chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Coreia do Norte liberta americano preso por deixar Bíblia em hotel


Coreia do Norte liberta americano preso por deixar Bíblia em hotel
Coreia do Norte liberta americano preso por deixar Bíblia em hotel

O Departamento de Estado americano confirmou que Jeffrey Fowle, 56 anos, foi solto pela justiça da Coreia do Norte onde estava preso por ter deixado uma Bíblia em um hotel.

O americano estava há seis meses na cadeia e as informações sobre o motivo da prisão dele e de outros dois americanos, Kenneth Bae e Matthew Miller, não são exatas.

O caso divulgado é que Fowle entrou no país com visto de turista e que foi preso por ter deixado uma Bíblia em boate da cidade de Chongjin. Outros relatos dizem que o livro sagrado foi deixado no hotel onde ele estava hospedado.

A Coreia do Norte é o país que ocupa a primeira posição no ranking de perseguição religiosa. Segundo o regime autoritário que rege o país, o cristianismo é visto como uma ameaça ao governo e por este motivo os cristãos são tratados com hostilidade, presos e até mesmo torturados.

Fowle conseguiu a liberdade e voou para a ilha de Guam, um território americano no Oceano Pacífico. Não há relatos de quando ele poderá retornar ao seu país. A soltura do americano pode ter ligações com o pedido feito por sua esposa, que é russa, ao presidente russo Vladimir Putin pedindo para que ele enviasse representantes e negociasse a soltura do homem.

Os Estados Unidos tentaram enviar representantes para a Coreia do Norte, mas a visita dos oficiais foi negada. Os outros dois americanos continuam presos e foram condenados a prestarem trabalho forçado. A Casa Branca tenta pressionar a soltura dos homens e deixa claro que não irá ceder a tentativas de extorsão por meio dessas prisões.

Kenneth Bae foi preso sob acusação de exercer atividades religiosas “com o objetivo de enfraquecer o regime” norte-coreano. No ano passado ele recebeu a sentença de 15 anos de trabalhos forçados.

Já Matthew Miller, 24 anos, foi condenado a seis anos de trabalhos forçados sob a acusação de “espionagem”. Ele foi preso depois de rasgar o seu passaporte no aeroporto e pedir asilo às autoridades norte-coreanas. Com informações Yahoo.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"