chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Antropólogo denuncia perseguição a pajés na Amazônia

Igreja Católica e Omeam negam as acusações e dizem que entendem a importância dos líderes locais

Antropólogo denuncia perseguição a pajés na Amazônia
Antropólogo denuncia perseguição a pajés na Amazônia

O antropólogo Ademir Ramos denunciou ao Portal Amazonas que missionários católicos e evangélicos estariam perseguindo os líderes espirituais das tribos indígenas, os pajés, para impor suas crenças.
Os índios de diversas etnias que vivem no interior do Estado do Amazonas seriam os mais atingidos. Ramos diz que essa interferência dos religiosos está descaracterizando o índio.

Ao falar sobre o que ele tem visto, Ademir Ramos comenta que há duas formas dos missionários interferirem na cultura local, a primeira é de fora para dentro, enfraquecendo a tribo com a criação de chefes espirituais.

“Outra transformação é de fora para dentro e considero o modo mais perigoso. A segunda estratégia utilizada é abstrair a liderança dos povos indígenas para assumir esta liderança local. Com a perseguição e a evangelização, a consequência é organizar outra linhagem cultural”, explicou o antropólogo.

Ramos atua como coordenador do Núcleo de Cultura Política do Amazonas (NCPAM) e relata também que na região do rio Solimões, as igrejas estariam perseguindo pajés enquanto que na calha do rio Negro as igrejas, de diversas confissões, estariam disputando as aldeias.

“Há a demarcação, tendo de um lado os católicos e de outro os evangélicos. A religião é o constitutivo da cultura indígena e a questão mais grave está no Solimões. Na região, há messiânicos, evangélicos de diversos credos e católicos, entre outros, todos em áreas demarcadas. E ainda tem a presença de israelitas”, disse.

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi), ligado à Igreja Católica, nega que haja perseguição aos pajés. “Nossa postura é de valorização destes líderes. O lema é trabalhar com a perspectiva da vida e da vida em abundância. Com isso, a cultura própria é conservada. Sabemos da importância da reprodução das crenças indígenas e do papel primordial do pajé”, disse Francisco Loebens do Cimi Regional Norte 1.

A Ordem dos Missionários Evangélicos do Amazonas (Omeam), através do pastor José Soares, secretário da instituição, também nega as acusações do antropólogo dizendo que tal afirmação “não tem fundamento”.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"