chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

sábado, 30 de outubro de 2010

Falsas acusações trazem ameaças a cristãos



Mulheres egípcias

EGITO (20º) - Um temor pela segurança dos cristãos egípcios tem crescido após uma série de alegações falsas, ameaças violentas e manifestações contra a Igreja no Egito.
A ira dos muçulmanos foi provocada no mês passado, quando acusações infundadas foram feitas por meio da rede de televisão Al Jazeera de que os cristãos estariam alinhados com Israel e estocando armamentos em preparação para uma guerra contra o povo islâmico.

A tensão foi agravada por rumores espalhados, sem base alguma, por parte de líderes islâmicos, de que cristãos estariam sequestrando e torturando mulheres que se convertiam ao islã.

Outro caso trata de um líder eclesiástico idoso que foi compelido a pedir desculpas publicamente “se os sentimentos de nossos irmãos muçulmanos foram feridos” após outro líder questionar, em uma reunião interna, um verso do alcorão que classifica os cristãos como “infiéis”.

Os direitos dos cristãos egípcios foram, em seguida, ameaçados pelo Conselho Supremo para Assuntos Islâmicos, um órgão do governo, que confirmou que o Egito é um estado islâmico no qual “os direitos civis de não islâmicos estão condicionados à aceitação da identidade muçulmana do Estado”.

Desde então, ocorreram pelo menos dez manifestações envolvendo milhares de muçulmanos, dentre os quais um grupo previamente desconhecido denominado “Fronte do Egito Islâmico”, que prometeu um “banho de sangue”.

Pedido de oração:
•    Ore para que crescente pressão do governo egípcio aos cristãos; ore para que o Senhor intervenha de modo justo a favor dos nossos irmãos.
•    Ore também para que as ameaças de violência contra os cristãos não se realizem e para que seja concedida proteção e justiça como aos demais cristãos egípcios.

Tradução: Maria Cecília Maia

fonte
http://www.assistnews.net/search/index.htm
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"