chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Cristão tem os lábios queimados em praça pública no Irã como punição por comer durante período de jejum do islã


Ramadã: Cristão tem os lábios queimados em praça pública no Irã como punição por comer durante período de jejum do islã

Um cristão foi condenado por um juiz no Irã a ter seus lábios queimados com um cigarro por ter comido durante o mês do Ramadã, mês em que a tradição religiosa islâmica defende que se deve jejuar.

De acordo com o Mail Online, a punição contra o cristão foi realizada em praça pública, na cidade de Kermanshah, no Irã. Segundo o governador da cidade, Ali Ashraf Karami, cinco muçulmanos também foram condenados por não terem jejuado durante o período religioso do Ramadã. A pena deles foi receber 70 chibatadas em público.

As punições para pessoas que não cumprem o jejum do Ramadã foram denunciadas pelo Conselho Nacional de Resistência do Irã, grupo político oposto ao governo, que as classificou como “selvagens” e pediu ajuda a países ocidentais para que tomassem uma providência.
- O silêncio da comunidade mundial, principalmente dos países ocidentais, está frente a frente a essas punições medievais sob a desculpa de que conversas nucleares com o Irã intensificaram a violação brutal e sistemática dos direitos humanos no Irã – afirmou o porta-voz do Conselho.


As práticas do Irã contra cristãos, incluindo as punições executadas no Ramadã, já são conhecidas pela comunidade internacional, e no começo desse ano a Organização das Nações Unidas (ONU) condenou o país por perseguir os cristãos, cujas igrejas foram consideradas pelo país como “ameaças à segurança nacional”. O relatório da ONU mostrou também a perseguição sofrida no país por outras minorias religiosas, como a Judia, Baha’is e Zoroastra.

Fonte: Gospel+

Muçulmano se converte ao cristianismo lendo o Alcorão


Muçulmano se converte ao cristianismo lendo o Alcorão
Muçulmano se converte ao cristianismo lendo o Alcorão

O pai de Roton ficou cego e pedia para que o filho lesse o Alcorão para ouvir histórias sobre Jesus. Isso gerou curiosidade no filho que passou a querer saber mais de Cristo e não demorou muito para que ele se tornasse um cristão.

“No começo, eu estava apenas lendo para o meu pai. Mas, depois de alguns dias, eu percebi que estava cada vez mais curioso para descobrir a verdade sozinho. Por causa das histórias escritas no Alcorão, passei a crer em Jesus e me tornei cristão”, disse Roton.

Por ser o primeiro cristão da família, o jovem precisou se refugiar nos arredores de Dhaka onde há um acampamento destinado para formar jovens ex-muçulmanos.

Chegar até o acampamento não foi fácil. Roton precisou passar por sete horas de viagem, sujo de lama e com muita fome o jovem não se arrependeu da escolha e fez uma declaração surpreendente quando foi recebido no local: “Estou tão feliz por estar aqui. Agora vejo que não estou sozinho!”

O acampamento nos arredores de Dhaka fica em uma área isolada e conta com o apoio do ministério Portas Abertas. A história de Roton é apenas mais uma entre milhares de muçulmanos que precisam fugir de suas cidades para não serem forçados a negarem a fé em Jesus.

Fonte: Gospel

sexta-feira, 25 de julho de 2014

“E se Deus criasse um perfil no Facebook?” Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo; Confira

“E se Deus criasse um perfil no Facebook?” Teólogo propõe reflexão sobre as redes sociais e o cristianismo; Confira

A mudança comportamental que as redes sociais estão impondo às pessoas já causou reflexões no meio religioso. O advento do Facebook e os costumes que ele impõe aos seus usuários já foram motivos suficientes para inspirar a cantora Suellen Lima a sugerir, com a música “Sai, Sai do Facebook”, que o crente deva gastar menos tempo com “curtidas” e mais com oração. Agora, há quem tenha proposto imaginar o contrário: falar com Deus através do Face.

O teólogo Mauricio Zágari publicou artigo em que sugere um exercício de criatividade para imaginarmos como seria se Deus tivesse uma página na rede social e resolvesse agir e falar apenas através dela.

“Deus, certo dia, decide que precisa ingressar na pós-modernidade e criar um perfil no Face, para não ficar deslocado. Claro que isso traria uma mudança na forma de Ele se relacionar com a humanidade, pois, se essa página de web conseguiu mudar a forma de milhões de pessoas se relacionarem umas com as outras, por que não mudaria também a do Todo-Poderoso?”, questiona o escritor.

Segundo Zágari, a fanpage de Deus poria um fim às vigílias de oração e cultos de louvor, pois bastaria “curtir” uma publicação d’Ele para praticar a versão século XXI do “vigiai e orai sem cessar”.

“Para começar, acabariam as orações e a leitura da Bíblia. Porque esses são os meios que Deus criou para ter relacionamento e criar intimidade com a humanidade: nós falamos com Ele pela oração; Ele fala conosco pela Palavra. Mas, com o Face, isso não ocorrerá mais. Oração e Bíblia tornam-se meios antiquados de dialogar. O Senhor decretaria, então, que quem quisesse falar com Ele teria de mandar um scrap e esperar que o Altíssimo postasse uma resposta na linha do tempo. Jeová agora seria um de nós, trocando ideias on-line: um Deus da moda, antenado. Claro que isso nos afastaria d’Ele, tornaria nossos contatos muito menos pessoais, mas… quem se importaria? Com o advento das redes sociais, em grande parte as pessoas já não se telefonam mais mesmo, não se visitam mais, não mandam cartões no Natal, fazem tudo pelo Face: convites de aniversários, marcação de encontros, votos de parabéns em datas festivas… não se gasta mais tanto tempo conversando, afinal. É só postar umas palavrinhas ali e está resolvido”, afirma, crítico, o teólogo.

