chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Pastor Silas Malafaia fala da cassação do título de pastor de Marco Feliciano

“Não posso acreditar que pastores vão fazer o jogo do ativismo gay”

Pastor Silas Malafaia fala da cassação do título de pastor de Marco Feliciano: “Não posso acreditar que pastores vão fazer o jogo do ativismo gay”


Em seu programa Vitória em Cristo, exibido nesse sábado (24), o pastor Silas Malafaia criticou a reação da igreja Assembleia de Deus diante da entrevista do deputado e pastor Marco Feliciano à revista Playboy. O pastor corre o risco de ter seu registro de pastor cassado, por ter sido entrevistado pela revista masculina.

- O pastor Marco Feliciano deu uma entrevista na Playboy e estão querendo cortar a cabeça do camarada na Assembleia de Deus. Deixa eu fala uma coisa aqui: Em primeiro lugar, se me convidassem para dar uma entrevista na Playboy eu daria. Eu só não vou no inferno porque não tem salvação pro capeta. Quero deixar isso aqui bem claro – afirmou Malafaia, criticando a postura da denominação.

- É molinho criticar quem está com a cara na vidraça. (…) Ele foi infeliz em algumas declarações, é verdade. Então vamos acabar com o rapaz, vamos matar o cara, porque ele foi infeliz em alguma declaração – ironizou o pastor, sobre a possível cassação do título de pastor de Feliciano por causa de suas falas na revista masculina.

Malafaia ressaltou ainda que tem várias divergências com Feliciano, o que ele já falou publicamente, mas que não é incoerente e sua consciência não permite que ele fique calado diante desse acontecimento.

- Eu sei que a convenção fraternal das Assembleias de Deus de São Paulo é formada por gente muito inteligente, é uma convenção de gente muito preparada – afirmou Malafaia.

- Vocês não vão fazer o jogo do ativismo gay. Quem está interessado em ferrar Marcos (sic) Feliciano, é o ativismo gay. Só interessa a eles detonar o cara – questionou o pastor, direcionando sua fala à convenção da denominação.

Malafaia afirmou ainda que não iria se calar diante desse fato, porque “Deus não o chamou para a covardia” e nem para se omitir quando estivessem “arrebentando” com alguém de quem ele não gosta muito.
- Eu estou aqui dizendo, que não posso acreditar que pastores vão fazer o jogo do ativismo gay. E é molinho criticar, eu sei. Meu irmão, já botaram cada casca de banana para mim em entrevistas, algumas vocês viram – criticou Malafaia, afirmando que “é fácil meter o pau porque o cara deu uma escorregada ou falou uma bobagem”.

- Eu tenho visto como a igreja evangélica, e a culpa é da liderança, pensa que ser crente é dentro da igreja – criticou o pastor, afirmando que “na igreja você edifica a fé e no mundo você manifesta a fé”.

Malafaia afirmou ainda que o cristão deve estar em todo lugar, e mesmo que for “programa de safadeza ou programa de bandido”, ele vai até lá. Ele justifica afirmando que “temos que brilhar lá onde estão as trevas” e que não podemos matar alguém porque cometeu um deslize e não foi bem em uma entrevista.

Assista o programa na íntegra:

Fonte: Gospel+

Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"