que origem da vida pode estar no barro

Pesquisa aponta para situação presente em narrativa da Bíblia

Cientistas apontam que origem da vida pode estar no barro
Cientistas apontam que origem da vida pode estar no barro


A Bíblia afirma no Livro de Gênesis que Deus formou o homem do pó da terra. Este evento pode agora ser confirmado por um estudo realizado por cientistas da Universidade de Cornell, em Nova York.

Liderados pelo professor de engenharia biológica e ambiental Dan Luo, o estudo indica que alguns tipos de argilas facilitaram a formação de moléculas orgânicas que tornam possível a vida no planeta. Essa argila contém uma série de minerais, como alumínio, silício e oxigênio, e sua composição forma uma substância chamada “hidrogel”.

Trata-se de um polímero que forma um conjunto de espaços microscópicos capazes de absorver líquidos, tais como uma esponja, em que são produzidas as reações químicas para a síntese de proteínas, DNA e as células vivas.

O material sugere que “nas origens da história geológica, o hidrogel exerceu a função de contenção de biomoléculas que catalisam reações bioquímicas”. Para testar a sua hipótese, os pesquisadores usaram hidrogéis sintéticos. Ficou comprovado que o material celular formou as proteínas que codificam o DNA.

Hidrogéis de argila poderiam ser um lugar seguro e protegido para as moléculas orgânicas longas, evitando a sua degradação por influência externa, até a membrana que envolve as células vivas foi desenvolvida para criar a chamada “sopa primordial”, onde a vida apareceu, afirmam os pesquisadores.

Esse tipo de barro (argila) mostrou-se um caminho promissor para as biomoléculas, que tendem a aderir à sua superfície, quando ele se comporta como um hidrogel. O professor Luo garante que o hidrogel de argila protege melhor seu conteúdo das enzimas “nucleases” (consideradas prejudiciais) que podem desmantelar o DNA e outras biomoléculas.

Colabora para isso os relatos de eventos geológicos, que coincidiriam com os eventos biológicos. Ainda é preciso estudar como essas máquinas biológicas evoluíram, reconhece Luo. Com informações Telegraph e CBN.

Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Se a sua igreja vende voto por tijolo, ela é corrupta, diz Rubens Teixeira

Muitos líderes religiosos oferecem espaços nos cultos para políticos em troca de favores

Se a sua igreja vende voto por tijolo, ela é corrupta, diz Rubens Teixeira
"Se a sua igreja vende voto por tijolo, ela é corrupta"


O teólogo e doutor em Direito Rubens Teixeira participou do programa “Antenados”, da Rede Super, e fez alguns alertas ao povo evangélico sobre o pedido de votos feito por alguns líderes evangélicos.

O primeiro alerta se refere aos motivos pelos quais esses líderes estão pedindo votos. “Se você não souber o porquê, me desculpe, mas é porque você está sendo alienado”, disse. Teixeira pede cuidado aos eleitores, pois ao votar só pela indicação do pastor o fiel está ajudando a construir um “país alienado”. “Você tem que saber por que você vota”.

A indicação só vale se o religioso souber explicar o que tal candidato fez de bom para o país. “Deus te dá o livre arbítrio de votar, o Estado brasileiro também dá pela democracia e aí você se deixa enganar por um show”.

Rubens Teixeira afirmou também que aceitar promover um político em troca de favores é se corromper. “Se a sua igreja vende voto por tijolo, a sua igreja é corrupta e você também. Se a sua igreja pede dinheiro para político de onde ele vai tirar dinheiro?”, questiona.

O teólogo se refere aos acordos entre líderes e candidatos. Muitas vezes as igrejas abrem espaços para pedir votos e em troca recebe benefícios que acabam saindo dos cofres públicos, caso o candidato ganhe a eleição.