Mauricio Zágari diz ainda que “outra vantagem da adesão do Divino ao Face seria que, finalmente, Deus não precisaria se dedicar muito tempo a longos processos de transformação na vida de uma pessoa: bastaria postar uma frase de efeito”. A proposta do Evangelho, ao final, seria simplificada, ironiza o autor: “Jesus fez grandes discursos para dizer o que queria quando caminhou sobre a terra, mas, agora, basta pegar uma daquelas frases feitas de famosos, emolduradas num visual legal, e postar. Assim, o Todo-poderoso não levantaria profetas, mas postaria uma frase de Cazuza ou Clarice Lispector, dizendo algo como ‘Você foi feito para voar, abra as asas e se lance no vazio’. Ao ler isso, sua vida nunca mais seria a mesma”.

Ao encaminhar seu texto para a conclusão, Zágari destaca a importância das relações humanas e lamenta que as redes sociais da internet contribuam para o esfriamento desse contato: “Estar face a face é uma necessidade do cristão. Já estar no Face… sei lá, em dois mil anos de cristianismo não me parece ter sido tão essencial assim. Apesar de o marketing da empresa Facebook ter conseguido convencer as multidões de que não estar no Face é algo como não fazer parte da raça humana, isso não passa de propaganda enganosa. Como neste mundo o capitalismo, em geral, vence os bons argumentos, o Facebook e as redes sociais são um fenômeno de nossos tempos e devem durar ainda um bom período – quem se importa se o Face desumaniza as relações se, em um trimestre, seu faturamento com publicidade chega a US$ 1,24 bilhão? Enquanto o dinheiro entra, não se costuma fazer muitos questionamentos. E não será um blogueiro como eu que mudará isso”.


Por fim, a necessidade de estar com o semelhante é exaltada pelo autor como algo saudável: “Voz. Cheiro. Olho no olho. Lágrima. Sorriso. Abraço. Beijo. Carinho. Desculpem, não quero perder nada disso, porque ser gente que se relaciona com gente, que toca gente, que sente calor humano… é bom demais. E tudo o que nos rouba qualquer uma dessas coisas arranca um pedaço daquilo que faz de nós seres criados à imagem e semelhança de Deus”.

Fonte: Gospel+

terça-feira, 22 de julho de 2014

“O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes”, lamenta terrorista


“O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes”, lamenta terrorista
"O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes"

Circula nas redes sociais uma imagem do jornal Jewish Telegraph com uma entrevista surpreendente. A manchete diz “O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”.

Entre as centenas de compartilhamentos, muitos comentários mostram que existe ceticismo, afirmando que se trata de uma montagem e que o jornal sequer existe.

O Gospel Prime investigou e apresenta a tradução dessa matéria do jornal Jewish Telegraph, que embora de pequena circulação, existe sim. Trata-se de um periódico judeu produzido no Reino Unido. Alguns sites americanos e israelenses reproduziram a matéria, o que deu uma dimensão maior ao caso. A frase destacada na manchete teria vindo de um terrorista, mas ele não é identificado.

jornal jewish telegraph O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes, lamenta terrorista
“O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”, lamenta terrorista

Veja abaixo a primeira parte da matéria.

“O Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”.

Por Barbara Ordman (nascida em Manchester, mas que vive em Ma’ale Adumim, na Cisjordânia)
Em outubro de 1956, o primeiro-ministro David Ben Gurion foi entrevistado pela rede CBS. Ele declarou: “Em Israel, para ser realista, você precisa acreditar em milagres.” Mas o Talmud Yerushalmi diz que, de modo algum devemos depender de milagres. Ensina ainda que não devemos fugir de nossas responsabilidades e apenas esperar por intervenção milagrosa do Sobrenatural.

Um dos terroristas de Gaza foi questionado por que não conseguiam usar seus foguetes de forma mais eficaz. “Nós apontamos para os alvos, mas o Deus deles altera a trajetória de nossos foguetes em pleno ar”

Amém! E quando o nosso Deus não está ocupado fazendo isso, nos deu o poder de criarmos alta tecnologia, para que nossa avançada tecnologicamente criasse o sistema de defesa Domo de Ferro, que ajuda a proteger nosso povo e nossas cidades.”

A jornalista que escreveu o artigo passa a narrar como ela escapou de um ataque de foguetes vindos de Gaza num abrigo construído no subsolo da casa onde ela mora com a família.

Chama a atenção o fato de o site das forças armadas de Israel trazer a afirmação que os ataques por terra do Hamas estão sendo impedidos através de uma “sucessão de milagres” e que “graças aos céus” um grande atentado terrorista perto do Kibbutz Sufa não pode acontecer por causa da “graça dos céus”.

Em diversos sites evangélicos de língua inglesa está sendo divulgado um vídeo do pastor Larry Randolph, com uma profecia trazida por ele dia 13 de março, meses antes do início do conflito. O pastor conta que estava orando por Israel quando viu uma nuvem de poeira sobre a nação tomar a forma de um guerreiro que ele entendeu ser o rei Davi. E uma voz vinda dos céus dizia que estava pronta para lutar e a segurança de Israel não seria comprometida.

Assista:

Fonte: Gospel Prime

Fiéis serão revistados antes de entrarem no Templo de Salomão


Fiéis serão revistados antes de entrarem no Templo de Salomão
Fiéis serão revistados antes de entrarem no Templo de Salomão

A Igreja Universal do Reino de Deus divulgou um segundo vídeo falando sobre as regras para poder entrar no Templo de Salomão que será inaugurado no dia 31 de julho na cidade de São Paulo.

Dessa vez o bispo Renato Cardoso, genro do bispo Edir Macedo, aparece no vídeo narrando as regras e avisando aos visitantes do Templo que todos serão revistados na porta.

Máquinas fotográficas, celulares, tablets e outros aparelhos eletrônicos que registrem imagem ou áudio estão proibidos. A revista também vai barrar objetos cortantes e outros utensílios que podem ser usados como arma.

