chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Mulher visita céu e inferno e diz que católicos e muçulmanos estão condenados

“Revelação” divulgada por igreja evangélica causa polêmica nacional

Mulher visita céu e inferno e diz que católicos e muçulmanos estão condenados
Mulher visita céu e inferno e diz que muçulmanos estão condenados

A pequena nação africana de Sierra Leone tem pouco mais de 6 milhões de habitantes. Já passou por sangrentas guerras civis e nos últimos anos desfruta de uma relativa harmonia religiosa entre os cristãos (27%) e a maioria muçulmana (71%).

Mas nos últimos meses as “revelações” de uma jovem chamada Linda Ngaujah tem causado uma controvérsia que atingiu até o presidente.

Em fevereiro deste ano, Linda, de 28 anos, morreu e fez uma “viagem celestial”. Ela voltou contando que esteve no inferno antes de ser levada para o céu. Em pouco tempo ficou famosa no país inteiro por causa dessa revelação.

Em seu relato de quase 4 horas, que se espalhou pela nação em CDs e também pela Internet, ela conta que ao visitar o inferno, encontrou o ex-ditador da Líbia, Muammar Kadhafi. Segundo Linda, Kadhafi pediu que os moradores da Líbia deveriam adorar somente a Jesus e que a grande mesquita construída por ele em Serra Leoa deveria ser destruída e substituída por uma igreja evangélica.

A jovem disse ainda ter uma mensagem para o presidente Ernest Bai Koroma, que é cristão, Deus quer que ele substitua todas as mesquitas de Serra Leoa por igrejas. Ela também ouviu de Lansana Conte, falecido presidente da nação vizinha, Guiné, que todas as mesquitas do seu país deveriam ser derrubadas e substituídas por igrejas.

Segundo “irmã Linda” como prefere ser chamada, ela teve uma experiência angustiante no inferno, onde se encontrou com seus pais e uma série de pessoas famosas, incluindo a cantora Whitney Houston, e que todos estavam “em grande sofrimento”. Reforça ainda que, caso o “arrebatamento” tivesse ocorrido naqueles dias, além dela, pouquíssimos cristãos do país seriam salvos. Linda criticou os pastores de Serra Leoa que, segundo ela, se preocupam mais de falar sobre dinheiro do que espalhar a mensagem de Deus.

Sua afirmação mais polêmica, foi de que todos os católicos e muçulmanos vão para o inferno, gerou grande polêmica. Especialmente por que a “revelação” tem sido apresentada em programas de rádio do país, patrocinado pela Believers Broadcasting Network, ligada aos pastores da jovem. Em junho começou a circular um vídeo onde ela conta que esteve pela segunda vez no inferno.

O bispo Archibald Cole, presidente da Irmandade Pentecostal da Serra Leoa, veio a público declarar que as declarações de Linda não são endossadas pelas igrejas evangélicas do país. “Nós consideramos nossa responsabilidade julgar cada revelação pelo padrão da palavra escrita de Deus… Nós consideramos que estas declarações podem causar serio atrito entre as comunidades cristã e muçulmana… Essa revelação tem a capacidade de minar a paz e a segurança desta nação. Queremos manter a paz e a segurança que Deus nos deu, pois Cristo é sinônimo de paz e não de confusão…”, disse Cole.

Contudo, continuam surgindo relatos que as tais “revelações” de Linda estão causando confusão. A imprensa noticiou que duas pessoas se esfaquearam após uma discussão se as revelações eram verdadeiras ou não. Grupos muçulmanos já se manifestaram, dizendo que não vão permitir nenhuma tentativa cristã de derrubar qualquer uma das mesquitas do país e prometeram pegar em armas para defendê-las. O fator determinante para o aumento da polêmica foi a divulgação pela imprensa que o presidente Koroma, se reuniu com Linda para receber a mensagem pessoalmente.

Linda é membro da Faith Healing Bible Church, que seria uma das únicas três igrejas “aprovadas por Deus”, segundo ela. Essa igreja tem feito desde então uma campanha de oração por Serra Leoa, à luz das revelações. Contudo, a maioria dos pastores do país é contrária, pois acusa Linda de ser uma “enviada do diabo” e uma “falsa profetiza” que precisa de libertação. Eles temem que possa surgir no país uma nova seita e pedem para que os evangélicos não deem ouvidos a ela. Com informações de Africa Review e Awoko.

Assista:




Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"