chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Vereadores aprovam declarar que cidade é de Jesus; prefeito veta

A proposta é de um vereador evangélico que teve apoio de toda a Câmara municipal

gospel
Vereadores aprovam declarar que cidade é de Jesus; prefeito veta

O prefeito da cidade de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT) vetou uma proposta aprovada na Câmara dos Vereadores que tinha como objetivo instalar placas com dos dizeres “São Bernardo do Campo é do Senhor Jesus”.

A proposta é de autoria do vereador Rafael Demarchi (PSD) e teve apoio de todos os 27 vereadores da cidade, mas quando chegou nas mãos do prefeito, a proposição foi vetada por inconstitucionalidade.

“O objetivo da proposição era prestar uma homenagem, valorizar o trabalho dos evangélicos. Mas acredito que o resultado atingido seria outro”, disse o prefeito petista para a revista Carta Capital.

Na opinião de Marinho se fosse sancionada, a lei feriria a laicidade do estado e desrespeitaria pessoas não cristãs. “Como reagiriam os católicos, o pessoal de umbanda, candomblé, os muçulmanos (que são muitos na cidade), os sem religião? Cada um ia querer a sua placa”.

Já o autor do projeto contesta e diz que apresentou a proposta porque em SBC mais de 90% da população se declara cristã. “A proposta visava homenagear Jesus e não uma religião. A cidade já homenageou tantas pessoas, incluindo Mussolini, que era um ditador”, disse Demarchi que é membro da igreja Bola de Neve.

O vereador também diz que os valores para as placas não partiriam do município, mas da doação de um empresário que custearia os R$4 mil necessários. Demarchi acredita que a questão do Estado laico depende da interpretação que se é dada. “Se formos analisar inconstitucionalidade por ser um Estado laico, teríamos que mudar nomes de praças, ruas e bairros que fazem referência a temas religiosos”.

Antes de decidir o caso, o prefeito de São Bernardo do Campo chegou a se reunir com pastores que aceitaram o veto compreendendo que a manifestação não iria contribuir com a cidade.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"