O objetivo é preservar o templo e a integridades de seus visitantes. Nesse primeiro momento, só poderá entrar no Templo de Salomão os participantes das caravanas vindas dos cenáculos da IURD espalhados pelo país.

Todos receberão uma credencial com a data exata da visita e terão que chegar com 45 minutos de antecedência para o culto, faltando 15 minutos para iniciar a reunião as portas serão fechadas e ninguém mais poderá entrar.

No vídeo o bispo Renato Cardoso reforça sobre as vestimentas, dizendo que pessoas vestidas com decotes, roupas curtas, bermudas, bonés, camisetas com dizeres comerciais, políticos ou esportivos serão impedidas de entrar na megaigreja.

Assista ao vídeo:





Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 21 de julho de 2014

COADVEL – 10 MIL PESSOAS PARTICIPAM DO 13º ENCONTRO DO CÍRCULO DE ORAÇÃO EM PORTO VELHO

TEMA – Mulher Cristã conserva em ti a chama do Espírito Santo – Atos 2:18

DSC_0100

A noite de encerramento do 13º encontro do Círculo de Oração da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em  Porto Velho  foi marcado pelo poder de Deus no grande templo da igreja em Porto Velho, neste domingo (20). O departamento é supervisionado pela irmã Lindóina Holder, esposa do Pastor Joel Holder presidente da 1º região. O coral conta com mais de 300 vozes e durante a apresentação foram usados quase 100 pandeiros para dar o ritmo a música que vem do céu.

As irmãs de fogo, assim como são conhecidas e que andam de roupa  branca, são colunas da igreja. O departamento é responsável por orações em prol da família e da igreja.

O evento teve ainda a cantora Sumara Santos e outros cantores locais. Os preletores do evento foram Pastor Claúdio Gama e a Missionária Madali Lopes.


DSC_0158

DSC_0164




Fonte: Rondocristão

Franklin Graham critica pastores que omitem partes da Bíblia e afirma: “O céu não é para covardes”

Franklin Graham critica pastores que omitem partes da Bíblia e afirma: “O céu não é para covardes”


Durante um evento que aconteceu recentemente em Washington (DC), o pastor, evangelista e conferencista Franklin Graham teceu uma série de críticas contra pastores e líderes cristãos que omitem certos trechos da Bíblia que não são muito populares, sobretudo por tratar de questões morais.

Falando diretamente aos religiosos que, segundo ele, têm medo de falar abertamente sobre as questões morais abordadas na Bíblia, Graham disse que os cristãos tem a obrigação de falar a verdade sobre as Escrituras, e afirmou que “o céu não é para covardes!”.

- Os seguidores de Jesus Cristo e, especialmente, os pastores e líderes de igrejas, tem a responsabilidade de dizer a verdade contida nas Escrituras, chamar o pecado do que ele é, e reconhecer que ele (pecado) sempre tem reinado no coração da raça humanas – afirmou o pastor.

- Não se trata apenas de um debate sobre aborto ou a homossexualidade; todo o pecado é imoral e toda imoralidade é ruim. Nos Estados Unidos de hoje estamos vivendo uma seca épica. Não é só o mal-entendido básico da Palavra de Deus; é a ausência completa de toda a Palavra de Deus – completou Franklin Graham.

O pastor baseou suas falas no trecho de Apocalipse 21-8, que diz: “Quanto, porém, aos covardes, aos incrédulos, aos abomináveis, aos assassinos, aos impuros, aos feiticeiros, aos idólatras e a todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre, a saber, a segunda morte”.

- Os cristãos não podem ignorar partes da Palavra de Deus só porque são impopulares ou causam divisão. Nossa comissão é anunciar e proclamar Cristo e tudo o que Ele representa. Não podemos proclamar com sinceridade a verdade do amor de Deus, sem levar em conta que Deus odeia o pecado. Seu amor é derramado sobre a humanidade que está na escravidão do pecado. Em sua imerecida graça, se encontra o dom da salvação. Por esta razão, todo o Evangelho deve ser pregado, como demonstra o apóstolo Paulo – completou o evangelista.

De acordo com o evangelista, “os cristãos são chamados a recusar a aceitação do pecado em todas as suas formas, e não porque somos pessoas perfeitas, mas como um testemunho de transformação que Deus produz em uma vida dedicada a Ele, lavados e purificados pelo sangue de Cristo e revestidos de sua justiça. Devemos ser pessoas resistentes às criticas ou qualquer forma de perseguição. Se não mostrarmos coragem e não nos mantermos piedosamente firmes na fé divina, não podemos superar o espírito sedutor de “Satanás” que toma conta deste mundo”.


- Se nós, como povo de Deus, nos negarmos a falar contra o pecado para não incomodar os outros, somos covardes. Somos chamados a fazer soar o alarme, alertarmos que Deus exige obediência à Sua lei perfeita, que foi projetada para o bem da raça humana. A definição de um covarde é aquele que se nega a fazer a coisa certa, por medo das consequências – concluiu.

Fonte: Gospel+

Câmara de Nova Odessa aprova leitura obrigatória da Bíblia nas escolas


Câmara de Nova Odessa aprova leitura obrigatória da Bíblia nas escolas
Nova Odessa aprova leitura obrigatória da Bíblia nas escolas

A Câmara municipal de Nova Odessa, interior de São Paulo, aprovou um projeto de lei que obriga a leitura da Bíblia nas escolas municipais.

A lei é de autoria do vereador Vladimir Antônio da Fonseca (SDD) que é evangélico. Na visão do parlamentar o projeto “não se contrapõe à ideia de Estado laico” e nem “desafia os valores consagrados na Constituição”.

“A intenção foi a melhor possível”, disse Fonseca. Mas a proposta de tornar obrigatória a leitura da Bíblia nas escolas tem gerado debate entre a população da cidade e entre especialista.

