chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Candidatos à Presidência criam estratégias para conquistar o voto evangélico


Candidatos à Presidência criam estratégias para conquistar o voto evangélico
Candidatos criam estratégias para conquistar o voto evangélico

O voto dos evangélicos deve ser disputado pelos candidatos à Presidência do Brasil, uma vez que este grupo representa 22% da população brasileira, segundo dados do Censo de 2010 divulgado pelo IBGE.

Os mais de 42 milhões de evangélicos estão na mira dos candidatos que querem atrair de alguma forma esses eleitores. O PT e o PSB já admitiram que estão buscando atuar com os setores evangélicos para se aproximar do eleitorado.

Prova dessa aproximação é a presença de Dilma Rousseff na inauguração do Templo de Salomão em São Paulo nesta quinta-feira (31). Dilma recebeu o convite do bispo Edir Macedo e foi a primeira das personalidades a confirmar presença. A ligação entre a Igreja Universal do Reino de Deus- através do PRB – e o PT é forte.

Mesmo com apoio da IURD, o PT precisa convencer outros líderes, uma tarefa difícil para o coordenador da campanha de Dilma, o deputado estadual paulista Rui Falcão. Para ele a candidatura do Pastor Everaldo (PSC) muda um pouco essa relação entre os candidatos e os evangélicos.

“Se temos um candidato evangélico na disputa, é natural que tenhamos muito menos votos evangélicos no mercado, mas vamos procurar manter o diálogo com todas as igrejas e setores religiosos”, disse Falcão à reportagem do IG.

O candidato Eduardo Campos (PSB) também tentará atrais os evangélicos. O coordenado da campanha, Carlos Siqueira, afirma que a comunidade evangélica é “muito plural” e vê diferença entre os acordos com os pastores e o voto dos fiéis.

Siqueira fará um trabalho com vários setores evangélicos, mas lembrou que a candidata à vice é Marina Silva que é evangélica da Assembleia de Deus.

Aécio Neves não tem planos específicos, Pastor Everaldo conquista as principais lideranças


O candidato Aécio Neves (PSDB) é o único que, por hora, não tem planos definidos para disputar este eleitorado. O coordenador da campanha é o senador José Agripino (DEM) que tem direcionado a campanha eleitoral com base nas propostas e temas que são pertinentes, sem focar na religião.

“Não há um direcionamento para esses segmentos [evangélicos]. A campanha será em cima de temas e propostas. O apoio de todas as igrejas é bem-vindo, mas não pretendemos estabelecer uma estratégia específica para ter o apoio de uma igreja específica. Não existe essa estratégia”, disse ele.

Enquanto os três principais candidatos tentam encontrar uma forma de atrair o público evangélico, o pastor Everaldo já tem conquistado apoio de lideranças de destaque. Um dos primeiros pastores a confirmarem esse apoio foi Silas Malafaia que já gravou um vídeo explicando os motivos que o fizeram apoiar o candidato do PSC.

Diversas lideranças da Igreja Presbiteriana também já apoiaram Everaldo, que também conta com o apoio da Assembleia de Deus Ministério Madureira e tem aguardado um posicionamento da AD Ministério Belém.
Entre as igrejas neopentecostais Everaldo já tem apoio da Igreja Sara Nossa Terra, do Ministério Internacional da Restauração e da Igreja do Evangelho Quadrangular.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"