chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

sábado, 12 de outubro de 2013

Punição Dada a Quem Ler a Bíblia Na Arábia Saudita

Trituração de dedos, amputação de pés ou mãos, chicoteadas e até a morte por pessoas que leem a bíblia na Arábia Saudita

punição-ler-bíblia-arábia-saudita-triturar-dedos

As punições a quem for pego com a bíblia sagrada na mão são. aputação de dedos, pês, chicoteadas e a trituração da mão conforme imagem acima. São cerca de 2500 pessoas punidas por não seguirem essa lei.

Na Arábia Saudita a maior parte da população seguem a religião islamica e todos que não seguem essa religião corre o risco de ser castigado, isso é lei lá na Arábia Saudita.

A única forma que os cristãos fazem para ler a bíblia por lá é de forma totalmente secreta, para que nem os vizinhos saibam, pois correm o risco de serem punidos.

Para você enteder melhor o porque dessa lei, você precisa mehor entender a religião islamica. Para o islamismo só existe um Deus chamado por Ala e Jesus era um simples profeta, Maomé (Muhammad) é considerado o profeta no qual foi revelada essa religião, também são conhecidos os que seguem essa religião de mulçumanos. Eles não tem a bíblia como livro doutrinário, a doutrina deles veio do Anjo Gabriel que entregou a Maomé (Muhammad) todos os preceitos bãsicos que constituem o Islã.

Maomé (Muhammad) foi o último profeta enviado por Deus para disseminar entre os homens os ensinamentos sagrados.


tr

Essa religião é considerada a segunda maior do planeta, são mais de 935 milhões de seguidores, os países que mais seguem essa doutrina são, Indonésia, Paquistão, Índia, Bangladesh, Turquia, Egito, Nigéria, Irã e Arábia Saudita. Então esse países querem o minimo de outra religião e é por isso que fazem esse tipo de punição.


Bom amigos leitores oremos pelos cristãos que estão sofrendo por lá, pois não podem pregar o evagelho, isso é um indício de que o fim está próximo.

Fonte: Padom
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"