chat da radio gospel hits brasil

Filme: "Renúncia, Suas escolha definem seu futuro"

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Três mil cristãos sírios fogem de aldeia armênia na Síria


Três mil cristãos sírios fogem de aldeia armênia na Síria
Três mil cristãos sírios fogem de aldeia armênia na Síria

Mais de 3 mil cristãos sírios fugiram de Kessab, na Síria, por conta de uma invasão de jihadistas. A primeira invasão aconteceu em 21 de março pelos combatentes da  frente Al-Nusra e ISIS (Islamic State of Iraq – Estado Islâmico do Iraque e Sham – o maior na Síria) que querem tomar o controle da cidade armênia de maioria cristã.

Um pastor chegou a escrever para a agência de notícias World Watch Monitor dizendo que ele e sua família se viram forçados a deixar a cidade que fica a 10 km do Mediterrâneo.

“Ao assumir o controle, os rebeldes profanaram igrejas, pilharam casas e destruíram edifícios do governo”, disseram fontes ouvidas pela agência de notícia.

Os 3 mil cristãos fazem parte de cerca de 650 famílias que formavam a grande maioria da população de Kessab, agora eles estão tentando se refugiar na cidade costeira de Latakia, que fica 50 km ao sul de Kessab.

Muitos tiveram que deixar familiares guardando suas propriedades e desde então não conseguem manter contato.

O exército sírio chegou a confrontar os rebeldes, segundo informações da Comissão de Liberdade Religiosa da Aliança Evangélica Mundial (Religious Liberty Commission of the World Evangelical Alliance – RLC), mas os jihadistas ganharam reforços.

“No domingo, 23 de março, chegaram reforços jihadistas. Os armênios restantes foram feitos reféns, casas foram saqueadas e igrejas profanadas. Naquela tarde, aviões de combate turcos derrubaram um jato Air Force MIG-23 sírio que estava dando suporte às forças terrestres da SAA para repelir os jihadistas”, diz o relatório da RLC.

A Turquia diz que o avião adentrou seu território, mas a Síria nega e acusa o país vizinho de apoiar os jihadistas, fazendo com que os armênios locais se lembrem do genocídio armênio que a Turquia liderou há cem anos.

“Ele não apenas nos traz (esse evento) à memória, como é própria a continuação do último genocídio”, disse o pastor.


O primeiro-ministro turco, Erdogan Tayip, confirmou o combate do avião fazendo ameaças aos sírios. “Um avião sírio violou nosso espaço aéreo. Nosso caça F-16 decolou e colidiu com este avião. Por quê? Porque se você violar o meu espaço aéreo, vai ter de aguentar as consequências”.

Fonte: Gospel Prime
Ocorreu um erro neste gadget

sate da radio

sate da radio
"Evangelizando Povos e Nações"