“Vamos parar com esta patifaria”, diz ele dizendo que o direito ao voto não pode ser tirado por ninguém, independente do título eclesiástico.
Assista:

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Psicóloga Marisa Lobo será candidata no Paraná

Marisa se filiou ao PSC e conta com o apoio do deputado Marco Feliciano

Psicóloga Marisa Lobo será candidata no Paraná
Guru de Feliciano será candidata no Paraná

A psicóloga Marisa Lobo se filiou ao PSC (Partido Social Cristão) e vai tentar uma vaga na Câmara Federal representando os eleitores do Paraná.

De acordo com a Folha de São Paulo, o partido acredita que a profissional, conhecida por se autodenominar “psicóloga cristã” conquistará muitos votos que irão favorecer a legenda nas eleições de 2014.

Ao lado do cirurgião plástico Robert Rey, o “Dr. Hollywood”, e do deputado pastor Marco Feliciano, Marisa Lobo deve conquistar ao PSC outras cadeiras na Câmara.

A candidatura da psicóloga tem apoio de Feliciano, atual presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), eles se tornaram amigos desde quando o deputado evangélico passou a ser criticado nacionalmente.

“Houve momentos turbulentos no início da minha presidência na comissão. Seus conselhos foram de grande valia, sua preocupação com minhas filhas me sensibilizou”, disse Feliciano. O vice-presidente do partido, o pastor Everaldo Pereira, possível candidato à Presidência, definiu Marisa como “mulher brava no bom sentido”, acreditando que ela “lutará pela causa da vida” e “contra a maconha”.

Mas além desses assuntos, Marisa já tem levantado outra bandeira que a tornou nacionalmente conhecida: a luta contra o ativismo gay que quer cassar seu registro de psicóloga.

O Conselho Federal de Psicologia já chegou a forçar que ela apagasse de suas redes sociais e sites todas referências ao cristianismo, pois pelas regras o psicólogo não pode impor suas crenças aos pacientes.

Acreditando não estar ferindo este princípio, já que as redes sociais não são acessadas unicamente por seus pacientes, ela se negou a obedecer a ordem e por mais vezes quase perdeu o diploma.

“Minha fé não nego por nada, nem pela minha profissão”, disse ela no Twitter. Acusada de homofobia, Marisa já declarou diversas vezes que sua postura como cristã não é um preconceito contra homossexuais e que, inclusive, ela já abrigou um travesti em sua casa.

Outro assunto polêmico da pré-candidata é a defesa da “cura gay”. “Comportamento homossexual é pecado. A Marisa Lobo psicóloga não entra nessa questão. Mas a Bíblia diz. Ponto final [...] Se o desejo é não desejar pessoas do mesmo sexo, isso é direito humano dele. Se a pessoa pegar a chave do armário e se trancar, ótimo, problema dela.”

Trabalho reconhecido

Apesar de toda essa polêmica sobre ativismo gay versus cristianismo, o trabalho de Marisa Lobo já foi reconhecido quando o assunto é dependência química.

Ela chegou a ser convidada pela ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, para participar do lançamento do programa de combate ao crack.


Marisa Lobo criou também o projeto Maconha Não, que endossa internações compulsórias de dependentes e autoriza repasse de recursos para que comunidades terapêuticas consigam tratar desses usuários e recuperá-los.

Fonte: Gospel Prime

Baixa audiência e críticas marcam Festival Promessas na Globo

O programa teve média de 8,3 pontos na Grande São Paulo.

Baixa audiência e críticas marcam Festival Promessas na Globo
Baixa audiência e críticas marcam Festival Promessas

A terceira edição do Festival Promessas não gerou o resultado esperado pela Rede Globo e nem para os telespectadores. A transmissão do show gospel neste domingo (15) teve baixa audiência e muitas críticas nas redes sociais.

De acordo com o site “Notícias da TV” o programa teve média de 8,3 pontos na Grande São Paulo (cada ponto representa 62 mil domicílios). A Globo não contava que o SBT colocaria o sertanejo Luan Santana no mesmo horário, deixando o programa da apresentadora Eliana praticamente empatado com 7,5 pontos.

No domingo passado, no mesmo horário, o festival Sintonize, de música sertaneja, registrou 21% a mais no ibope e no domingo retrasado foram 32% a mais.

