chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

terça-feira, 20 de maio de 2014

Divina sem ser vulgar: moda evangélica ganha destaque na mídia


Divina sem ser vulgar: moda evangélica ganha destaque na mídia
Foto: Carlo Wrede / Agência O Dia

Os blogs de moda fazem sucesso no mundo todo e no Brasil esse ramo é cada vez mais frequente entre evangélicas. Jovens que gostam de moda, mas que não deixam de seguir os preceitos da religião.

O jornal O Dia citou em uma reportagem sobre moda evangélica dois desses blogs que fazem muito sucesso. Um deles é o blog “Passarela Estreita” escrito por Mari Raugust que fala sobre moda e beleza, com dicas voltadas para mulheres cristãs.

“Que Deus ponha em nossos corações a vontade de sermos fiéis a Ele e que possamos dar bom testemunho através do nosso vestir”, escreveu Mari que tem uma área no blog só para relacionar moda e beleza com a Palavra de Deus.

Outra blogueira evangélica que tem feito sucesso na internet é Maanuh Scotá que tem mais de 270 mil visualizações por mês em seu blog, o “Blog da Maanuh”.

A dica que a blogueira para suas leitoras é se sentir bem, independente das regras da denominação. “A pessoa tem que se sentir bem. Se a Igreja proíbe o que você gosta de usar, vá para outra”, aconselha.

A cantora Liz Lanne, que abandonou a música para se tornar empresária do ramo de moda, deu ao jornal algumas dicas para que a mulher evangélica se vista bem, sem ser vulgar: “Não é colocar tudo justo, transparente e curto. Fica demais. A Igreja só quer que a gente esteja decentemente vestida”.

Como dona da loja 7Liz, que fica no bairro Recreio, zona Oeste do Rio de Janeiro, Liz Lanne, irmã da cantora Eyshila, diz que hoje a imagem da mulher evangélica está mais moderna e que não é mais vergonhoso se assumir como cristã. “Não tem que ser feia só porque é crente. Temos o direito de sermos lindas e de usar as melhores roupas”, completa.

A cantora Pamela, que sempre posta foto nas redes sociais saindo da 7Liz diz que gosta de moda, mas que toma cuidado ao se vestir, já que é exemplo de milhares de jovens evangélicas.

“Não uso roupas curtas e provocantes. As meninas da Igreja se inspiram em mim”, diz ela que se prepara para lançar o CD “Tempo de Sorrir” pela Som Livre.

Assim como Pamela há muitas evangélicas que investem muito dinheiro em moda, tanto é que este segmento é um dos mais rentáveis dentro do mercado gospel que anualmente movimenta R$ 15 bilhões. De acordo com o jornal O Dia, há clientes que gastam até R$ 6 mil por mês com roupas e sapatos.

Além dos blogs citados há outros endereços virtuais para quem quer aprender a se vestir bem dentro dos preceitos da religião, entre eles o “Evangélicas Top” e “Crente Chic”.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"