Para a professora da Faculdade de Direito da USP, Odete Medauar, o projeto é inconstitucional. “A escola pública é laica e não pode ter influência de religiões”, disse ela ao jornal Folha de São Paulo.

O administrador Mauro Facioli, 57, também é contra. “A religião não deveria entrar no currículo escolar”, disse ele ao jornal. Já o motorista Luiz Vidal, 63 anos, é a favor. “O povo só quer saber de coisa errada. Quem sabe estudando a Bíblia não melhora”.

Depois de ser aprovado pela Câmara o projeto passará pelo prefeito de Nova Odessa, Benjamim Bill Vieira de Souza (PSDB) que não vê a proposta como algo ruim, mas é contra a obrigatoriedade.

“O projeto não é ruim. É bom. A Bíblia é um dos livros mais lidos do mundo. Só a parte da obrigatoriedade é que acaba criando um transtorno”, disse ele. Souza deve pedir um parecer da Secretaria de Educação e também do setor jurídico para decidir se irá sancionar ou vetar a proposta. A ideia do tucano é melhorar o projeto antes torná-lo lei.

Fonte: Gospel Prime

Silas Malafaia acusa PT de usar a Receita Federal para persegui-lo


Silas Malafaia acusa PT de usar a Receita Federal para persegui-lo
Malafaia acusa PT de usar a Receita para persegui-lo

O pastor Silas Malafaia fez uma denúncia contra o governo do PT em seu programa “Vitória em Cristo” deste sábado (19). Com o objetivo de mostrar que está sendo vítima de perseguição política e religiosa, o pastor presidente da Associação Vitória em Cristo (AVEC) e da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) mostrou documentos de processos movidos para investigar essas instituições.

Segundo Malafaia depois da manifestação pacífica que ele liderou em Brasília em junho do ano passado, a Receita Federal passou a mandar intimações solicitando centenas de documentos para investigar tanto a AVEC como a ADVEC.

Antes mesmo de encerrar a primeira investigação outras duas se iniciaram solicitando os mesmos documentos com o intuito de encontrar algo que pudesse desabonar a administração do pastor Silas Malafaia que está à frente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo desde 2010, depois que o seu sogro, o pastor José Santos, faleceu.

A denúncia do pastor é que o atual governo do Brasil está usando um órgão importante como a Receita Federal e a Polícia Federal para benefício próprio. Malafaia lembrou que no ano passado o vice-diretor de fiscalização da Receita Federal pediu demissão por não concordar com esta interferência do Estado no órgão público.

“Essas duas instituições, elas não podem estar a reboque de governo nenhum. Elas são importantíssimas para o Estado Democrático de Direito”, afirmou o pastor que não estava reclamando do processo que foi aberto, mas sim sobre os motivos que os levaram a isso.

“Querem me investigar, me investiguem”, disse ele deixando claro que não tem medo de mostrar a igreja e nem a instituição que preside.

“Vou dar uma sugestão ao governo do PT: Por que não manda investigar o filho do Lula que era um pobre rapaz quando o pai dele passou a ser presidente e hoje é um milionário”, disse.

Disse também que o governo age com cinismo e mais: “Povo brasileiro, esses caras querem transformar isso aqui em uma Venezuela e uma Cuba”.

Assista:






Fonte: Gospel Prime

sábado, 19 de julho de 2014

Políticos querem processar polêmico pastor pentecostal que criticou homossexualidade e roupas sensuais de mulheres durante culto

Políticos querem processar polêmico pastor pentecostal que criticou homossexualidade e roupas sensuais de mulheres durante culto



O polêmico pastor David Owuor está no centro de uma nova discussão na cidade de Campo Grande (MS), onde os vereadores querem denunciá-lo por homofobia e atentado às liberdades individuais.

Conhecido por dizer que o Brasil é o país “número 1 do mundo em pecado”, Owuor causou furor aos vereadores da capital sul-mato-grossense ao dizer que a homossexualidade é pecado e que as mulheres cristãs não devem se vestir de maneira sensual.

Num culto recente realizado no Parque das Nações Indígenas, o pastor David Owuor afirmou aos mais de 10 mil presentes que homossexuais não herdarão o Reino dos Céus, e que as jovens cristãs não devem se vestir com saias curtas e/ou calças apertadas.

“[Nada de] minissaias, calças apertadas, mentiras, falsidade, prosperidade, fumo e a bebida. Se esforcem para viver em paz com todos os homens e serem santos”, teria dito o pastor, que é queniano, durante o culto realizado em Campo Grande.

O vereador Paulo Pedra (PDT), que de acordo com informações do blogueiro Julio Severo é católico liberal, acusou o pastor de “desrespeitar a Constituição brasileira”, e protocolou um requerimento pedindo que David Owuor seja investigado pelo Ministério Público Federal por “homofobia” e desobediência ao artigo 5º da Constituição, que fala de liberdades individuais.


Pedra teve o apoio de outros quatro vereadores: Luiza Ribeiro (PPS), João Rocha (PSDB), Chiquinho Telles (PSD) e Waldecy Chocolate (PP).  No entanto, o vereador Alceu Bueno (PSL), foi contra o requerimento: “Não comungo com a ideia de cinco vereadores que estão pedindo investigação no Ministério Público Federal contra o queniano. Acho que pegaram a palavra dele fora do contexto. Ele só citou a Bíblia, que como todo o Evangelho condena o homossexualismo” afirmou. “Se não pudermos abrir a Bíblia e dizer o que ela fala, vamos ter que rasgá-la”, acrescentou o vereador, que é evangélico.

Fonte: Gospel+

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Mulher de pastor morto conta como perdoou os assassinos


Mulher de pastor morto conta como perdoou os assassinos
Mulher de pastor morto conta como perdoou os assassinos

O site do ministério Portas Abertas divulgou a história de Takoosh, esposa do pastor Haik Hovsepian, que foi assassinado em 1994 por um grupo de muçulmanos.

