chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

terça-feira, 9 de julho de 2013

Mulher sequestrada por 10 anos fala como a fé a ajudou a sobreviver

Testemunho foi divulgado por redes de TV de todo o mundo

Mulher sequestrada por 10 anos fala como a fé a ajudou a sobreviver
Mulher sequestrada por 10 anos fala como a fé a ajudou a sobreviver

Dois meses a trás o mundo ficou chocado com o relato de três mulheres que ficaram presas no porão de uma casa durante uma década.  As mulheres foram sequestradas em ocasiões diferentes em 2002, 2003 e 2004. Ariel Castro, 52, que morava no mesmo bairro que elas em Cleveland, Ohio, tinha relações sexuais com elas e chegou a praticar abortos dos filhos indesejados. Castro será julgado em agosto e pode ser condenado a pena de morte.

Esta semana as vítimas (Amanda Berry, Gina de Jesus e Michelle Knight) publicaram um vídeo na internet agradecendo ao público pelo apoio e compartilharam um pouco de como tiveram forças para sobreviver a tanto sofrimento.

Agradeceram por terem sua privacidade respeitada e as doações recebidas para um fundo que as está ajudando a recomeçarem suas vidas. O que surpreendeu a muitos foram as fortes declarações de fé e de agradecimento a Deus de Michelle.

Os depoimentos são breves.  Amanda Berry, 27, falou primeiro. Ela agradeceu pelas orações e apoio, acrescentando que foi uma “benção” receber tanto amor depois que saiu do cativeiro. Foi ela que conseguiu escapar primeiro e chamar os vizinhos. Ela teve uma filha com Ariel, chamada Jocelyn, hoje com seis anos.

Gina De Jesus, 23, parece ser a mais tímida das três e limitou-se a dizer “obrigado” pelo apoio e aparece no vídeo ao lado dos pais, que agradeceram ao apoio dos vizinhos.

Por fim, Michelle Knight, 32 anos, e que foi a primeira a ser sequestrada falou. Usando um pingente em forma de cruz no pescoço, leu sua declaração.

“Obrigado a todos por seu amor, apoio e doações. Isso tem me ajudado a construir uma nova vida. Eu quero que todos saibam que eu estou muito bem. Talvez eu tenha ido ao inferno e conseguido voltar. Mas eu sou forte o suficiente para atravessar o inferno com um sorriso no meu rosto, a cabeça erguida e os pés firmemente no chão. Andando de mãos dadas com o meu melhor amigo [Deus] , não deixarei que a situação defina quem eu sou. Eu não quero ser consumida pelo ódio…. Precisamos dar um salto de fé e saber que Deus está no controle. Temos sido ferido por pessoas, mas precisamos confiar em Deus que tem um plano para todos nós. O plano Dele é que eu ajude outras pessoas que passarem por isso…. É melhor dar do que receber. Obrigado a todos por suas orações…”

Sua declaração foi uma das mais comentadas por sites evangélicos. Deborah, avó de Michelle, contou anteriormente que Castro bateu tanto em sua neta durante os anos que a manteve no porão que ela precisou passar por uma cirurgia de reconstrução facial e ela perdeu a audição em um ouvido.

O vídeo com as declarações das três foi mostrado hoje por redes de TV do mundo todo.

Assista (em inglês):




Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"