Nas redes sociais o show gospel também teve baixa e ao contrário dos primeiros anos, não chegou ao topo dos assuntos mais comentados no Twitter.

Os internautas comentaram bastante sobre as apresentações de Jonas Vilar, Diante do Trono, Oficina G3, Bruna Karla, Thalles Roberto e Aline Barros, mas muitos deles foram críticas ao evento.

Muitos evangélicos não aprovaram o programa, por ser mais um show musical que um espaço para levar a mensagem verdadeira do Evangelho.

“Um evento cheio de idolatria, cheio de ganância, cheio de amor ao dinheiro. Uma vergonha! Ser cristão verdadeiro não é cantar musiquinhas gospel e dizer que é evangélico. Não é assim, e o Festival Promessas não nos representa”, escreveu Richardson Gomes no Facebook.

“O que se viu na tela da Rede Globo, nesta tarde de domingo 15/12, não passou de um show de exagero, breguice, meninice é pouco, mas muito pouco compromisso com o sentido real da palavra ‘evangelho’!”, escreveu Gesson Vasconcelos também no Facebook.

Na fanpage do Gospel Prime lançamos a pergunta aos nosso seguidores e tivemos as mais diferentes respostas: “Acho que a rede esgoto só quer ibope. Nunca gostou dos cristãos. Quanto aos artistas, acho que a maioria estão cantando e não louvando”, opinou Mayra Sant’Anna.

Já Johnnson Cavalcante olhou o evento de outra forma: ” Achei proveitoso o nível profissional, espiritualmente falando nada a conquistar…”.

Não evangélicos aprovaram o evento

Enquanto o assunto divide opiniões entre os evangélicos, fiéis de outras religiões aprovaram o evento e mostraram nas redes sociais a emoção que sentiram com as apresentações. “Não sou evangélico não, mas tem umas músicas que tocam o nosso coração e são bem bonitas”, escreveu o usuário Carlinhos do Twitter @carlosed_18.

Pelo Facebook a católica Luzinete Lopes disse que estava emocionada. “Que Festival de Promessas maravilhoso, pena que acabou. Eita mulher que canta lindo, Aline Barros. Até choro com essa música que ela cantou”.

Festival de intolerância

Entre as críticas feitas pelo Twitter muitos usuários aproveitaram o momento para ofender os evangélicos de forma geral. “As cantoras são barangas, cafonas, publico é feio as músicas horrorosas. Porque catso a Globo tá passando essa bosta de #FestivalPromessas?”, escreveu o perfil @PietraVeneno.

Este não foi o único que resolveu assistir ao festival apenas para criticar. O usuário Edinho (@emhjr) escreveu: “Estou assistindo o #FestivalPromessas na casa dos parentes crentelhos e agora tenho certeza que esse povo come merda.”

O blogueiro Celso Dossi criticou quase todos os artistas que se apresentaram, chegando a fazer piada sobre cantora Ana Paula Valadão não apenas a respeito da roupa, mas também ao timbre de voz, ele apagou os posts em seguida.

Também chamou a cantora Bruna Karla de gorda dizendo que ela tem “cintura de frango em Cristo”. “Ser gulosa não é pecado? Cintura de frango em Cristo. #FestivalPromessas”.

Minutos depois Dossi mostrou o motivo da sua bronca contra evangélicos: “Se essa gente aceitasse gays, os modelitos, as maquiagens e os cabelos não seriam tão bregas. #FestivalPromessas.”

Muitos outros perfis trataram o programa da mesma forma e receberam respostas por parte dos evangélicos. “Engraçado que a comunidade gay que ficam pedindo direitos e tal desrespeitam a fé alheia nessas horas. Muito feio. #FestivalPromessas”, escreveu Pedro Batista.

“Acho tão feio quando as pessoas zombam da fé alheia. Respeitar pra que, né? #FestivalPromessas”, tuitou Daniel César.

Assista na íntegra:






Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"