O casal fazia missões no Irã onde 98% da população segue o Islã. Haik, que era da Assembleia de Deus, sabia que cumprir seu ministério não seria fácil, mas ele sempre disse: “Não temos que ter medo. Devemos confiar em Deus”.

Takoosh tinha certeza que seu esposo estava pronto para morrer por amor à Deus, o que de fato de aconteceu. Uma noite ele saiu de casa para evangelizar com outros três pastores, um grupo de muçulmanos pediu para que eles assinassem um termo dizendo que não iriam falar de Jesus para muçulmanos, mas eles não aceitaram assinar a declaração e foram mortos.

Por anos Takoosh odiou os assassinos de seu marido. “Eu só tinha ódio em meu coração; ódio por meus inimigos, por aqueles que assassinaram o meu marido”, relatou ela.

“Eu orava apenas com meus lábios: ‘Deus, me dê força para perdoar’, mas antes enquanto eu orava, na minha mente, me via atirando lama nos assassinos do meu marido.”

O sentimento da esposa do pastor assassinado só mudou quando aconteceu um milagre. “Deus me deu força para orar com o meu coração por aqueles que tinham matado o Haik. Eu já não estava orando só com os lábios, mas do fundo do meu coração. Deus respondeu a esta oração e eu comecei a perdoar meus inimigos”.

Fonte: Gospel Prime

quinta-feira, 17 de julho de 2014

99% das igrejas não ensinam que aborto é pecado, afirma missionária

A luta da igreja da China para acabar com o aborto

99% das igrejas não ensinam que aborto é pecado, afirma missionária
99% das igrejas não ensinam que aborto é pecado, afirma missionária

Enquanto no Brasil o tema do aborto é debatido na frente política, com uma firme postura da bancada evangélica sobre o assunto, as igrejas evangélicas de modo geral não fazem campanhas sobre o tema.

Por outro lado, os católicos vieram repetidas vezes a público tratar do assunto nos últimos anos, usando-o como tema na edição da Campanha da Fraternidade de 2008. Como este é um assunto que veio a tona fortemente nas últimas eleições presidenciais, espera-se que o mesmo ocorra em 2014.

Do outro lado do mundo, na China, o aborto não é apenas uma política pública: é lei. As famílias chinesas não podem ter mais de um filho. Embora tenha afrouxado recentemente, os impostos pagos por quem tem um segundo filho são exorbitantes. O que fazer caso a esposa engravide? Ou se for uma mãe solteira? O aborto por lá é “tão comum como a água potável”, afirma uma missionária que trabalha na região.

Oficialmente, são cerca de 13 milhões de bebês mortos no ventre a cada ano, sem dúvida o índice mais alto do mundo. Mark Li (nome fictício), o missionário americano que fundou a CLA, afirma que o número real, incluindo abortos não declarados chega perto de 30 milhões.

Na China, o aborto é visto como apenas um método de controle de natalidade, com anúncios em ônibus e outdoors, divulgando procedimentos rápidos, baratos e sem dor. Como tudo é controlado pelo governo naquela nação, a maioria das igrejas são vigiadas de perto pelo partido comunista e simplesmente não falam sobre o assunto.

Mesmo a imensa rede das chamadas “igrejas subterrâneas”, que operam à margem do controle estatal, ignora o assunto. Nos últimos anos, os cristãos chineses estão começando a tomar uma posição diferente, fazendo do ensino sobre o aborto no púlpito uma prática comum. Além disso, trabalham com as mulheres para encontrar formas de proteger a vida dos bebês não nascidos.

Em grande parte, há um desconhecimento sobre a verdadeira natureza do procedimento abortista, pois isso já faz parte da cultura chinesa. Mas o trabalho de missionários estrangeiros nos últimos anos está mudando a maneira como os cristãos veem a vida no útero.

Segundo o grupo pró-vida China Life Alliance (CLA), cerca de 1% de todas as igrejas na China já ouviram o que a Bíblia tem a dizer sobre a origem da vida. Este e outros grupos similares têm feito palestras de esclarecimento a tantas igrejas quanto for possível, uma tarefa difícil considerando-se as perseguições aos “cristãos ilegais”.

Os relatos é que existe uma onde de arrependimento, reforçado pelo estudo do que a Bíblia diz sobre a santidade da vida. Se 99% das igrejas não ensinam que aborto é pecado, quando ensinam é inevitável ouvir de algum membro da congregação testemunhos sobre a prática. A angústia das famílias é sempre a mesma: Deus poderá me perdoar?

Na China, a educação sexual não é ensinada na escola, pois os professores têm vergonha de falar sobre isso. Os pais também não costumam falar com seus filhos sobre sexo, então as crianças sabem pouco sobre sexo e reprodução.

Como resultado, mais de 70% dos chineses praticam sexo antes do casamento. Para as meninas solteiras que engravidam, o aborto parece ser a única opção. Mães solteiras trazem vergonha para as famílias, então os pais pressionam suas filhas para abortar. Se a mulher insiste em manter seu bebê, poderá perder o emprego, ser expulsa da escola e terá dificuldade de se casar no futuro.

Além disso, a criança não receberá o hukou, registro oficial que é exigido para se frequentar a escola, fazer viagens ou conseguir um emprego. Entregar para a adoção é difícil, já que a prática é restringida pelo governo. Assim, a melhor solução para o “problema” é o aborto.

Peter Wang (nome fictício), um pastor idoso, que agora passa a maior parte de seu tempo falando sobre aborto nas igrejas, conta que durante muito tempo pastores não ensinavam que o aborto é errado ou pecado. Eles simplesmente nunca foram ensinados sobre o assunto, explica Wang. Esse não é o único tema que é ignorado, afinal o comércio de Bíblias é proibido e a maioria prega a partir da tradição ou dos poucos que conhecem de cor as Escrituras.

