chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Hambúrguer com “sangue de Jesus” irrita cristãos

Homenagem à banda Ghost usa símbolos sagrados

Hambúrguer com “sangue de Jesus” irrita cristãos
Hambúrguer com "sangue de Jesus" irrita  cristãos

Um cristão faminto decide visitar o restaurante Kuma, em Chicago. Ele ouviu dizer que é uma dos locais que fazem sucesso no momento. Estaciona em frente a um prédio localizado na Diversey Parkway número 666. Entra no local e percebe que todos os funcionários vestem preto. O som ambiente é de bandas de heavy metal.

Mesmo achando estranho, pede o menu. Em destaque, o “Ghost Burger”, um hambúrguer que “homenageia” a banda sueca Ghost BC, conhecida por sua música pesada e uso de símbolos antirreligiosos.  O preço é razoável e o lanche vem com uma porção de fritas ou salda. Curioso, ele resolve experimentar.

Quando seu pedido chega, ele pergunta ao garçom o que é isso sobre a carne? Por que o molho tem cheiro de vinho? O garçom, já acostumado com as perguntas explica: “Nosso bife de carne moída de primeira é coberto com queijo cheddar branco e molho picante ‘sangue de Cristo’, à base de vinho. O ‘Corpo de Cristo’ é uma hóstia decorativa. Trata-se de uma refeição sagrada”. Se o cliente desejar, pode pedir mais hóstias para acompanhar sem acréscimo no preço.

Embora essa história seja fictícia não deve ser muito distante do que acontece desde o dia primeiro de outubro, quando o Kuma lançou o “Ghost Burger”. O jornal Chicago Tribune, o mais influente da cidade, registra o fato em uma matéria. A polêmica está criada.

Os católicos de Chicago não aprovaram e concentram suas críticas nas redes sociais, onde os termos mais usados são “blasfêmia” e “sacrilégio”. Além dos católicos, outros grupos cristãos estão insatisfeitos e também protestam. Os fãs de heavy metal se divertem com a piada. Entre os argumentos a velha discussão sobre “liberdade de expressão”.

Lucas Tobias, o dono do restaurante, explica: “As pessoas estão um pouco chateadas. Mas a hóstia não é consagrada, portanto é apenas um tipo de bolacha decorativa. Alguns se ofendem com isso, mas estamos satisfeitos em ver que, a maioria parece ter senso de humor”.

Jeff Young, que mantem um blog católico, discorda: “Não é a Eucaristia, mas ainda é simbólico. Para nós, é mais do que isso, é o cumprimento de um mandamento… Esta bolachinha é um símbolo. Há uma cruz desenhada nela. É como alguém queimar uma bandeira… É uma piada com algo que é sagrado”.

Mas o restaurante não se importa. O sanduiche está vendendo bem, “porque os clientes estão curiosos em saber do se trata”, comemora Tobias. Para provar que não se trata de ódio religioso, o restaurante anunciou que fará uma doação para as obras de caridade da Diocese de Chicago.

Criar comida que ofende símbolos cristãos não é uma novidade. Ano passado, a rede de pizzarias Hell [inferno] sediada na Nova Zelândia, resolveu criar uma linha de pães que recebeu o nome de “Hell Cross Buns” [Pães da Cruz do Inferno] que tinham um pentagrama, símbolo do satanismo. Seus comerciais e outdoors que anunciam o produto com o lema “Por tempo limitado, um pouco parecido com Jesus”.  Com informações de Daily Mail e Chicago Tribune.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"