chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

terça-feira, 9 de julho de 2013

Pastor escreve carta ao Papa Francisco contra gastos com a JMJ

Líder de São Paulo afirma que igrejas evangélicas reunirão 1 milhão de fiéis no Rio contra o Papa.

Pastor escreve carta ao Papa Francisco contra gastos com a JMJ
Pastor escreve carta ao Papa Francisco contra gastos com a JMJ

Na última quinta-feira (4) o pastor Juanribe Pagliarin fundador e presidente da Comunidade Cristã Paz e Vida em São Paulo, escreveu uma carta aberta destinada ao Papa Francisco criticando os gastos públicos com a vinda do pontífice e pedindo que o Vaticano reembolse os valores aplicados pelo Governo para a recepção do líder Católico.

A carta do pastor foi divulgada após repercussão da notícia de que líderes das principais igrejas evangélicas preparam uma manifestação no Rio de Janeiro para o fim de semana de 20 e 21 de julho, véspera da chegada do Papa Francisco à cidade. As informações foram negadas pelo pastor Abner Ferreira, líder da principal igreja no Rio, a Assembleia de Deus em Madureira.

Na ocasião Abner afirmou ser contra qualquer tipo de manifestação que vise perpetuar qualquer tipo de discriminação e preconceito ou intolerância religiosa.

Porém, na carta divulgada pelo líder da Paz e Vida são expostas diversas críticas sobre a importância gasta com segurança, infraestrutura e recursos para receber o Papa no Brasil. Pagliarin tenta conscientizar a liderança católica demonstrando o número de casas que poderiam ser construídas para abrigar os pobres no país: 12 mil, segundo o líder.

“Como as Igrejas evangélicas no Brasil não recebem benesses oficiais desse vulto (no máximo, o governo municipal, estadual e federal colabora com palco e som para os nossos eventos), as lideranças evangélicas consideram isto um privilégio injusto e inaceitável. Por isso, estão se preparando para uma grande manifestação de repúdio na cidade do Rio de Janeiro, dois dias antes de seu evento. Esta manifestação pretende reunir mais de um milhão de vozes, e levará o nosso povo a um inédito choque entre católicos e evangélicos”, afirmou Pagliarin.

Pagliarin sugere que o Papa anuncie que o Banco do Vaticano irá devolver os valores investidos para sua vinda e orienta o pontífice a anunciar isso “antes de vir”. Também explica que esta seria uma atitude justa que “repercutirá favoravelmente no mundo todo”.

“Antes de vir, anuncie que o Banco do Vaticano reembolsará os 120 milhões ao governo brasileiro. Além de ser uma atitude justa, já que “católicos devem patrocinar católicos”, repercutirá favoravelmente no mundo todo, ainda chocado com a prisão do Monsenhor Nunzio Scarano, acusado de desviar 20 milhões de euros do banco da sua Igreja (cerca de 58 milhões de reais)”, comenta.


Chamando Francisco de “sua santidade” o pastor também pede que o Papa venha ao Brasil e “anuncie somente Jesus”. Pagliarin relembra que em 2001 diversos cardeais entregaram a João Paulo II um relatório que sugeria uma pregação que exaltaste Cristo e por não serem ouvidos o Papa passou constrangimento. Confira a carta na íntegra aqui.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"