chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Pastor prega no Centro de Macapá há 10 anos e afirma: só saio se Deus mandar


Pastor prega no Centro de Macapá há 10 anos e afirma: só saio se Deus mandar
Pastor prega no Centro de Macapá há 10 anos

Quem passa pelo Centro Comercial de Macapá (AP) aos sábados já deve conhecer o pastor evangélico Arnaldo Alves que há mais de 10 anos prega para a população.

O local escolhido como ponto de pregação é o cruzamento das vias Padre Júlio e Cândido Mendes. Com uma caixa de som e um microfone, o homem de 52 anos evangeliza e diz “tirar o demônio” de quem passa e aceita uma oração.

Em entrevista ao G1 Alves explica como surgiu o chamado de Deus para realizar este trabalho.
“Eu passava por essa esquina quando ouvi um sinal de Deus me pedindo para parar, e eu ali comecei a observar que Ele [Deus] me pedia para observar que todos estavam cheios de problemas e como vivi isso por anos na minha vida, resolvi pregar aqui.”

A conversão de Arnaldo aconteceu há 20 anos por intermédio de sua esposa. O casal enfrentava um momento delicado, pois um de seus cinco filhos estava usando cocaína. No mesmo período o homem perdeu o emprego e encontrou na religião a força para superar esses problemas.

Pregação ocorre na esquina das vias Padre Júlio e Cândido Mendes, em macapá (Foto: John Pacheco/G1)
Pregação ocorre na esquina das vias Padre Júlio e Cândido Mendes, em macapá (Foto: John Pacheco/G1)

Nem todos que passam pela rua percebem o pastor ou param para ouvir a pregação. Outros param e pedem oração como fez o aposentado Luiz Romano, 70 anos, que sofreu dois infartos no final de 2013.
“É sofrido, no último infarto passei 20 dias internado no Hospital de Emergências, é nessas horas que a fé é maior que a razão”, disse ele que foi prontamente atendido pelo religioso.

Defendendo seu ministério, o pastor Arnaldo afirma ter licença para atuar na esquina e diz que só deixará de pregar na praia se Deus confirmar em seu coração.


“Só saio daqui se a voz que me pediu para ficar, me peça para sair. Não é um pastor evangélico aqui, mas sim uma pessoa preocupada com a situação em que o mundo vive”, disse ele.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"