chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quarta-feira, 3 de julho de 2013

70 mil cristãos permanecem presos em campos na Coréia do Norte


70 mil cristãos permanecem presos em campos na Coréia do Norte


Uma descoberta recente aponta que os gulags, campos de prisioneiros políticos que se encontram sob poder do governo coreano estão aumentando.

Além de estarem em condições deploráveis, conforme o porta-voz da organização missionária Portas Abertas nos EUA, Jerry Dykstra, diz que já teve conhecimento da morte de cristãos nas prisões e que existem sistemáticas violações aos direitos humanos no país. “Acreditamos que isso é apenas a ponta do iceberg. Pesquisas estimam que existam cerca de 70.000 mil cristãos nos gulags, além de mais de 200.000 prisioneiros”. Afirma.

A Coréia do Norte esta no topo da lista da Portas Abertas de países que mais perseguem cristãos. O país esta há 11 anos consecutivos dentro do nível mais elevado de perseguição.

A Comissão de Direitos Humanos da Coréia do Norte levantou que o campo de número 25 aumentou 72%, e pode abrigar cerca de 5 mil presos em condições sub-humanas de sobrevivência.

Kim Joun-um é a terceira geração da dinastia Kim desde de 1948. O governo do país é totalitário e governa como uma relíquia sagrada.

Um refugiado de pseudônimo Timóteo relatou a falta de liberdade de consciência e liberdade religiosa a que os norte-coreanos são submetidos. “Eles ignoram todas as liberdades. O nível dos direitos humanos é de zero por cento. Religiões não são permitidas. O líder da Coréia do Norte (Kim Jong-un) tem de ser adorado como Deus e isso não vai mudar a menos que o regime desmorone”, disse o homem de cerca de 24 anos ao site do Opens Doors USA.


Fonte: O Verbo
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"