chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Vou bater com vontade no CNJ, diz Malafaia sobre manifestação em Brasília

O pastor é contra a regulamentação aprovada que obriga todos os cartórios do país a realizar a união entre pessoas do mesmo sexo.

Vou bater com vontade no CNJ, diz Malafaia sobre manifestação em Brasília
Vou bater com vontade no CNJ, diz Malafaia sobre manifestação

Em entrevista ao site Congresso em Foco o pastor Silas Malafaia anunciou que irá usar a manifestação pacífica marcada para as 15h de hoje (5), em Brasília, para “bater com vontade” no Conselho Nacional de Justiça que aprovou em maio uma regulamentação obrigando os cartórios a realizar o casamento civil entre homossexuais.

Por entender que o CNJ é um órgão regulador do Poder Judiciário, Malafaia acredita que ele usurpou o poder do Legislativo que ainda não debateu sobre a união gay.

“Eles vão tomar um pau que não vai ser brincadeira. Vou bater com vontade no CNJ”, disse o pastor que deve reunir mais de 100 mil pessoas em defesa da liberdade de expressão, liberdade religiosa, família tradicional e pela vida.

Justificando a importância dessa mobilização pacífica, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo diz que a liberação do casamento gay, do abordo e das drogas prejudica a sociedade mundial. “Se a sociedade liberar tudo, ela se destrói”.

Para o presidente da Associação Vitória em Cristo o ocidente está substituindo o modelo judaico-cristão pelo modelo humanista-ateísta causando uma grande decadência moral. “Quanto mais a sociedade quebra limites, ela se afunda na lama”, afirma.

Para a Mobilização Pacífica em Brasília, Malafaia conta com a participação de diversos líderes evangélicos e cantores do gospel. Entre os confirmados para participar do evento estão André Valadão, Ana Paula Valadão, Aline Barros, Bruna Karla, Thalles Roberto, Eyshila, Nani Azevedo, David Quilan e muitos outros. Na lista de pastores temos o apóstolo Renê Terra Nova, apóstolo César Augusto, pastor Abner Ferreira, pastor Jabes de Alencar e outros.


Malafaia enfatiza que não estará defendendo só a liberdade religiosa, mas a liberdade de expressão e de imprensa que estão sendo ameaçadas por ativistas do movimento LGBT. “Esses idiotas chamando-nos de fundamentalistas reacionários estão por fora. Queremos uma imprensa terrivelmente livre, que é fundamento para o Estado democrático de direito”, garante o pastor.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"