Quando o CLA iniciou em 2010 uma rede de “casas de abrigo” para mulheres grávidas, criou também uma equipe de resgate para impedir abortos, além de um ministério cristão de apoio judiciário. Eles contam que até agora cerca de 20.000 igrejas já ouviram a mensagem pró-vida, e cada uma delas consegue evitar de 2 a 5 abortos por ano.

Sarah Huang (nome fictício), uma pastora que está envolvida em tempo integral com a CLA conta que quase abortou sua filha em 2012. Quando entendeu a importância do assunto, passou a desafiar as igrejas para ajudarem as famílias que lidam com o dilema.

Jonny Fan (nome fictício), pastor no norte da China, conta imprimiu no ano passado cerca de 50.000 panfletos explicando o que é o aborto. Quando membros de sua igreja começaram a distribuí-los, policiais locais chegaram a prender e espancar alguns deles. Mas o trabalho continua.

O CLA calcula que 8.200 pastores pregaram sobre o aborto em suas igrejas este ano. Aos poucos o cenário vai mudando em uma nação onde a desinformação é a principal arma para o governo manter o seu poder. A maioria das pessoas das áreas mais pobres não tem acesso à internet, por exemplo e num território de dimensões continentais, a maior parte do esforço é feita por pessoas sem muitos recursos, mas com a convicção de que esse é um assunto que deveria ser tratado pela igreja, pois diz respeito a um dos pilares da fé: a vida é dom de Deus. Com informações Christian Headlines

Fonte: Gospel Prime

Assembleia de Deus leva orquestra para evangelizar no Maracanã


Assembleia de Deus leva orquestra para evangelizar no Maracanã
AD leva orquestra para evangelizar no Maracanã

No último sábado (12) a Igreja Assembleia de Deus realizou uma apresentação musical em frente ao estádio Mário Filho, o Maracanã, no Rio de Janeiro.

A ação evangelística fez parte do projeto AD na Copa criado pela Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) que durante todo o mundial promoveu eventos para falar de Jesus aos turistas e brasileiros.

Essa apresentação em específico reuniu músicos das orquestras da AD da Engenhoca e Teixeira de Freitas (no município de Niterói-RJ) e também da AD de Ilha da Conceição. Todos foram regidos pelo maestro Josué Campos e entoaram melodias populares e clássicos na Harpa Cristã evangélica.

O projeto AD na Copa contou também com o apoio da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD) que forneceu folhetos evangelísticos e camisetas para a realização do evento.

Veja o vídeo da apresentação da orquestra:





Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Muçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas e incendeiam 11 igrejas

Muçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas e incendeiam 11 igrejas
Muçulmanos destroem túmulo do profeta Jonas

Reconhecido como profeta por judeus e cristãos, a figura bíblica de Jonas é famosa por ter sobrevivido por três dias no estômago de um grande peixe no fundo do mar, tendo saído dali para pregar em Nínive. A tradição milenar que indicava o local de seu túmulo na cidade de Mosul, no território do atual Iraque, acaba de ganhar um triste capítulo.

Desde a semana passada surgiram rumores, só agora confirmados oficialmente, que membros do grupo terrorista Estado Islâmico (ISIS) violaram o local. Chamado de Younis, em árabe, o túmulo de Jonas era um local que atraía visitantes e ficava em uma mesquita que levava o seu nome.

Um funcionário do local, Zuhair al-Chalabi, disse durante a nova investida do ISIS contra os cristãos, o local foi destruído. Ele lamentou que os membros do ISIS não respeitaram a tradição muçulmana de reconhecer os profetas antigos e destruíram o túmulo do profeta Younis, tirando dali os seus conteúdos.

Na interpretação extrema da lei islâmica defendida pelo ISIS, que ecoa o Talibã, todas as representações de pessoas e animais são idolatria e proibidas pelo Alcorão.

Além de destruir museus, mesquitas xiitas e túmulos no território sob seu domínio, o Estado Islâmico prometeu erradicar os sítios arqueológicos importantes. A área em torno de Mosul, sede atual do ISIS, abriga 1.791 sítios arqueológicos registrados, incluindo ruínas de quatro capitais do império assírio. A cidade foi local de diversas batalhas bíblicas do Antigo Testamento e, de acordo com a tradição judaica e cristã, foi fundada pelo bisneto de Noé, Nimrode.

Nessa onda de ataques, mais 11 igrejas cristãs foram incendiadas na região de Mosul. Os líderes cristãos no Iraque lembram que muçulmanos e cristãos viveram pacificamente por um longo tempo na região lado a lado, mas temem que a violência atual poderá por fim a quase 2.000 anos de cristianismo no Iraque. Estima-se que os cristãos do Iraque eram 1.5 milhão em 2003 e restaram cerca de 400.000 hoje.

Após terem decretado o ressurgimento do califado e sua cruzada para unir todos os muçulmanos do mundo, o ISIS tem crucificado cristãos rotineiramente, destruído suas igrejas e oferecido recompensas para quem entregar os pastores e missionários que vivem no norte do Iraque.  Com informações Christian Post

Assista:

Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Ministério alcança 100.000 pessoas em 8 anos


Ministério alcança 100.000 pessoas em 8 anos
Ministério alcança 100.000 pessoas em 8 anos

A oração do missionário inglês Simon Guillebaud era simples e sincera: “Senhor, eu farei qualquer coisa, eu vou a qualquer lugar”. Em 1999, quando tinha pouco mais de 25 anos, Guillebaud abriu mão de seu emprego numa empresa de marketing para viver no Burundi, país africano devastado pela guerra. Durante os 15 anos seguintes, ele testemunhou o mover de Deus de uma forma incrível.

Em uma entrevista ao site Christian Today, ele conta que quando foi para o Burundi sabia pouca coisa sobre o país, apenas que era um dos mais perigosos do mundo na época, pois vivia uma guerra civil. Ele acreditava que poderia morrer, mas foi mesmo assim.

