chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Homossexualismo é questão de comportamento, diz Silas Malafaia

Ao falar sobre o assunto, o pastor diz que é possível sim deixar de ser homossexual

Homossexualismo é questão de comportamento, diz Silas Malafaia
Homossexualismo é questão de comportamento, diz Silas Malafaia

O pastor Silas Malafaia responde a pergunta de um internauta que queria saber se é possível um homossexual abandonar esta prática. Além de ser um líder religioso, Malafaia é psicólogo e fala com dados científicos a respeito do tema dizendo que por não ser uma condição genética, a prática homossexual pode sim ser desaprendida.

Lembrando das aulas de genética, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo explica que a ordem cromossômica só determina se a pessoa será macho ou fêmea, se for XY será um homem, XX será mulher.

Sendo assim se a homossexualidade não é genética, na visão do pastor, só pode ser comportamental. “Ela é praticada por uma pessoa que, por determinação genética, nasceu homem ou mulher, mas tornou-se homossexual por preferência aprendida ou imposta”, explica.

Na resposta dada na coluna “Pr. Silas Responde” do site Verdade Gospel, o pastor explica que a tese de que a pessoa nasce homossexual é mentirosa e que por ser um comportamento, é possível sim que um homossexual volte a ser heterossexual.

“Os psicólogos são unânimes em dizer que mais importante do que a determinação genética para uma criança decidir a sua preferência sexual é a maneira como ela é criada. Não há determinismo genético. E, se é uma questão de comportamento, um homossexual pode abandonar essa prática e tornar-se heterossexual; até porque, a maioria dos homossexuais tem algum grau de atração pelo sexo oposto.”

O tema é polêmico e rende muitas críticas não só ao pastor como aos profissionais que acreditam que é possível reverter a homossexualidade, tanto que o Conselho Federal de Psicologia não permite que a questão seja tratada dentro dos consultórios.

Ao falar sobre a falta de tratamentos a base de remédios e terapia, Malafaia cita que o poder de Deus pode transformar qualquer pessoa. “Se ele reconhecer seu erro, confessá-lo a Deus, pedir perdão e entregar sua vida a Cristo, será justificado pelo sangue de Jesus, liberto do pecado que o domina e transformado em uma nova criatura”, ensina.

Mas para que isso aconteça, Silas Malafaia lembra que é preciso que o homossexual reconheça sua condição. “É uma decisão pessoal dele render-se à verdade, entregar-se a Cristo.”

“Nós, evangélicos, amamos os homossexuais, mas não concordamos nem aceitamos o homossexualismo. Não se trata de homofobia [aversão violenta a homossexuais] nem preconceito religioso, e sim de seguirmos princípios éticos, morais e espirituais que se baseiam no conhecimento que temos da Lei e da vontade de Deus para o ser humano ter uma vida plena, feliz e eterna.”

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"