Nascido em uma família que já tinha missionários trabalhando na África, disse ter aprendido desde cedo que “Somos imortais até que Deus nos chame para casa”. Citando Filipenses 1:21-22 lembra que aceitou ser missionário em um país difícil por que “Viver é Cristo e o morrer é lucro”. Apesar das dificuldades iniciais, associou-se a trabalhos missionários que já existiam no país. Alguns anos depois, fundou sua própria missão, a Great Lakes Outreach (GLO), que trabalha com treinamento de líderes nativos. O nome se refere à chamada região dos Grandes Lagos, incluindo Burundi, Ruanda, Tanzânia e Quênia.

Nos últimos oito anos seu ministério ajudou a ganhar 100.000 pessoas para Cristo, cerca de um por cento da população do país. Entre os testemunhos que foram fundamentais para o sucesso de sua missão está a história de Agnes. Era uma jovem sofrida, que nasceu surda, cega e muda. Ela vivia num estado quase vegetativo, toda encurvada. Durante anos seus pais se limitavam a coloca-la no pátio de casa para apanhar a luz do sol e, em seguida, trazê-la de volta para dentro e alimentá-la.

Guillebaud lembra que muita gente já havia orado por Agnes. “Certo dia, um grupo de jovens orou por ela e o corpo dela se contorceu todo. Ela teve sua visão e audição de volta, mas ainda faltava a fala. Ela passou a frequentar o coro da igreja pela fé e algumas semanas mais tarde Deus liberou sua língua para louvá-lo. Desde então ela não cala a boca! ” conta rindo.

Agnes hoje é uma das melhores evangelistas da missão. Afinal, todos os que viviam na região sabiam que ela vivia como um vegetal, mas agora está bem. Testemunhar milagres e libertações de espíritos demoníacos são comuns para os que trabalham na região. Quando um dos feiticeiros mais conhecidos da região convidou alguns missionários para visitá-lo ninguém sabia o que esperar. “O homem acabou ouvindo sobre Jesus, foi liberto e muitos dos seus seguidores entregaram suas vidas a Cristo naquele mesmo dia, umas 50 pessoas”, lembra o missionário inglês.

Questionado por que esse tipo de coisa não acontecia com ele quando pregava nas igrejas da Inglaterra, Guillebaud dá uma resposta dura: “É uma questão de fé e incredulidade. Os africanos são muito conscientes do mundo espiritual. Você não precisa ensinar-lhes que Satanás e Deus são reais, eles sabem disso e já viram o poder de ambos… É difícil para nós no Ocidente acreditarmos em muitas coisas porque estamos sempre duvidando ou questionando os ensinamentos da Bíblia”.

O missionário é enfático: “os sinais são para os incrédulos. O Reino de Deus é o segredo mais bem guardado que temos, mas está preso nas quatro paredes da igreja. Nós deveríamos passar mais tempo lá fora, anunciando esse Reino. É na escuridão que vemos a luz brilhar mais forte. Esse é o verdadeiro desafio para a Igreja do Ocidente”.”

Atualmente ele está no Reino Unido, com sua esposa e três filhos. Veio para lançar um novo livro. Os outros três que escreve falam sobre seu trabalho na África. Ao ser questionado se veio para ficar, ele diz que ainda não: “Eu não quero segurança. Quando você tem segurança, você não precisa de Deus. Eu só quero estar no centro da vontade de Deus, que é o lugar mais seguro para se estar”.

Ao mesmo tempo que trabalhos como o do Great Lakes Outreach crescem, o Parlamento do Burundi aprovou recentemente um projeto de lei que tenta evitar a proliferação de igrejas evangélicas no país. A partir deste mês, só serão reconhecidas legalmente pelo governo as congregações que reunirem pelo menos 500 pessoas (ou 1.000, quando forem fundadas por estrangeiros). Segundo o ministro do Interior, Edouard Nduwimana, o objetivo da lei é proteger os cidadãos.  Com informações Christian Today e CBN

Fonte: Gospel Prime

domingo, 13 de julho de 2014

Estudo mostra que os jovens evangélicos estão se colocando contra o liberalismo sexual


Estudo mostra que os jovens evangélicos estão se colocando contra o liberalismo sexual

Apesar das previsões em contrário, jovens cristãos evangélicos estão desafiando o liberalismo sexual nos Estados Unidos. A afirmação é da Baptist Press, com base em um estudo recente realizado entre os jovens evangélicos do país.

De acordo com a publicação, muitos previam que os jovens evangélicos em breve iriam começar em breve a rejeitar as normas da igreja para fazer parte da cultura em suas visões liberais em questões como o casamento do mesmo sexo, sexo antes do casamento e identidade de gênero. Porém, não é isso o que aponta um estudo realizado por Mark Regnerus, professor associado de sociologia na Universidade de Texas-Austin.

Segundo escreveram Russell D. Moore e Andrew Walker os “cristãos evangélicos estão retendo visões ortodoxas sobre a sexualidade bíblica, apesar das mudanças mais amplas na cultura americana”. Moore é presidente da Comissão de Liberdade de Ética e Religiosa (ERLC) e Walker é diretor de estudos políticos da ERLC.

Um dos dados mostrados pelo estudo é de que apenas 11 por cento dos evangélicos com idades entre 18 e 39 dizem apoiar o casamento do mesmo sexo, enquanto uma “sólida maioria” de ateus auto-identificados, agnósticos, católicos liberais e protestantes liberais a apoiam.

O estudo mostra também que apenas cerca de seis por cento dos evangélicos apoiam o direito ao aborto, enquanto que mais de 70 por cento dos seus pares não-crentes o apoiam. Além disso, apenas cinco por cento dos evangélicos acreditam ser aceitável casais não casados morarem juntos, número que sobe para 70 por cento entre aqueles que são não são afiliados a nenhuma instituição religiosa, ou se consideram uma pessoa “espiritual, mas não religiosa”.
Moore e Walker escreveram que os resultados do estudo são encorajadores e um tanto quanto surpreendente, dada a identificação dos jovens evangélicos com Cristo.


- Essa é uma realidade bem-vinda, especialmente tendo em conta as pressões culturais significativas que os jovens cristãos enfrentam na cultura de hoje – afirmam.

Fonte:  Gospel+

Terroristas muçulmanos oferecem recompensa por denúncia de pastores


Terroristas muçulmanos oferecem recompensa por denúncia de pastores
Muçulmanos oferecem recompensa por denúncia de pastores

O surgimento do Estado Islâmico no Iraque e na Síria (ISIS) aumentou ainda mais o perigo para os cristãos que vivem no Iraque, na Síria e sudeste da Turquia, onde as milícias radicais muçulmanas estão impondo suas regras com violência.

Nascido no seio da Al Qaeda, atualmente o ISIS opera de forma independente, sendo muito, muito mais radical e defendendo uma espécie de restauração do Antigo Império Otomano, o que significaria a união de todos os países muçulmanos, além da guerra contra os cristãos e a destruição de Israel.

Segundo os sites Protestante Digital e Mundo Cristiano, na fronteira entre a Síria e a Turquia, o ISIS vem matando cristãos, fechando igrejas e oferecendo recompensa a quem entregar os pastores e missionários que trabalham na área.

Um líder evangélico que trabalha na região enviou um pedido de socorro, contando que a maioria dos pastores se viu forçado a fugir, além de pedir orações por proteção daqueles que ficaram. O arcebispo Louis Raphael Sako acredita que é necessária uma intervenção na região, pois padres, freiras e pastores têm sido sequestrados ou mortos constantemente. Youssif Mirkis, outro arcebispo do país, declarou que “poucos cristãos veem possibilidade de futuro se continuarem no país”.

Em cidades onde moravam muitos cristãos, como Mosul, as minorias cristãs estão abandonando suas casas e indo para a casa de parentes em outras cidades ou tentando sair do país.  Vários cristãos foram crucificados nos últimos dias em cerimônias públicas destinadas a perpetuar o terror nas comunidades que não se alinham com o ISIS.

Existem relatos de que muitos cristãos precisam pagar uma espécie de “taxa de proteção” para não serem mortos pelos guerrilheiros muçulmanos.  “Eles já não têm eletricidade e pouca comida ou água”, relatam os líderes cristãos que permanecem.

Estima-se que os cristãos do Iraque eram 1.5 milhão em 2003 e restaram cerca de 400,000 hoje. Com a saída do exército americano e a invasão das milícias, estima-se que em breve o cristianismo será virtualmente eliminado do país se o êxodo continuar na mesma proporção. Com informações CBN

Fonte: Gospel Prime

Atletas de Cristo levam o evangelho a turistas e torcedores


Atletas de Cristo levam o evangelho a turistas e torcedores
Atletas de Cristo levam o evangelho a turistas e torcedores

Conforme haviam anunciado, a Missão dos Atletas de Cristo promoveu uma verdadeira cruzada de evangelismo durante a Copa do Mundo de 2014. O campeonato, que chega ao fim hoje, teve gosto amargo com a desclassificação do Brasil, mas serviu como contexto perfeito para evangelização de dezenas de pessoas de diferentes nacionalidades.

As equipes se espalharam pelas cidades que sediaram jogos e também que receberam delegações das Seleções. Os voluntários conversaram com torcedores também durante os eventos da Fifa Fan Fest de cada cidade, que reuniram milhares de turistas no Brasil.

Os voluntários que estavam em Campinas, onde se hospedaram Nigéria e Portugal, se juntaram à equipe de Sorocaba, onde estava a equipe Argelia, e realizou um grande trabalho com torcedores das três. Foi possível evangelizar dentro do Estádio durante o treino dos jogadores visitantes.

De acordo com o presidente dos Atletas de Cristo, Marcos Grava, o balanço das ações da organização durante o Mundial é bastante positivo.


atletas copa do mundo Atletas de Cristo levam o evangelho a turistas e torcedores

“Nós tivemos a chance de falar a pessoas do mundo todo sem ter que sair do Brasil. Foram ações de evangelismo em várias cidades como Brasília, Cuiabá, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Campinas e São Paulo. Foi ótima a interação com população com os torcedores, inclusive, os brasileiros. Nós agradecemos o trabalho dos nossos voluntários em todo Brasil”, destacou.

Acompanhe aqui o trabalho de evangelismo: facebook.com/VoluntariosEmCampo

Fonte: Gospel Prime

III Avivamento em cristo um dos maiores Evento realizado em Ouro Preto do Oeste

10464359_340990469387448_2599278118775087891_n
Venha ai o III Avivamento em Cristo Realizado pelo Conjunto Vocal Novo Viver da Igreja Evangélica Assembleia de Deus setor Ademir Ribeiro dia 25,26 e 27 de Julho de 2014
E um dos maiores evento realizado com tema Avivamento em cristo conforme Habacuque capitulo 3 e versículo 2¨Aviva senhor a tua obra no meio dos anos¨.
Organização;
1°Líder de Jovem Presbítero JN Santos E o 2° líder Coop. Evaldo Alves Juntamente com Conjunto Vocal Novo Viver
Preletores;
Pastor presidente Jose Posidônio
Pastor Abimailson (de seringueira)
Evangelista Wanderley (de Nova União)
Cantores;
Nara Helen (de Urupá)
Lucas Alves & Expedita (Alto Paraíso)
Mateuzinho (de Jaru)
Grupo Estrela da manha (grupo local)
E cantores regionais
Local;
Abertura na sexta-feira na congregação a parti das 19; 00 horas Av. Ademir Ribeiro Próximo ao bosque municipal e sábado e domingo na quadra poliesportiva Aurélio Buarque localizado na rua ministro Andreazza.

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"